BrasileirasPeloMundo.com
Portugal Vistos & Cidadanias Pelo Mundo

Como funciona o Tech Visa em Portugal?

Não é nenhum segredo que a tecnologia faz parte das nossas vidas. Do celular à televisão, do tablet ao computador, do automóvel ao avião, lidamos diariamente com os frutos dos avanços tecnológicos. Pensando nisso, países têm buscado cada vez mais atrair mão-de-obra qualificada para seu mercado de trabalho, caso de Portugal com o tech visa.

Portugal tem sido foco de muitas empresas de renome, fazendo com que a economia do país cresça. Grandes companhias estão escolhendo o país como sede e, dessa forma, a busca por mão-de-obra para trabalhar nessas organizações tem crescido.

O país já contava com um visto especial para fundadores de startups, o chamado “Startup visa”. Agora, a Portaria nº 328/2018 de 19 de dezembro de 2018 aprovou o chamado Tech Visa.

Esse visto tem a finalidade de oferecer às empresas de tecnologia a oportunidade de solicitar a concessão de visto de residência ou de autorização de residência a trabalhadores de países que não façam parte da União europeia e que sejam considerados altamente qualificados.

Leia também: Aplicativos para usar em Portugal

Com essa iniciativa, tem-se a intenção de atrair ainda mais empresas para o cenário português e também acolher um número maior de experts da área de tecnologia, que está em alta em todo o mundo.

Dessa forma, profissionais estrangeiros como engenheiros de software, programadores, designers, cientistas da computação etc, podem escolher Portugal para morar e contribuir para o desenvolvimento tecnológico do país. Essa iniciativa faz parte da tentativa de alavancar essa área.

Outras iniciativas do governo português para atrair mão-de-obra especializada incluem, por exemplo, sediar o Web Summit, maior feira tecnológica do planeta, que ocorrerá em Lisboa durante dez anos.

O Tech Visa permite agilizar a concessão de autorização de residência e vistos pelas autoridades envolvidas, caso do Serviço de Estrangeiro e Fronteiras (SEF) e dos Serviços Consulares.

Esse visto, direcionado às empresas inovadoras e tecnológicas inseridas no mercado global, se configura como uma oportunidade para que profissionais oriundos de países estrangeiros possam se inserir no mercado português.

Dessa forma, empresas inseridas nessa área e que desejam serem incluídas na lista de empresas aptas para receber trabalhadores estrangeiros por meio desse visto devem se candidatar ao programa. Essas empresas, então, serão avaliadas e selecionadas de acordo com os critérios estabelecidos pela já mencionada portaria.

Essas empresas receberão uma certificação do IAPMEI, Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação, que foi criado com o objetivo de auxiliar tais companhias.

A avaliação das empresas levará como base o potencial das mesmas de acordo com seu grau de inovação tecnológica, o potencial de mercado da empresa e a orientação para a internacionalização.

As empresas podem apresentar apenas uma candidatura para participar desse programa. Caso aprovada, a organização não pode ter mais do que 50% do seu quadro de empregados ao abrigo desse programa.

Esse certificado é válido por dois anos e pode ser renovado com o IAPMEI. Até o momento já são mais de 46 empresas certificadas pelo programa.

O trabalhador estrangeiro que deseja se mudar para Portugal ao abrigo desse programa, deve entrar em contato com a empresa na qual deseja trabalhar e verificar se ela está inserida no programa do Tech Visa.

Os critérios para que os trabalhadores sejam admitidos sob o abrigo desse programa são a expertise na área para a qual deseja se candidatar e o domínio da língua inglesa, portuguesa, francesa ou espanhola.

Trabalhadores estrangeiros altamente especializados que sejam aprovados para vagas de emprego devem seguir as instruções da empresa que os contratou para obter o visto ou permissão de residência em Portugal.

A empresa emitirá um termo de responsabilidade válido por seis meses que servirá para agilizar a análise dos processos de obtenção do visto ou autorização de residência. Essa é a principal vantagem desse programa, já que ele permite que etapas da análise sejam puladas de modo a fazer com que o visto ou autorização de residência seja obtido mais rapidamente. Esse quadro é interessante tanto para a empresa quanto para o trabalhador.

O programa de Tech Visa contribui para gerar mais empregos e atrair mão-de-obra de alta qualidade para Portugal, fazendo com que mais empresas mudem para o país e contribuindo para o crescimento de sua companhia.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar em Portugal

Se você for trabalhador da área de tecnologia e inovação residente em um país estrangeiro e deseja obter esse visto, entre em contato com a empresa na qual deseja trabalhar para verificar a possibilidade da candidatura sobre o abrigo do programa.

O Tech Visa é um programa do governo português que tem o objetivo de facilitar a obtenção de vistos e autorizações de residência para trabalhadores estrangeiros altamente qualificados da área de tecnologia e inovação e que sejam contratados por empresas sediadas no país.

Related posts

Por que conhecer Lisboa em um roteiro alternativo

Carol Cândido

Que nacionalidade dar aos meus filhos?

Emellin de Oliveira

Dicas de passeio em praias fluviais em Portugal

Tamyris Almeida

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação