BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha

Como se preparar para o teste de proficiência em alemão – TestDaF

Como se preparar para o teste de proficiência em alemão – TestDaF.

Os requisitos a cumprir para poder estudar na Alemanha são vários, conforme já foi comentado nesse texto. Apesar de alguns mudarem de acordo com a universidade e curso escolhidos, um fator que é sempre importante é ter uma comprovação de proficiência na língua alemã. Os certificados aceitos pelas instituições superiores, no entanto, não podem ser obtidos apenas ao terminar um curso normal da língua – é necessário fazer um dos testes oficiais padronizados.

Normalmente, as universidades pedem os chamados DSH ou o TestDaF (Test Deutsche als Fremdsprache, traduzindo: teste de alemão como língua estrangeira), que são elaborados especialmente para o mundo acadêmico e avaliam leitura, escrita, compreensão auditiva e capacidade de comunicação. E é sobre esse segundo que vou falar mais detalhadamente.

O TestDaF, desenvolvido pelo TestDaF-Institut, é uma prova de alemão aceita unanimamente por todo o país como comprovação de domínio na língua. Além do mais, não é necessária nenhuma renovação, sendo o certificado válido por toda a vida. Ou seja: ter o TestDaF em mãos só trás benefícios, não tem erro. Depois de tantos meses ou anos aprendendo o idioma, se esforçando, investindo tempo e dinheiro nessa meta, é normal ficar nervoso e, justamente por isso, se preparar adequadamente é fundamental.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Alemanha

Cursos preparatórios

Uma dica valiosa, apesar de infelizmente não ser muito econômica, são os cursos preparatórios elaborados especialmente em torno do TestDaF. Várias escolas do idioma preparam aulas especiais com, geralmente, uma duração de mais de um mês, onde o foco é totalmente no exame. Sem sombra de dúvidas, essa preparação intensiva faz uma grande diferença, uma vez que o estudante sabe o que esperar e não perde tempo estudando ou revisando coisas que podem não ser relevantes para esse caso específico. Os professores sabem, normalmente, exatamente o tipo de questão que pode ser perguntada, conhece as dificuldades específicas e tem acesso a provas passadas que são utilizadas como exercícios.

Leia também: 14 dicas para aprender alemão ou outra língua estrangeira

Conhecer o teste

Falar e ser entendido num idioma é uma coisa, mas ser capaz de mostrar o que sabe em determinadas condições é bem diferente. Por isso, conhecer o formato do teste é primordial. Para começar, ele é dividido em quatro partes: Leseverstehen (compreensão escrita), Hörverstehen (compreensão oral), Mündlicher Ausdruck (expressão oral) e Schriftlicher Ausdruck (expressão escrita). Todos os temas abordados envolvem o meio universitário – desde coisas bem gerais como a vida quotidiana dentro de uma universidade alemã até possíveis assuntos específicos que podem ser estudados.

Quando eu fiz o teste, por exemplo, a parte de leitura era sobre um assunto relacionado à biologia – sorte de quem pretende estudar nessa área. Por isso, por um lado, também temos que contar com a sorte para que os temas apresentados sejam de nosso interesse. As partes de expressão oral e escrita podem ser especialmente complicadas, principalmente devido ao curto tempo disponível entre pensar e agir. Portanto, procurar o maior número possível de informações específicas sobre o TestDaF, bem como exercícios de provas passadas, é essencial. Uma boa pedida é começar checando as dicas da página oficial.

Leia também: Ter cidadania alemã facilita a vida na Alemanha?

Praticar

Essa parte é bem óbvia, mas nunca é demais falar: pratique e pratique muito! Se sentir tranquilo e à vontade é a melhor alternativa frente a um teste tão difícil e, ao mesmo tempo, tão importante para a nossa vida acadêmica no exterior. Estar rodeado cotidianamente do idioma, seja através de filmes, falantes nativos, músicas e livros é a chave para o sucesso. Com certeza treinar de todas formas é importante, no entanto, dar atenção especial à parte escrita é uma boa pedida, pois isso é o que menos se pratica no dia-a-dia.

Informações gerais

  • Para poder participar do TestDaF é necessário pagar uma taxa, cujo preço varia dependendo do país onde mora.
  • Para se inscrever, acesse o site oficial, escolha o país, a cidade e a instituição onde a prova será aplicada.
  • Fiquem atentos, pois o período de inscrição começa cerca de oito semanas antes da data dos exames e dura apenas 4 semanas.
  • O exame é realizado várias vezes ao ano em cerca de 80 países, bem como em um dos mais de 170 centros autorizados em toda Alemanha.
  • A duração total da prova, sem intervalos, é de pouco mais de 3 horas.
  • Os resultados do exame demoram cerca de 8 semanas para chegar, o que parece uma eternidade frente à ansiedade de querer saber como foi.
  • Cada parte é classificada em três níveis: TestDaF Nível 5 (TDN 5), TestDaF Nível 4 (TDN 4) e TestDaF Nível 3 (TDN 3) – que correspondem respectivamene aos níveis C 1.2 a B 2.1 do Quadro de Referência Comum Europeu.
  • Alcançar em cada parte da prova no mínimo TDN 4 já é o suficiente para poder estudar em uma universidade na Alemanha, enquanto o TDN 5 significa um nível superior ao exigido. Ou seja, esse é o ideal para poder se candidatar sem medo no curso que quiser.
  • Em algumas universidades alemãs, o TDN 3 também pode ser suficiente para ser admitido em determinados cursos – portanto, é importante checar com cada universidade sobre quais resultados do TestDaF são exigidos especificamente para seu caso.

Viel Erfolg!

Related posts

100 anos do sufrágio feminino na Alemanha

Nathalia Vitola

Quanto custa fazer supermercado no interior da Alemanha

Larissa Wittig

Altbier: A cerveja mais amada de Düsseldorf

Maíra Nogueira

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação