Como funciona a gorjeta nos Estados Unidos

5
205
Advertisement

Como funciona a gorjeta nos Estados Unidos.

Atualmente, dar gorjeta é algo que a maioria dos americanos fazem automaticamente e não pensam duas vezes antes de calcular os 15 a 25% de tip no final da conta.

História

Originalmente, o termo TIP (to insure promptitude) significa garantir prontidão no serviço. No século 17, nas Tavernas da Inglaterra, consumidores discretamente davam mais dinheiro para os garçons com o intuito de garantir mais eficiência no serviço.

Além disso, dar gorjetas era um costume aristocrático da Inglaterra que determinava a classe social e nível de estudo dentro dos Pubs.

A prática chegou aos Estados Unidos depois da Guerra Civil Americana, no final de 1800. Os americanos considerados ricos, ao visitarem a Inglaterra, gostaram da ideia de oferecer dinheiro em troca de um tratamento melhor nos restaurantes, e, ao voltarem à América, implementaram o costume.

No entanto, a prática de distribuir gorjetas não agradou a todos os americanos, tanto que movimentos anti-gorjeta começaram em 1890. Neles, os manifestantes protestavam por acreditar que esta prática contrariava os ideais do País que tinha acabado de lutar arduamente contra a divisão de classes. E que isso causaria uma dependência financeira da classe servil diante da classe alta.

Ainda hoje, há discussão sobre a legitimidade das gorjetas, sendo que Estados já se posicionaram contra ao proibirem restaurantes e serviços de cobrarem e receberem tip.

O que dizem os defensores da gorjeta

Devido ao salário mínimo dos garçons ser muito abaixo do salário mínimo federal, entende-se que eles devem receber gorjetas mais altas, pois é com isso que fazem o seu ganha pão.

Por exemplo, o valor do salário mínimo é de US$10 por hora para todas as categorias. Agora, quando se trata dos garçons, esse valor cai para US$2.13 por hora, pois o governo considera a prática de tip um fator já intrínseco da sociedade, não havendo necessidade de repassar o custo aos donos de restaurantes.

Portanto, dar tip é mais do que deixar um agrado ao bom serviço prestado, é entender que a gorjeta faz parte do costume e da vida social de quem frequenta restaurantes, além de complementar os salários dos garçons.

O que dizem os que são contra

Deixar para clientes a decisão do quanto o garçom faz em uma noite seria diminuir a importância deste funcionário. Os garçons passam a fazer mais do que deveriam em troca de algum trocado extra, como por exemplo, fazer piadas, interagir com a mesa, ser extra simpático e atencioso.

O salário dos garçons não deveria ser responsabilidade dos clientes e sim dos donos dos restaurantes, que deveriam também incluir nos valores dos pratos o custo com garçons.

Acreditando nisso, o dono da rede de hambúrgueres Shake Shack, Danny Meyer, decidiu, em 2015, banir o costume de tip de todos os seus 13 restaurantes. Ele acredita que a prática é antidemocrática  e que todos os custos para se comer fora devem estar inclusos no valor final da conta.

Cultura de dar tip

Há estudos que destacam haver 5 motivações para os americanos serem adeptos à prática da gorjeta:

Compensar a diferença de classes sociais.

Alimentar o ego de quem gosta de se exibir.

Dever de complementar o salário da pessoa que serve e assim deixar o garçom feliz.

Garantir um bom serviço no futuro.

Evitar reprovações seja da companhia, seja do garçom, seja da sociedade.

Diferença com o Brasil

No Brasil, a prática de dar gorjetas veio de pequenos agrados às pessoas que ajudavam em trabalhos físicos e cansativos.

A origem da palavra gorjeta: “Vem de gorja, sinônimo desusado de garganta, de onde proveio também o gorjeio dos pássaros. A gorjeta era uma pequena quantia que se dava a quem tivesse realizado trabalho extenuante e cansativo, a fim de que ele comprasse uma bebida para molhar a garganta. Embora hoje a gorjeta tenha perdido essa destinação líquida, percebe-se ainda um vestígio desse antigo hábito em expressões do tipo ‘para um cafezinho’, ‘para uma cervejinha’, que pronunciamos sem pensar quando gratificamos alguém. Não é por acaso que gorjeta, em francês, é pourboire, literalmente ‘para beber’.” (Dicionário Etimológico, grifos da autora) 

Dar gorjeta no Brasil significa ter compaixão, ter alguma relação com aquele que ofereceu ajuda sem intenção de receber algo em troca. Mas como forma de respeito e consideração, abrimos nossa carteira e entregamos um trocado.

Leia também:  Visto para morar nos Estados Unidos

Experiência Própria

No meu caso, confesso que demorei para me acostumar a dar tip quando cheguei nos Estados Unidos. Foram várias as vezes que saí do restaurante sem deixar gorjeta ou que dei o valor mais baixo simplesmente por esquecer.

Há que se ter muita cautela quando morando ou visitando o país, pois não dar tip pode ser considerado um insulto em algumas cidades, como Los Angeles.

Como dar tip e Curiosidades

  • Geralmente o valor de tip é de 15 a 25% do valor da conta ou do serviço.
  • A gorjeta pode ser no cartão junto com a conta, ou separado em dinheiro direto para o garçom.
  • Quando feito por cartão de crédito, na notinha já tem um espaço próprio para adicionar o valor do tip. Logo depois tem o espaço para escrever o valor total da conta somado com o tip. É você mesmo quem faz a soma, tanto o valor do tip quanto o total que ficou sua conta após o tip é você quem coloca manualmente.
  • É comum usar calculadora para acertar no valor do tip.
  • Os garçons preferem receber a gorjeta em dinheiro.
  • Em fast food ou self-service, tip não é necessário.
  • Taxistas, porteiros, e qualquer pessoa que ajude com sua bagagem precisa receber gorjeta de US$1 a US$2 por bagagem.
  • Salões de beleza e barbearias também fazem parte da cultura de tips.
  • Não se deve perguntar quanto dar de tip, pois pode ser constrangedor para quem recebe.
  • Basicamente, a regra é: recebeu ajuda ou foi servido, dê tip.

Referências:

5 Comentários

  1. Alguns estados estados americanos pagam salário mínimo para os garçom, baristas e barmen. No Oregon, eu nem gosto muito de dar tip, porque na maioria das vezes em restaurantes mais simples nós mesmo que temos que retirar a comida no balcão e limpar nossa nessas, reciclar o lixo. Acho que como aqui pagam salário mínimo, o pessoal trabalhando com serviços fica mais de boa. Em geral eu só dou gorjeta mesmo, pra respeitar a cultura americana e em locais que se não der eles fazem cada feia, como salões e restaurantes mais chiques. Ou então se for para um café e for usar o espaço para estudar.

  2. Texto impecável, contextualizado historicamente e com os atuais habitos. Conteúdo muito esclarecedor e oportuno para o conhecimento de quem pretende visitar ou morar nos Estados Unidos.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.