BrasileirasPeloMundo.com
Carteiras de Motorista Pelo Mundo Suíça

Como transferir a carteira de motorista na Suíça

O sistema de transporte público suíço é considerado um dos melhores e mais completos do mundo, com trens, ônibus e bondes elétricos pontuais, limpos e interligados.

Mas, e para quem quer dirigir? Quem transfere-se para a Suíça pode dirigir com a carteira de habilitação do seu país?

Sim, mas por um certo período! Desde que esteja dentro da validade, a carteira de habilitação estrangeira pode ser usada durante os primeiros 12 meses de permanência, em seguida é necessário ter uma carteira suíça.

Durante esse primeiro ano, é possível pedir a transferência da carteira através do Strassenverkehrsamt (Departamento de Trânsito) do próprio Cantão onde reside. E, atenção! Porque passado o prazo, é preciso fazer todo o processo desde o início como se não houvesse já dirigido, o que compreende aulas e teste teóricos.

Foto: Arquivo pessoal

E como transferir a carteira?

Documentos necessários:

Formulário de requerimento com o certificado do oculista

• Visto de Residência (original)

• Carteira de habilitação (original)

• 1 foto colorida recente (35mm x 45mm)

O primeiro passo é preencher o formulário de requerimento e levá-lo à uma ótica para ser carimbado após a realização do exame de vista (20 francos).

Feito isso, o formulário deve ser entregue na Prefeitura, junto com os outros documentos e é feito um pagamento de mais 20 francos. Lá eles irão entregar-lhe um papel autenticado para poder continuar dirigindo temporariamente e, vão encaminhar os documentos ao Strassenverkehrsamt do Cantão. Como é uma transferência, não é necessário realizar exame teórico.

No caso de carteira brasileira, uma semana depois, a pessoa recebe uma carta dizendo que o pedido foi aceito, assina e reenvia ao Strassenverkehrsamt, recebendo depois outra carta com a data, horário e local para realizar a prova prática de direção. Essa data só pode ser alterada em caso de problemas de saúde e diante do envio de um atestado médico.

É aconselhado procurar uma Fahrschule (autoescola) para fazer algumas aulas práticas antes da prova, pois existem algumas sinalizações diferentes que podem ser desconhecidas para os brasileiros e, os limites de velocidade de cada zona ou tipo de via devem ser rigorosamente respeitados, além da preferência aos pedestres, ciclistas, ônibus e bondes.

Para o exame prático, o motorista deve apresentar-se com o próprio carro ou um carro alugado da autoescola (valor de uma aula). A avaliação é realizada por volta de 40 minutos com o avaliador ao lado do motorista, dizendo o destino a ser seguido e, o condutor deve seguir as placas indicativas de direção, demonstrando atenção, respeito e compreensão da sinalização.

Aqueles que apresentam êxito no exame, uma semana depois, recebem pelo correio a carteira brasileira com um selo dizendo “Não é válida na Suíça” e, a nova carteira de habilitação suíça permanente, ou seja, não precisa ser renovada até os 70 anos de idade. Porém, quem não passa no exame, deve recomeçar do zero, sendo obrigatório frequentar aulas teóricas, realizar exames teórico e prático. Além dos custos que aumentam a cada exame, a validade da carteira não é mais permanente, sendo necessário revalidá-la após 3 anos.

Já no meu caso, foi ainda mais fácil, pois como eu já morava fora do Brasil e possuía a carteira de motorista italiana, não precisei fazer nem o exame prático. Isso porque na troca de carteiras, não tem necessidade de testes suplementares para países da União Europeia, da EFTA – Associação de Livre Comércio da Europa (da qual fazem parte a Islândia, Liechtenstein e Noruega), além de outros países como Canadá e Estados Unidos.

Sendo assim, segui os mesmos procedimentos citados até a entrega dos documentos na Prefeitura e, após uma semana já recebi pelo correio a carteira suíça permanente. A carteira italiana não foi devolvida como é feito com a brasileira, ela foi enviada ao departamento italiano que havia emitido, portanto nesse caso, mesmo que as autoridades suíças mantenham os dados registrados, por segurança é aconselhado conservar uma cópia da antiga carteira.

A taxa de transferência, varia de 80 a 140 francos, dependendo do Cantão e, chega pelo correio através de um boleto bancário. Eu recebi o boleto só depois da carteira e com um prazo de 1 mês para pagar.

 

*Lembrando que os procedimentos e valores podem variar dependendo do Cantão e também do país onde foi emitida a carteira de habilitação anterior.

Considerações importantes:

• Os limites de velocidade geralmente são de 50 km/h nas zonas urbanas, com restrições de 20 ou 30 km/h em algumas zonas residenciais e principalmente ao redor de escolas; 80 km/h em estradas rurais e 120 km/h nas rodovias.

• Os motoristas devem circular com os faróis SEMPRE acesos, independente do horário!

• Não existem pedágios! Para conduzir nas rodovias suíças a taxa é anual e cobrada através da vignette, um selo adesivo (para o ano corrente) que deve ser colado no vidro anterior do carro. A vignette é vendida em aduanas, postos de gasolina, agências de correio e bancas de jornal e, o pagamento (40 francos = aproximadamente 36,45 euros) só pode ser feito em dinheiro (francos ou euros).

Vignette austríaca (amarela) e vignette suíça (rosa). Foto: Arquivo pessoal

Curiosidades:

• Quando o veículo é matriculado, a placa pertence à pessoa e não ao veículo. Sendo assim, quando o veículo é vendido, retira-se a placa e coloca-se no novo, permanecendo sempre com o mesmo número.

• Na minha região, no outono, colocam placas avisando aos condutores para reduzirem a velocidade e tomarem cuidado com os ouriços que atravessam as ruas durante a noite, visando a preservação dos animaizinhos.

“Por favor, preste atenção aos ouriços!” – Foto: Arquivo pessoal

Related posts

Dez invenções suíças famosas

Mel Barbieri

Visto de ingresso e autorização de residência na Suíça

Mel Barbieri

De profissional a dona de casa na Suíça

Silvia Marques

16 comentários

Jorge Julho 20, 2016 at 12:30 am

Boa noite, gostaria de saber quanto ganha um médico neurocirurgião ai na Suíça??
Desde já mto obg.

Resposta
Mel Barbieri Julho 25, 2016 at 7:11 pm

Olá, Jorge! O valor do salário pode variar em cada região e, também depende de vários fatores como por exemplo, tempo de experiência, posição na empresa, número de dias de trabalho, idade, etc… Você pode dar uma olhada no site oficial da Confederação Suíça para fazer uma simulação e ter uma idéia: https://www.gate.bfs.admin.ch/salarium/public/index.html#/start

Resposta
Rosiane Abril 1, 2017 at 10:51 pm

Boa tarde! Tenho cidadania Suíça e estou me mudando para Zurique, todavia com a carteira de motorista brasileira vencida desde o mês passado… sabe dizer se conseguirei minha carteira Suíça sem fazer auto escola? Obrigada!

Resposta
Mel Barbieri Abril 2, 2017 at 2:05 pm

Boa tarde, Rosiane!
Onde eu vivo, não é possível fazer a transferência da carteira de motorista vencida, é preciso iniciar tudo do zero, com aulas e exame teórico antes do exame prático. E, mesmo com a carteira dentro do prazo, sendo carteira brasileira é necessário fazer o exame prático. Mas, como os procedimentos podem variar dependendo do Cantão, te aconselho a confirmar com o Departamento de Trânsito do Cantão de Zurique (link acima no texto).
Ótima mudança e boa sorte!

Resposta
Cristina Outubro 19, 2017 at 7:56 am

Olá vc sabe me informar quando a pessoa faz a prova e nao passa se tem outro chance para fazer a teorica sendo que a carteira foi tirada no brasil?

Resposta
Mel Barbieri Outubro 24, 2017 at 2:09 pm

Olá, Cristina!
Sim, é possível refazer o exame teórico. 😉

Resposta
DANILO MENDES LODRO Janeiro 5, 2018 at 3:57 pm

Ola boa tarde, parabéns pelo BLOG, mto bom….

Sabe informar se carteiras portuguesas ( trocadas ), anterior brasileira, pode ser trocada na Suiça?

Ela vem embaixo um código: BR o que evidencia que já foi trocada.

Obrigado,

Danilo

Resposta
Mel Barbieri Janeiro 10, 2018 at 1:19 am

Olá, Danilo!
Agradeço pela leitura e comentário.
Infelizmente não sei responder a sua pergunta. Para informações mais precisas, você deve entrar em contato com o Departamento de Trânsito do Cantão onde pretende fazer a transferência.

Resposta
Lucia Novembro 28, 2018 at 3:01 am

Olá, gostaria de saber se a pessoa que tem cidadania Suíça e passa uma temporada no Brasil, sem dar baixa na prefeitura Suíça e faz a carteira no Brasil, pode também só fazer o exame prático ou se eles não consideram?

Resposta
Mel Barbieri Janeiro 8, 2019 at 10:35 pm

Olá, Lucia!
Infelizmente não sei responder a sua pergunta. Para informações mais precisas, é aconselhável entrar em contato com o Departamento de Trânsito do Cantão onde você pretende fazer a transferência.

Resposta
Igor Janeiro 8, 2019 at 5:48 pm

Olá. Um carro comprado na Itália tem um tempo máximo que pode rodar na Suíça? E vice-versa?
Ele pode ser vendido da Suíça também?

Resposta
Mel Barbieri Janeiro 8, 2019 at 11:13 pm

Olá, Igor!
Um carro comprado no exterior deve ser matriculado na Suíça seguindo as seguintes regras:
– se você o possui há mais de 6 meses: dentro de um ano da entrada;
– se for um carro novo: até um mês da entrada.
Esta entrada deve ser declarada na aduana junto com a apresentação de alguns documentos. Se você possui o carro há mais de 6 meses, ele entra como parte dos bens domésticos e pode ser importado sem taxas, já há menos de 6 meses é aplicada uma taxa de importação.
Com o carro matriculado, ou seja, com uma placa suíça, você pode tanto transitar como vendê-lo normalmente.
Já no caso inverso, de carro comprado na Suíça e levado para a Itália, eu não sei te dizer como funciona.

Resposta
Thiago Janeiro 15, 2019 at 12:00 pm

Estou fazendo o mesmo processo só que em Zurique… Não precisa mesmo fazer a prova teórica? Só a pratica mesmo?

Obrigado

Resposta
Mel Barbieri Janeiro 16, 2019 at 9:56 pm

Olá, Thiago.
Se estiver dentro do prazo e regras para fazer a transferência, não precisa fazer a teórica.
Em caso de dúvidas sobre a sua situação, consulte o Departamento de Trânsito de Zurique para confirmar.

Resposta
Joao Paulo Junho 11, 2019 at 9:10 pm

Boa noite Mel,

Você tem alguma informação sobre carteira de habilitação profissional catergoria D? Aqui existe algumas regras e licenças extras como Permis 95, enfim, gostaria de saber, se você souber, se nesse caso, preciso passar por todo o processo para essas permissões extras ou eu já terei direito automaticamente?

Resposta
Mel Barbieri Junho 17, 2019 at 12:59 am

Olá, Joao Paulo!
Infelizmente não sei dizer sobre isso.
Para informações mais precisas, aconselho-te a entrar em contato com o Departamento de Trânsito do Cantão onde você pretende fazer a transferência.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação