BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Romênia

Dez curiosidades sobre a Romênia

Vou listar algumas curiosidades sobre a Romênia e este talvez seja o meu texto mais sincero e apaixonado, por mais que eu escreva por horas a fio nada poderá transmitir o meu verdadeiro amor pelo País.

Confesso que antes de conhecer este lugar eu tinha todos os preconceitos possíveis, graças ao senso comum italiano – extremamente errado, diga-se de passagem – pelo qual fui completamente contaminada. Como eu já disse antes, dos seus 20,1 milhões de habitantes mais da metade esta fora do país por motivos de trabalho.

Atualmente estima-se que apenas em solo italiano encontram-se oficialmente registrados 1.131.83 cidadãos romenos, sem mencionar o número de trabalhadores sazonais que eleva este número de imigrantes tranquilamente para os 2 milhões. Neste meio tem muita gente boa, trabalhadora, da paz e de bom coração, mas também tem muita gente ruim que pinta poucas e boas, como qualquer pessoa de qualquer lugar do mundo, e muita gente que não é de fato um romeno mas se passou por um para conseguir documentos para entrar na UE. Existiu um período em que era fácil alegar ser um cidadão romeno, já que a lei romena dizia que todos aqueles sem documentos que comprovassem verbalmente serem romenos poderiam obter o documento na prefeitura; ou seja, um prato cheio pra gente com péssimas intenções.

Mas já que a sigla ficou tão famosa fizeram até um chocolatinho para adoçar a vida dos preconceituoso e afirmo é uma DELICIA!!!
Mas já que a sigla ficou tão famosa fizeram até um chocolatinho para adoçar a vida dos preconceituosos e afirmo, é uma delícia! Fonte: pixabay.com

O maior motivo de preconceito se deve principalmente pela palavra “Rom”, que denomina os ciganos e seus diversos grupos étnicos na Itália (e no mundo), e estes meus amigos, em sua maioria aprontam bastante e têm uma difícil adaptação na sociedade convencional pelo mundo todo. Explicando a palavra “Rom” – infelizmente a sigla “Rom”, radical do nome da Romênia, passou a ser usada como sinônimo de “romeno”, e daí pra virar preconceito foi um pulo.

E com tantos romenos na Itália era impossível que eu não acabasse conhecendo alguns e adentrasse nesta cultura. Eu posso dizer com toda certeza que fiz da Romênia o meu 3° lar e me sinto realmente em casa. Sendo assim, hoje escrevo sobre as curiosidades e espero que elas os encantem, assim como me encantam todos os dias.

Você sabia que na Romênia:

1- Apenas um filho pode se casar por ano para não atrair má sorte para o relacionamento dos irmãos? Pois bem, cada ano um filho se casa e normalmente vai na ordem dos que começaram a namorar primeiro. Então se você estiver apaixonada (o) por um deles ou vai ter que esperar a fila matrimonial andar ou correr para ser a primeira (o) da fila. Leia mais sobre o casamento aqui.

2- É muito comum encontrar famílias compostas de 5 irmãos, pois na época do comunismo era basicamente lei alargar a linhagem. O estranho mesmo é encontrar famílias compostas de 1 ou 2 apenas, caso ocorra é certo que nasceram no final do regime comunista.

3- Quase todos os romenos (principalmente os mais velhos) seguem o calendário ortodoxo literalmente; nele, além das datas tradicionais é cheio de dias santos, nos quais não se pode fazer um monte de coisa, como por exemplo limpar a casa, ou como no domingo, onde ninguém deve trabalhar.

4- Por ser um país fundamentalmente agrícola e muito frio, com um longo inverno que vai muitas vezes de outubro até o final de maio, é completamente normal no interior com o entrar da primavera até o começo do outono as pessoas estocarem comida para o próximo inverno. Carnes são estocadas e conservadas na gordura do animal, e legumes e verduras viram conservas ou são cortadas e congeladas para virarem sopa nos próximos meses. Frutas viram geléias, compotas e doces.

fonte: pixabay.com/it
fonte: pixabay.com/it

5- Mesmo cidades como Bucareste e Timisoara e em outras cidades bem desenvolvidas é difícil que todos os estabelecimentos tenham máquinas de débito e crédito, por isto carregue sempre o dinheiro local nas mãos. Apesar de o euro também ser considerada a moeda oficial, o “leu/ron” é quem comanda. Para nós, brasileiros, um real vale aproximadamente 0,99 Leu Rumeno, uma taxa de câmbio muito vantajosa se o país não fosse caríssimo em comparação com o Brasil. Para vocês terem uma ideia, uma latinha de Fanta quente no Carrefour sai por quase R$ 4,50. Mesmo com o ingresso na UE tudo ainda é vendido como importado. É tudo tão caro que quem migrou para outros país da UE costuma enviar caixas e caixas de compras pelos correios ou empresas de transporte para os familiares que ficaram por lá. Não espere encontrar muitas casas de câmbio, normalmente quem faz a troca é algum taxista ou o caixa de algum mercadinho.

6- Pegou um táxi? Calma, provavelmente o motorista camarada vai combinar um preço com você antes de ligar o táximetro, e como é bem provável que ele ou já tenha morado um tempo em outro país ou tenha parentes próximos em algum lugar deste mundão, ele vai saber o básico do inglês ou arranhar alguma língua para falar com você. E se precisar comprar dinheiro, nosso amigão camarada serve de câmbio também e ainda agradece.

pixabay.com/it/
pixabay.com/it/

7- O principal alimento na mesa é o pão – pode faltar a carne, mas o pão, jamais. Não existem muitos tipos, porém são muito saborosos e todos no tamanho família e custam pouco.

8- Acordou cedo, bateu aquela fominha e você está louco para tomar o café da manhã? Por aqui, nada de pão com manteiga e café com leite. O normal é um café bem pesado – o café preto tradicional é feito de um jeito bem estranho: coloca-se café na água e ferve junto e espera-se o pó abaixar e aí sim se adoça. A mesa vai estar cheia de embutidos e queijo tipo minas muito salgado cortado em grossas fatias, ovo frito, bacon, batata-frita, verdura e um pãozinho para acompanhar, e se estiver frio, até mesmo uma pinguinha ou licor caseiro pra ajudar esquentar o corpo antes de sair de casa.

Fonte: pixabay.com/it/
Fonte: pixabay.com/it/

9- Existe trem, ônibus, etc como em qualquer lugar do mundo mas o que comanda mesmo são as vans. Eu olho para elas e sinto apenas pavor e emoção no estilo “ai meu pai do céu me ajuda e me socorre!” Não preciso nem dizer a aparência “clandestina suburbana” das benditas; porém são todas regularizadas e estão por todos os cantos. Pode-se atravessar uma cidade com elas ou simplesmente um estado inteirinho. Fiquei tão acostumada que consigo até dormir enquanto faço o meu percurso, ainda não sei se é pelo excesso de curvas ou por puro medo e instinto de proteção.

10- Nas cidades pequenas ninguém fecha as portas com chave. É de senso comum que a casa deva estar aberta para todos. Se você é amigo íntimo da família nem bate na porta: “chega chegando”, principalmente em datas comemorativas, ninguém nunca vai dizer para alguém ir embora, e mesmo que seja o tradicional bicão na festa, vai ser muito bem vindo. Sempre sou muito bem recebida, como muito bem, recebo muitos elogios e faço amigos que pretendo carregar para a vida. Como existem poucos brasileiros nesta parte do mundo toda vez me olham com grande curiosidade e eu confesso, morro de vergonha, mas adoro!

Nos vemos mês que vem no próximo texto com mais curiosidades e meu amor por este país!

Related posts

Autobahn: fatos sobre a estrada alemã

Karina Finke

As flores da Escócia

Narister Oliveira

15 expressões e gírias americanas

Alessandra Ferreira

28 comentários

Ana Almeida Abril 24, 2016 at 8:55 pm

Muito bom o texto! Gostei de como vivem e convivem(simples) . O café da manhã parece o almoço de casa!

Resposta
Bruna Roland Abril 28, 2016 at 8:24 am

O café da manhã de uma família tradicional ali te da energia para carpir uns 10 lotes! 🙂
Obrigada por ler o texto :*

Resposta
Thais Ferrari Abril 28, 2016 at 12:07 pm

Que legal esse texto! Eu também moro na Itália e entendo perfeitamente o que você diz sobre o preconceito sobre eles. Mas,assim como você, eu adoro aquela cultura e estou partindo para a Romênia em julho. Não vejo a hora!
Obrigada pelas dicas !

Resposta
Bruna Roland Abril 28, 2016 at 7:34 pm

Que legal Thais! Romênia é muito mas muito amor!!! Bom passeio na terra do conde Drácula, aproveite!!! 🙂

Resposta
Rubson Santana Julho 15, 2016 at 1:27 am

Olá Bruna!

Minha filha está querendo ir para Romênia, lá é fácil conseguir emprego?

Abraços,

Rubson

Resposta
Bruna Roland Agosto 3, 2016 at 6:42 am

Rubson, bom dia! Obrigado por ler o texto.
Bom, é um pouco complicado, a melhor cidade para procurar seria Bucarest; porém um fato que por si só já responde muitas perguntas sobre emprego é que mais da metade dos cidadão romenos estão fora do país para trabalharem fora por não encontrarem boas oportunidades locais.

Resposta
Elias Maio 6, 2016 at 2:06 am

Olá Bruna! Como é a sua relação com a Romênia, visto que você mora atualmente na Itália: Já morou lá? Se sim, por quanto tempo? Se puder fazer um post sobre as diferenças e semelhanças entre a Itália e a Romênia, seria bem interessante! Obrigado pelo texto.

Resposta
Regina Maio 27, 2016 at 4:18 pm

Adorei o seu texto!
Gostaria também de saber um pouco mais sobre a segurança no país, principalmente nos aeroportos.
Existe algum site de informações sobre estações de trem?

Resposta
Bruna Roland Maio 27, 2016 at 7:40 pm

Olá Regina!
Vou me informar sobre o site e volto a postar infos nos comentários. Mas já afirmo que é um sistema um pouco caótico ás vezes. Sobre a segurança acho que nenhum lugar do mundo é 100% seguro mas na prática é um país bem tranquilo. Nunca ouvi nada a respeito de incidentes nos aeroportos para poder dar o meu pitaco.

Resposta
Regina Junho 1, 2016 at 4:01 pm

Olá Bruna!
Só pude responder agora. Agradeço muito a sua resposta e atenção!
Regina

Resposta
Thamy Junho 26, 2016 at 7:56 pm

Você pode me ajudar? Eu estou precisando muito de ajuda, é que o meu professor passou um trabalho para mim achar uma imagem que se refere ao trabalho que se realiza na Romênia e o entretenimento, mas eu não consigo encontrar de jeito nenhum .

Resposta
Jeane Filgueiras Julho 28, 2016 at 3:20 pm

Queria deixar um comentário de indignação ! é um absurdo tudo isso que vc escreveu! Não sei se vc já morou na Romênia realmente (ate pq a nota do Leu/ Ron já não é essa da imagem a muito tempo).
Acho um absurdo a pessoa morar em outro país e quer dar opiniões que não é verdadeiras para as outras pessoas leem… muitas pessoas não conhecem a Romênia por culpa desse tipo de informação erradas. Primeiro de tudo, a Romênia não faz parte ainda da UE, ela esta tentando entrar! O governo faz uma certa propaganda de que já fazem parte,mas qualquer cidadão que realmente mora lá sabe que ainda existem ajustes a serem feitos para poder terminar o acordo de entrada, então por isso já é aberto aos brasileiros a irem como turistas por 90 dias sem visto, mas por isso a moeda oficial ainda é o Leu/RON.
Segundo, vc erra ao falar que lá é absurdamente mais caro que o Brasil, eu morei lá por 6 meses e só fui embora em abril desse ano e posso afirmar que o preço são semelhantes ao Brasil e ate muitas vezes mais barato, mesmo realizando o cambio! O supermercado pode ter uma variação de preço em coisas supérfluas mais a alimentação básica é muito mais barata!
terceiro…não sei em que lugar vc esteve, mas não é normal o taxista negociar o preço com vc, até pq de todos os países da Europa, o táxi na Romênia é o mais barato!ate mesmo comparando com o do Brasil! Por isso muitas vezes os taxistas pedem gorjeta e muitos moradores local tem pena deles dando mais dinheiro.
quarto e ultimo … em praticamente cada esquina de Bucareste tem uma casa de cambio!E nunca!Mais nunca! deve se trocar dinheiro com taxista ou caixa de supermercado! se não encontrar casa de cambio que seja em um banco! (acho difícil não encontrar,só se for cego!)
sinto dizer,mas vc precisa se informar melhor antes de publicar algo! isso atrapalha outras pessoas de conhecerem lugares maravilhosos como a Romênia!
post lamentável !
att Jeane Filgueiras

Resposta
Cristiane Leme Julho 28, 2016 at 11:08 pm

Cara Jeane Filgueiras,
Obrigada por ler e comentar.

Gostaria de fazer algumas observações a respeito de seu comentário, se me permite.
Morar por 6 meses num país não significa saber tudo sobre ele. Tem gente que mora uma vida inteira num país e sabe praticamente nada sobre ele. Sua percepção é pessoal e individual e por isso pode ser restrita, assim como a da autora desse texto pode parecer restrita para você.

A sua informação sobre a Romênia não fazer parte da UE está incorreta. O país faz parte do bloco desde 2007 e possui acordo de reciprocidade com o Brasil para receber turistas sem visto. Leia sobre as relações entre os dois países: http://www.itamaraty.gov.br/pt-BR/ficha-pais/5648-romenia
Embora você pareça desconhecer o fato, há países que fazem parte da União Europeia porém optaram por manter sua moeda local, caso da Dinamarca, Reino Unido e Suécia, apenas para citar alguns exemplos. Veja no site do Parlamento Europeu os países participantes do bloco e suas respectivas datas de adesão: https://europa.eu/european-union/about-eu/countries_pt

A questão de preços é algo muito relativo, o que pode levar a uma percepção equivocada. Não se faz comparação de custo de vida num país sem considerar os diferentes aspectos que implicam no cálculo, tais como média salarial, variante salarial entre profissões, aluguel e alimentação – portanto, é um equívoco e dos bem grandes dizer que isso ou aquilo é mais caro ou mais barato que no país x ou y. A realidade de um país aplica-se somente a ele e essas análises pseudoeconômicas, além de levarem a erro, são fruto da análise superficial.

Acredito que quem deseje de verdade conhecer a Romênia irá fazê-lo, independentemente de artigos falando bem ou mal do país, mesmo porque cada um terá uma percepção diferente da realidade que vai encontrar.

Minha única sugestão a você é que quando for criticar algo, sobretudo se for para desmerecer textos de pessoas que desconhece, que se muna de fatos e fontes fidedignas, caso contrário, são só palavras ao vento, grosseiras e sem utilidade. Lamentável, de verdade, é a atitude da crítica sem desconstrução, baseada em achismos.

Resposta
Jeane Filgueiras Julho 29, 2016 at 11:43 am

Cara Cristiane Leme.
Muito obrigada pela resposta.
Realmente peço desculpa pela informação da Romênia não ser UE, eu estava totalmente equivocada sobre essa informações já que a Romênia ainda esta em período de ajustes como pode ate ser mesmo visto no site : http://ec.europa.eu/romania/eu_romania/index_ro.htm
tb por eu estar morando em um outro país na união europeia e apesar de possui o visto romeno não ser considerado para eu permacer nesse novo país… realmente cometi esse erro imenso.
Mas sinto dizer que as outras informações que apontei estão absolutamente corretas e morar durante 6 meses da forma que me aprofundei imensamente na cultura local posso garantir que não sei de tudo,mas das outras informações que apontei sem resposta sim.
Sobre a questão de preços, a primeira comparação veio da própria autora em relação ao Brasil. Mas com a minha moradia, posso te garantir que a autora esta equivocada em relação a media,porém tb pode se ver de forma detalhada nesse site de comparação de custo de vida http://www.numbeo.com/cost-of-living/compare_cities.jsp?country1=Brazil&country2=Romania&city1=Rio+De+Janeiro&city2=Bucharest
que a maioria das cidades da Romênia tem o poder de compra maior que do Brasil.
Realmente a pessoa que deseja conhecer a Romênia vai faze-lo, entretanto passar informações que pode fazer a pessoas correr risco como trocar o dinheiro com taxistas é algo realmente preocupante,sendo que ate em aeroportos tem casa de cambio… ( e em qualquer esquina de Bucareste)
Então antes de achar que tudo é achismo, também peça para a autora revisar informações do texto, já que de 10 praticamente 7 são equivocadas.
att
Jeane

Resposta
Bruna Roland Agosto 3, 2016 at 7:05 am

Cara Jeane, bom dia!
Acho curioso o fato de você afirmar que viveu em um país por 6 meses e não saber sequer que o mesmo pertence a UE, informação esta facilmente encontrada no Wikipedia. O mais curioso é o fato de você afirmar que ficou 6 meses, alegando que “é o visto para brasileiros”, pois o visto é de 90 dias sem prolongamentos a menos que o cidadão solicite um visto especifico e se enquadre nas regras para obte-lo.
Quanto a minha afirmação sobre preços e valores afirmo e reafirmo a minha posição, pois diferente do que você alega eu já girei muito o país para poder afirmar custos e fazer comparações com propriedade.
Ao que se refere a você não saber dos detalhes de cambio e negociação com taxistas já demonstra o seu suposto desconhecimento de outras regiões e costumes e também, a falta de conhecimento da língua para poder fazer tratativas. Concordo que existem muitas casas de cambios, como em qualquer lugar do mundo, mas não se esqueça que muitos lugares não tem e existem outros métodos.
Você afirma conhecer a cultura de Bucarest mas desconhece a de um país todo. O seu comentário pode ser comparado a uma pessoa que vive em uma capital como São Paulo e quer opinar sobre a realidade de um interior qualquer.
Diferente de você eu não vivo limitadamente em uma cultura a qual sou imersa e também tenho a sorte de viver com um cidadão romeno, fazendo com que eu realmente viva dentro da realidade e possibilidades da Romania.

Resposta
Jeane Agosto 5, 2016 at 3:51 pm

Olá Bruna, bom dia!
Primeiro , eu não disse qual tipo de visto eu possui (e possuo) para eu ter estado 6 meses na Romênia e segundo, para passar 90 dias a Romênia não precisa de visto. E sobre eu ter falado que não fazia parte da UE foi um equivoco meu por motivos pessoais ,além de mudanças constantes que estão acontecendo naquele país por conta desse acordo.
Enfim, suas respostas as minhas criticas não mudou em nada minha opinião de o quanto esse post foi lamentável.
Att
Jeane

Resposta
Bruna Roland Agosto 5, 2016 at 5:22 pm

Jeane, boa noite!
Fique a vontade para manter a sua opinião, assim como a minha e o meu texto não vão mudar. Caso sinta-se tão mais capaz para escrever sobre um país que você conheceu por apenas 6 meses e por tão pouco procure a administração do BPM, adoramos voluntárias.;)

Resposta
Gabriel Agosto 25, 2016 at 6:38 pm

Oe Bruna, sou apaixonado pela Romênia, gostaria muito de morar ai um dia ^^ mesmo com todas as dificuldades no país parece conto de fadas néh!? as paisagem, as casas/florestas emfim… Sempre add algumas garotas da Romênia mas elas são chatas ksksksksks você acha que o idioma é mais difícil que o inglês por ex ?

Resposta
Bruna Roland Setembro 5, 2016 at 11:10 am

Gabriel, muito boa tarde!
De forma alguma as mulheres romenas são chatas! São mulheres fortes, determinadas e que sabem muito bem o que querem e esperam desta vida. O cenário romeno para mim não é de contos de fadas, lembra e muito o interior de alguns estados do Brasil, a gente se sente em casa.

Resposta
Zieliński Novembro 4, 2016 at 10:25 pm

O idioma romeno é muito complicado ?? falo, complicado de mas mesmo,tipo Alemão/Russo ??

Resposta
Bruna Roland Novembro 7, 2016 at 1:22 pm

A língua romena é difícil sim, mas não impossível de ser aprendida.

Resposta
Valmir Oliveira Souza Março 10, 2017 at 9:21 pm

Olá.
Bruna.
Eu assistir um filme,era sobre modas e uma das moças era romena, e ela trabalhava em uma revista de moda foi demitida então ela resolveu, ir para a sua cidade natal a Romênia.quando ela chegou a mãe a recebeu com a maior alegria da mundo.aí ela caiu,na besteira e. Falar com a .mãe que fora demitida aí a familia toda já sabia de tudo.os costumes deles bem diferente eu pensei que era a POLONIA.a minha esposa e filha de poloneses, os costumes são bem parecidos, pão,repolho, leite de cabra, entre outras coisas, o minha sogra fazia comidas bem parecidas.meu sogto gostava de uma carne, e macarrao.É isso o país te. Uma arquitetura, e passagens maravilhosas.realmente, e um país ecantador.parabéns abcos.

Resposta
Maria Junho 15, 2017 at 7:30 pm

Gostei muito das informaçoes. pretendo ir a Romenia em novembro e se possivel Bulgaria…tens alguma agencia de viagem dai que possas me indicar….aguardarei noticias. Obrigada e fique feliz!

Resposta
Edna Outubro 7, 2019 at 8:49 pm

Uma dica, se voce fala ingles pelo menos intermediario, pode economizar seus investimentos de viagem em pelo menos 30% fazendo seu proprio roteiro , viajando de onibus entre as cidades e utilzando Airbnb (nada de compartilhar quarto em hostel, a nao ser que voce queira , pois da para alugar quarto privativo e apartamento inteiro no site citado, sai igual ou um pouquinho mais caro – mas voce mantem sua privacidade e interage com os locais).

Voce faz seu tempo, fica mais ou menos dias nos lugares que te agrada ou não! Vai para o sul, norte, leste, oeste de acordo com o que lhe convém – agencia de turismo sufoca, e ganha uma bela comissao para escolher os destinos e estadias pelos turistas . A gente se sente um viajante , e nao um turista quando escolhe o proprio roteiro.

Se voce for viajar acompanhada seus custos cai em 40%, pense nisso!! hoje em dia com internet não vale a pena utilizar agencia de turismo, a nao ser que …. voce nao fale ingles, nao tenha experiencia em viagens, tem poucos dias disponiveis.

Resposta
Rinaldo L de Freitas Julho 2, 2017 at 6:08 pm

Boa tarde!
Como investir na Romênia? Digo, colocar uma negocio lá, é difícil? E comprar uma casa la? tem algum site de alguma imobiliária?

Agradeço muio se puder me ajudar.

Resposta
betina Fevereiro 26, 2019 at 5:18 am

Oi querida ! O país eh seguro para uma menina viajar sozinha? Eu já estive em Praga e Polônia sozinha. Eh esse padrão?
Grande beijo e obrigada!

Resposta
Liliane Oliveira Fevereiro 26, 2019 at 6:16 pm

Olá Betina,
A Bruna Roland parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista ba Romênia chamada Juliana Basic que talvez possa te ajudar.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Edna Outubro 7, 2019 at 8:24 pm

Estou na Romania neste momento. Estive na Servia, Hungria e Croacia antes , numa trip que ja esta no quinto mes, e estou de acordo com a autora do texto.
Os preços praticados na cidade de Timisoara , pelo menos atualmente, são bem mais caros que no Brasil, desde supermercado a restaurantes.
Hoje mesmo, comprei um copo de suco de laranja natural pequeno + hamburguer e fritas paguei EUR 10.06 x 5,56 , convertendo para reais e incluindo despesas cambiais (pagando com cartao pre-pago) = R$ 55,93 .
Passei em um restaurante em uma parte turistica em timisoara e pedi uma sobremesa, uma taça media com sorvete, creme e biscoito custou 25 lei = Eur 5,59 , convertendo para reais na taxa do cartao pre pago = R$ 31,08
Supermercado a mesmo coisa – tudo bem mais caro comparado principalmente com a Servia – o país mais em conta que ja estive durante essa trip.
Por isso , após 10 dias, desisti de dar sequencia na minha viagem pela Romenia e amanha estou indo para Sofia em busca de redução de despesas na minha viagem. Quando estiver em melhores condiçoes financeiras, retornarei a Romenia , por enquanto, prefiro ir a países que ainda nao conheço e tão interessantes quanto, mas com preços mais convidativos, para uma budget trip e que farão com que meu orçamento nao seja estourado.
Se me permitem uma dica – Uma cidade linda, em conta e povo bacana que encontrei nesses 5 meses foi Novi Sad, na Servia – com R$ 1,800 aluguei o apartamento otimo, pelo AIR BNB for 4 semanas – tudo incluso – bairro bom, internet excelente, supermercado a preços de SP.
No leste europeu, baseado na minha experiencia, SIM, chega ser multiplas vezes mais barato que Londres, Amsterdam etc — mas até agora nao vi nenhum lugar da europa oriental com preços abaixo do custo de vida no Brasil, de SP onde moro. Se quiserem isso, eu indico com todo a certeza do mundo a Colombia , esse ano passei 3 meses em Medellin estudando espanhol em uma universidade excelente, padrao Faap, Mackenzie, FGV , a um preço muiiiiiito mais em conta que intercambios na espanha,. Entao, lá eu pagava numa refeiçao com sustancia incluindo sopa. arroz ou arepa, feijao, salada, uma porçao grande de proteina aninmal e copo de suco ( comida simples , mas saborosa) R$ 12 max.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação