BrasileirasPeloMundo.com
Bélgica Culinária Pelo Mundo

Culinária belga

Culinária belga.

Conviver com uma alimentação diferente da brasileira é sempre um dos maiores desafios quando se passa a viver em outro país. Alguém no Brasil já foi a um restaurante especializado em culinária belga? Duvido! Difícil definir o que seja um típico prato belga, quando me perguntam! Cerveja com batata frita não vale, apesar de serem dois grandes “símbolos” do país. Então, como boa aprendiz dos costumes belgas, decidi listar minhas impressões sobre a culinária da Bélgica:

Comecemos pelo café da manhã. Pão, pão, e muito pão. Os belgas amam pães de todos os tipos. Seja em supermercado, padaria (bakkerij) ou feiras…você sempre os encontra, mas nosso tão querido e conhecido pão francês, sem chance. Nunca o vi por aqui. Aqui os preferidos são os fatiados, como pão de forma (chamados de boterham), brancos ou integrais, com passas ou grãos de todos os tipos. Você os compra já fatiados ou mesmo grandes, de 400 ou 800 gr, e então os atendentes os passam em uma máquina para fatiar. Os belgas preferem comprar o pão fresco da manhã, mas caso isso não seja possível, existem máquinas nas ruas onde se pode comprar pão como se compram os refrigerantes em máquinas de lojas de conveniência. Você coloca as moedas e retira o pão escolhido! Também muito querido é o pão conhecido como pistolet. São pães arredondados, geralmente crocantes, também feitos com todos os tipos de farinha, semelhantes aos pães de hambúrguer. Não posso falar sobre pães sem mencionar os koffiekoeken: deliciosos pães doces com recheios de creme ou chocolate, muito vendidos na padarias daqui.

Além dos pães, no café da manhã de um belga você geralmente encontra pasta de amendoim, algum creme de chocolate semelhante a Nutella, geleia, queijo, presunto, speculoos (creme de cor marrom claro e gosto de caramelo com canela, que também pode ser encontrado como biscoito), iogurte, leite, café e cereais para as crianças. Como no café norte-americano, também gostam de ovos mexidos.

Até aí, nada muito peculiar. Nós brasileiros também somos apaixonados por pães. Peculiar mesmo é a hora do almoço. Como se não bastasse a ausência do combo feijão com arroz, que já era de se esperar mesmo…não existe almoço!!! Pelo menos nada do que nós conhecemos como almoço.

Leia também: vistos para morar na Bélgica

www.pinterest.com Típico almoço na Bélgica.

A refeição quente aqui na Bélgica não acontece na metade do dia. Na hora do almoço comem o que para nós, brasileiros, seria simplesmente um lanche: sanduíche com queijo, presunto, ovos, alface, rúcula, tomate…apenas um sanduíche. E água. Os belgas bebem, quase sempre, água durante as refeições. Percebi que não há muito o costume de suco de frutas. Nos restaurantes costumam pedir cerveja (segundo o Wikipedia, existem mais de 1500 tipos), vinho ou cava (espumante).

A refeição quente aqui, conhecida como warme maaltijd, é o jantar, normalmente às 17 ou 18 horas. Típico começar com uma sopa. Depois comem batata (frita, assada ou em forma de purê), carne vermelha, frango ou peixe, e alguns outros tipos de legumes e vegetais da estação. No inverno, é bem comum encontrar na mesa de jantar de uma família belga o rode kool (repolho vermelho), witloof (um tipo de chicória típica da Bélgica), cenoura e spruitjes, também conhecida como couve de Bruxelas. Esta última lembra pequenos repolhos, com um gosto bastante estranho e amargo. Em bom Dutch: Ik vind spruitjes niet lekker! (Não gosto de spruitjes). Saladas geralmente são para o verão.

Outros tipos de culinária apreciados também são as massas italianas, wok tailandês e comida chinesa. Sushis não são vistos com tanta fartura quanto no Brasil, onde os temakis e “sushis to go” se proliferam a cada esquina.

Batata aqui é o arroz e feijão brasileiros. É quase impensável imaginar um jantar sem batata no prato. Seja frita e acompanhada de maionese, purê, cozida com orégano… e por aí vai. O belga não usa tanto tempero como o brasileiro. Impressionante ver que apesar de as batatas fritas com maionese serem tão populares aqui, a população não é obesa. Talvez pelo estilo de vida ativo do belga, sempre acompanhado de suas bicicletas (já falei sobre os belgas e as bicicletas nesse texto aqui). Quem já esteve na Bélgica certamente já se deparou com uma Frituur: lanchonetes ou trailers onde se vendem os famosos cones com batatas fritas e maionese, além dos kroketten (croquetes grandes, empanados e fritos, recheados de carne, camarão, queijo, vegetais…).

Outra comida bastante típica por aqui: mexilhões (ou mosselen, em Dutch). Muito saborosos, normalmente servidos direto na panela e acompanhados de uma porção de fritas. Para beber, vai bem um vinho branco ou uma cerveja belga. Quanto às sobremesas, as famílias belgas preferem as frutas em seu dia a dia. Legumes e frutas são bastante consumidos e são de uma qualidade impressionante, muito frescos e saborosos no geral. Encontramos uma enorme variedade de frutas nos mercados e supermercados! Mas como falar de sobremesa na Bélgica sem mencionar seus doces e chocolates? Os chocolates são deliciosos e os preços são ótimos. Leonidas e Godiva são duas grandes marcas, mas também é possível encontrar uma loja de chocolate artesanal em cada esquina! Há também os deliciosos waffles, que são uma massa doce, assada em uma máquina semelhante a uma torradeira e servida com algum tipo de cobertura, que pode ser creme de chocolate, caramelo, chantili, morangos, sorvete, alguma combinação das opções anteriores ou somente açúcar polvilhado. E os stroopwafels, que são um tipo de waffle mais fino, dividido em duas metades grudadas por um caramelo. Você os encontra em supermercados ou em mercados de rua, onde são feitos na hora! São sensacionais!

Leia também: cidadania belga

Quanto às carnes, acho que os belgas apreciam mais frango e peixes, sendo o salmão e o kabeljauw bastante encontrados. É comum também comerem cordeiro, codorna, coelho…sendo fácil encontrar essas carnes no supermercado todos os dias. Não são das mais baratas, mas são saborosas. Frios você encontra uma infinidade também. Chamados de charcuterie aqui. Queijos também são encontrados de todos os tipos…sendo mais comum o gouda, que é espetacular!

Caso você seja apenas um viajante de passagem pela Bélgica, sem contato com as refeições cotidianas das famílias aqui, e queira provar uma típica refeição belga, aqui vai uma dica de cardápio para você se aventurar em algum restaurante pelas ruas do país:

  • prove Mosselen met frietjes, mexilhões com fritas , prato que às vezes também acompanha manteiga derretida, alho poró, cenouras e cebola ou o Carbonade Flamande, carne cozida em cerveja preta, outro item bastante apreciado pelos belgas. Se preferir carne de porco, escolha o Chipolata worst met bloemkool, um tipo de linguiça com couve-flor, batatas cozidas e molho branco.
  • e sobremesa, pode pedir waffles acompanhado de cobertura e frutas vermelhas ou pode se deliciar em alguma casa de chocolate artesanal. Para beber, uma dentre as mais de 1500 cervejas belgas existentes ou um bom vinho.

Nesse artigo do blog A Casa na Mala encontrei várias outras opções de pratos típicos daqui da região de Flandres, mas que ainda não provei! Vale a pena conferir!

E, claro, não se esqueça de dizer smakelijk (soa como smákléik)!!! O “bom apetite” belga!

Related posts

10 pratos típicos de Myanmar

Natalie Lima

A comunidade brasileira na Bélgica

Marcela Bueno

Cosméticos e maquiagens na Bélgica

Ana Laura Visentini

5 comentários

Melissa Maio 22, 2017 at 7:40 pm

Elisa, Carbonade Flamande seriam os stoofvlees nessa historia? Hahahha Todo restaurante que vou tem stoofvlees no cardápio, bem gostoso por sinal! E dale batata!! ??

Resposta
Elisa Penna Julho 5, 2017 at 8:35 am

Isso, isso, Melissa…haha stoofvlees = carbonade flamande, cozido com cerveja. E sempre com batata frita, claro!

Resposta
Lidiane Maio 25, 2017 at 12:39 pm

Obrigada por mencionar o post do meu blog A Casa na Mala! A alimentação na Bélgica é bem diferente da nossa, mas uma coisa simples que me chamou muita atenção foram os hamburguers. hahaha Em qualquer restaurante é servido hamburguer como um prato mais (e não é barato). Claro, devidamente acompanhado de batata belga e salada (muitas vezes de chicória).

Adorei seu post, bem completo, falando tanto das comidas “pra turistas”, tanto de comidas mais “caseiras”.

Abç

Resposta
Elisa Penna Julho 5, 2017 at 8:39 am

Obrigada, Lidiane!!! Com o tempo a gente vai se acostumando a essa culinária peculiar e à “surra” de batatas! haha
Abraços!

Resposta
Bruna Outubro 20, 2017 at 3:14 am

Oi Elisa, vou fazer um treinamento em Turnhout e estou pesquisando o idioma, a comida , pq só vou com o meu inglês e português na mala! Vou passar 1 mês aí, vc tem alguma dica para me dar? Existe alguma colônia brasileira??
Muito obrigada! Bruna

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação