BrasileirasPeloMundo.com
EUA Universo Feminino Pelo Mundo

Cuidados de beleza nos EUA

Cuidados de beleza nos EUA.

Bom, as coisas andam quentes com Trump por aqui e Bolsonaro eleito no Brasil, por isso resolvi dar um tempo de papo cabeça e mergulhar no universo mulherzinha. Vamos falar de como é cuidar da beleza nos EUA?

Já havia viajado muitas vezes para cá como turista e sempre me encantava com a infinidade de opções cosméticas em farmácias, super-mercados e lojas de departamento.

Eu era o tipo “preguiçosa consumista”, que adorava comprar produtos lindos e fofos para as gavetas usarem e só recentemente é que passei a usar religiosamente filtro solar, depois de eliminar uma pinta suspeita que surgiu no meu braço e levar uma bronca danada da dermatologista.

Pois bem, me mudando para cá e chegando nos temidos 40, mudei um pouco a minha disciplina. O primeiro fato é sem dúvida o clima. Muito mais seco e frio que no Brasil, a pele  fica parecendo uma escama de peixe ressecada. Horrível mesmo! E para piorar, a água dos chuveiros e torneiras são bem mais químicas que no Brasil, deixando  os cabelos parecendo vassouras.

A contrapartida é que a oferta de bons produtos é infinita. Desde lojas tentação como Sephora e Ulta, até corredores da Target e Walmart, sem contar as compras online! Criei uma rotina de cuidados, tão religiosa quanto o uso do fio-dental, que tem funcionado muito bem. Hoje, acho a minha pele bem melhor, do que há alguns anos atrás.

Tudo começa com a santa vitamina C, seguida de um hidratante e filtro solar. Aderi, com gosto, aos produtos mais naturais e orgânicos, sem testes em animais. Quase tudo que uso (de hidratante facial à tintura de cabelos) é da marca Aveda. Acreditem, é uma beleza mesmo! Me sinto menos culpada em consumir, pois são produtos com produção sustentável e ingredientes naturais, além de uma forte orientação Ayurvedica, que valoriza a conexão mente e corpo. Para melhorar, todas as embalagens são feitas de material reciclado.

Felizmente nos EUA, há uma imensa oferta de produtos com esse perfil. Noto uma forte tendência à simplicidade e ao consumo consciente.

Nos meses frios, que já começam em outubro e vão até abril, a pele parece sentir sede, e a hidratação é necessária. Quando chega a primavera e o verão é preciso tomar banho de filtro solar, já que o sol por aqui brilha forte, ou seja, cuidados o ano inteiro.

Quanto aos truques de maquiagem e afins, eu não sou nenhuma expert, mas adoro usar minha santa máscara de cílios todos os dias e um corretivo, quando a situação pede. Nos lábios vou apenas de “lip balm” e só quando quero me sentir diferente, abuso de um batonzinho e de cores nos olhos.

Leia também: Visto para morar nos Estados Unidos 

A dificuldade é o tom da pele. Nós brasileiras, mesmo as mais brancas, carregamos um D.N.A. latino inconfundível e aquele branco rosado, chic e etéreo da Cate Blanchet, parece mais um amarelo esverdeado na nossa pele sem bronze. Pavoroso! Entre outras coisas, é por isso que amo o verão. A pele fica mais bonita e mais saudável, com aquele colorido que lembra a nossa terra.

Quanto às unhas… ah, as unhas! Nunca gostei de fazer escovas em salão de cabelereiro, nem maquiagens elaboradas ou tratamentos cosméticos. Mas sempre gostei de ter cores nas minhas unhas. Fazia as unhas toda semana no Brasil e adorava aquela horinha, de escolher um esmalte, tomar um cafezinho e bater um papo com a fofa da minha manicure.

Aqui acabou a graça. Custa caro, é bem pior que no Brasil e bate-papo amigável com manicure é coisa de brasucas. Descobri então que sou boa nos pincéis, então pinto as minhas unhas direitinho. Parei de tirar cutículas e uso o tempo todo um bom hidratante para as mãos. Já pedicure, é bem mais agradável de se fazer aqui, do que no Brasil: a cadeira é deliciosa e a massagem vale cada um dos (muitos) dólares pagos. Claro que, ao invés de quinzenalmente, faço só de vez em quando.

Nesse país, temos que ter 1001 utilidades. Acordar, preparar o café, preparar o almoço das crianças para a escola, cuidar do cachorro, limpar a cozinha, cuidar da roupa, ir ao mercado, carregar o carro, descarregar o carro, guardar as compras, encontrar os pares de meia, abastecer o carro, passear com o cachorro, fazer o jantar, colocar o lixo na rua, etc. etc.  Nesse meio tempo, estudar, passear, trabalhar, escrever, comprar, ler, ser mãe, ser mulher e…. tentar se cuidar!

Leia também: Vida doméstica nos EUA 

Merecíamos um Oscar, mais do que o Leonardo di Caprio! Não à toa que se vê tanta mulher desencanada por aqui. Eu mesma mudei muito. Tem dias que nem penteio o cabelo e no melhor estilo americano, faço um coque, coloco um casaco por cima do moletom de dormir e vou tomar meu café na minha deli favorita, segura e feliz.

Acho interessante que no paraíso dos cosméticos, liga-se muito menos para a aparência do que no Brasil. Já experimentou passear no shopping Iguatemi-SP com seu moletom surrado e os cabelos sujos? Com certeza se sentirá julgado da cabeça aos pés….

Ganhei a liberdade de poder ser quem eu quiser.  Certa vez estava na academia ao lado de um cara que corria na esteira com calça de pijama flanelada e estampada com renas. Eu era a única a olhar e achar estranho (um costume feio, que quero esquecer). Na mesma hora, entrou uma loira deslumbrante, bronzeada no meio do inverno, com o cabelo impecável, maquiagem e tudo mais, diversidade maior, impossível!

Eu procuro manter o meio termo. Não quero virar um elefante descabelado, mas também jamais serei o estilo “neura pugliesi”. Mudei meus hábitos alimentares: mais verduras, frutas e orgânicos. Quase zero de carboidratos, açúcar e gorduras. Caminho muito pelo meu bairro e pelos parques da cidade, mas continuo tomando minha taça de vinho e meu café espresso e o principal: tento ver a vida sob novas perspectivas a cada dia, aceitando de coração aberto o que ela me trás. Mas claro, tudo isso  besuntada em filtro solar, afinal 40 é 40 e não quero deixar que o tempo seja mais cruel do que o necessário.

E você? Quais são seus segredos?

Related posts

Leitura e erotismo: um bate-papo com Carmen Falcone

Alessandra Ferreira

Spring Break em Washington, D.C. – O que ver e fazer?

Lorrane Sengheiser

Custo de vida no Havaí

Cleide Klock

10 comentários

Cris Fuser Novembro 24, 2018 at 3:08 am

Qual Vitamina C você usa?

Resposta
Gabriela Albuquerque Dezembro 7, 2018 at 7:39 pm

Redermic, da LaRoche Posay 😉

Resposta
Lourdes Novembro 24, 2018 at 4:55 am

Adorei teu texto! Resume tudo o que tenho vivido e sentido desde que me mudei para os Estados Unidos. Tenho bem mais que teus 40 e estou gostando demais da parte “não tô nem aí” e saio de casa do jeito que tenho vontade.
Acho que as brasileiras são mais vaidosas e bem cuidadas, porém -creio eu, um pouco escravas do julgamento dos outros.

Resposta
Manuela Novembro 24, 2018 at 5:19 am

Oi Gabriela,

Adorei o seu texto, mas confesso que fiquei curiosa sobre os produtos da Aveda. Aqui em Toronto tem esta marca também e queria saber o seu produto queridinho para o rosto. Cheguei aos 40 e ainda não tenho um ritual diário de cuidado com a pele.

Obrigada

Resposta
Gabriela Albuquerque Dezembro 7, 2018 at 7:39 pm

Eu gosto muito da Aveda, tenho usado há um ano mais ou menos. Uso os sérums, Bright and Firm, todos os dias de manhã! 😉

Resposta
Clea Novembro 24, 2018 at 8:00 pm

O bom da vida e isso, aprendemos a cada dia e ter alguém para nos alertar sobre alguns cuidados sempre e bom, e vc é ótima nesse quesito.
Parabéns pelo excelente texto.

Resposta
Claudia Novembro 25, 2018 at 6:52 am

Qual vitamina C vc usa? Já paguei 90 dólares e já paguei 5 dólares, e fico na dúvida se vale a pena a diferença de 85 dólares!!

Resposta
Gabriela Albuquerque Dezembro 7, 2018 at 7:38 pm

Olá Claudia. Gosto muito da Redermic da La Roche Posay. 😉

Resposta
Raisa Reis Novembro 25, 2018 at 5:35 pm

Estou passando exatamente por isso morando apenas 5 meses aqui nos EUA. E estou amando minha pele e cabelos e me cuidando mt mais que nos tempos de Brasil. Mas tb sem neura pq aqui td é livre de julgamentos. Q vida maravilhosa. Adorei a dica da Aveda. Vou testar.

Resposta
Josefina Dezembro 5, 2018 at 8:43 am

Olá:) que legal, muito obrigada pelo post, não conhecia bem, mas graças a você estou amando agora:) Beijos
https://www.josefinacampos.com/

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação