BrasileirasPeloMundo.com

Related posts

Cingapura – Dicas para estudar

Fernanda Froimtchuk

Licença maternidade pelo mundo

Ann Moeller

Comida de rua em Cingapura

Fernanda Froimtchuk

4 comentários

Francisco Nobre September 18, 2017 at 6:03 pm

Geralmente quando se compara países pelo mundo, as primeiras coisas que vêm à mente são o custo de vida e o salário. De fato, estão entre as coisas mais importantes, saber quanto pagarei por moradia, alimentação e transporte e saber quanto ganharei para suprir esse gasto. Mas, além disso, a meu ver, no mesmo patamar do custo de vida, penso na qualidade vida, englobando coisas como saúde, segurança e meio-ambiente (se estivermos com filhos, também inclua-se educação, sua qualidade e custo), e, muitíssimo importante para mim, as condições de trabalho. Sim, condições fora o salário, pois, do que me adianta ganhar um excelente salário se sou obrigado a trabalhar doze horas por dia, abrir mão de finais de semana e sem previsão de férias! O meu maior medo em países com cultura fortemente oriental é justamente esse problema, ou seja, ser obrigado (mesmo que não legalmente, mas moralmente) a dedicar sua vida inteiramente à empresa que trabalho. Em Cingapura funciona isso, como vemos no Japão, Coréia e China?

Resposta
Fernanda Froimtchuk October 7, 2017 at 12:30 pm

Oi Francisco, aqui em Cingapura as condições de trabalho são boas. A cultura aqui ja está muito misturada com a ocidental então essa ideia de trabalho sem folga ja nao existe. se existe são em trabalhos ilegais, coisa difícil de acontecer por aqui. O que acontece aqui é que nao existe a lei trabalhista como no Brasil que protege tanto o empregado que dificulta o empregador a contratar pessoas. As regras são diferentes.Por exemplo, dar beneficios nao é obrigatório. O empregador da se quiser. Aqui o obrigado é pagar o salário. Os extras cada empresa que ira decidir e ai aceita o trabalho quem quer .E depende do setor. Eu sei dizer do setor comercio. Aqui realmente trabalha-se muito, o comercio quase nao fecha ( domingos e feriados abrem em horários normais inclusive natal e ano novo) e nao existe limite de horas que o vendedor pode trabalhar. Trabalha o quanto quer e ira ganhar por isso, que normalmente é por hora e 2 dias de folga por semana. Os trabalhos executivos varia de setor e de empresa para empresa.

Resposta
Denis September 19, 2017 at 3:07 pm

Oi Fernanda, tudo bem?
Parabéns pelo blog e gostei do post/comparativo.
Moro em Singapura com minha família há 7 anos e gostaria, se possível, de conversar mais a respeito contigo sobre KL. Seria possível?
Muito obrigado
Abraço

Resposta
Fernanda Froimtchuk October 7, 2017 at 12:07 pm

Ola Denis, obrigada. Qual sua duvida sobre KL?

Resposta

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação