BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Dubai

Cinco curiosidades sobre Dubai

Eu nunca imaginei que um dia viesse morar em Dubai. Quando meu marido recebeu a proposta de trabalho em 2013, corri para a Internet para buscar informações sobre a cidade, a cultura e os prós e contras do lugar. Lógico que as informações que eu encontrei me assustaram um pouco, mas agora, vivendo aqui por pouco mais de dois anos, digo que, apesar de sentir falta de algumas coisas do mundo ocidental, como a simplicidade e a liberdade, é possível viver muito bem dentro das regras muçulmanas. Fiz uma lista com 5 curiosidades:

1- Clima e roupas de banho – Dubai possui um clima quente o ano inteiro, com temperaturas que podem chegar a 50ºC e a vontade de ir à praia é imediata. As mulheres ocidentais podem usar biquínis, inclusive já vi muitas com o modelo fio dental desfilando pela praia. Porém o tamanho do biquíni pode lhe causar um certo desconforto e constrangimento, visto que muitas mulheres locais usam o modelo “burkini”, que cobre o corpo inteiro, ou por conta das indianas que entram no mar de roupa, até mesmo de calça jeans. O tamanho do seu biquíni também pode ser causa de muitos olhares indesejáveis de nacionalidades que não estão acostumadas a ver tanto corpo exposto. Por isso, o tamanho do biquíni deve ser uma questão de bom senso.

2 – Bebidas alcoólicas – E com esse calor, bate uma vontade de beber uma cerveja bem gelada, né? Só que as bebidas alcoólicas não estão disponíveis nos supermercados, somente em casas especializadas onde podemos encontrar de tudo um pouco, inclusive a cachaça brasileira. Entretanto, para comprá-las é preciso que o residente tenha uma licença do governo que limitará o valor a ser gasto por mês, com base no salário. O problema é que é preciso preparar o bolso, pois os valores são absurdos. Uma garrafa de vinho argentino ou chileno custa em média R$ 80,00. Mas isso não é nada se comparado ao preço de uma garrafa de vinho no restaurante em Dubai, que pode lhe custar no mínimo R$ 200,00. Sim, é possível consumir álcool em restaurantes licenciados, mas isso será assunto para outra matéria. Vale ressaltar que o consumo é restrito aos restaurantes e hotéis licenciados ou em casa.

3 – Consumo de carne de porco – Outra questão é a carne de porco, que é a única carne animal proibida para o consumo dos muçulmanos. Comer porco é considerado um haram, um pecado. Alguns supermercados designam uma área restrita a não-muçulmanos para a venda de produtos suínos. Lá é possível encontrar bacon, salame, presunto, mortadela, linguiça, mas confesso que até o momento não encontrei nenhuma linguiça que seja parecida com a nossa – rosada, suculenta e com a pele fininha. Acredito que por não ser permitido o consumo de suínos pelos muçulmanos, não deve haver grande interesse em desenvolver bons fornecedores. Mesmo assim, é possível fazer uma feijoada.

 

4 – Demonstrações públicas de afeto – Já as demonstrações de afeto devem ser restritas à sua casa. O que ocorre é que em lugares públicos como praia, cinema, shopping, restaurantes, o comportamento é muito bem observado e controlado. Casais podem andar de mãos dadas mas outras demonstrações de afeto em público como beijos e abraços não são permitidos e podem causar complicações com a polícia. Alem disso, relações sexuais fora do casamento, mulheres solteiras grávidas e relações homossexuais são ilegais em Dubai, e isso se aplica igualmente aos ocidentais que aqui residem, podendo gerar multa e, em casos mais graves, prisão e deportação.

5 – Censura, sobretudo sexual – Outra questão é a censura pública. Aqui, nem os maiores têm acesso aos sites mais picantes: todos eles são bloqueados. Além disso, na televisão ou cinema, as cenas mais calientes são cortadas, assim como os palavrões. Fui ao cinema assistir O lobo de Wall Street e saí sem entender nada, uma coisa sem pé nem cabeça. Quando assisti à versão completa, entendi por que achei estranho. Portanto, policiar os gestos e o que se diz é muito importante para evitar problemas com a polícia.

Apesar das restrições, digo que é possível tomar uma cerveja, comer uma costelinha de porco e namorar seu marido.

Viver inserida na cultura árabe pode parecer difícil quando lemos esses tipos de informações, principalmente quando vivemos em países liberais, mas quando se vive aqui, você percebe que Dubai é uma das cidades do mundo árabe com mais reputação de ser aberta a novas ideias e hospitaleira com todas as nacionalidades. Porém, tenta, em meio a toda essa modernidade, preservar suas crenças, cultura e valores. E para que exista harmonia entre todos os povos, basta que exista o respeito.

Related posts

Esportes radicais em Dubai

Thais Cunha

Os homens usam saia na Escócia?

Daniela Madureira

Dez curiosidades sobre os canadenses

Grasiela Martins Vicentini

13 comentários

Angélica Novembro 8, 2015 at 2:16 pm

Adorei as informações, super úteis. Vou para Dubai em janeiro e assim já sei que biquíni levar. Bjs.

Resposta
Juliana Novembro 10, 2015 at 2:04 pm

Obrigada! Lembre-se que o tamanho do biquíni eh uma questão de bom senso. Bjs

Resposta
Sandra Ramos Novembro 9, 2015 at 12:54 am

Oi Juliana..gostei muito do seu texto !
Acho muito interessante ter essa experiencia de viver em outros países, outras culturas e valores ! Que vc possa desfrutar e ser muito feliz ! Bjs Sandra Ramos ( amiga da Angelica)

Resposta
Juliana Novembro 10, 2015 at 2:06 pm

Oi Sandra, obrigada! Se ainda não conhece Dubai, vale a pena considerar para uma próxima oportunidade. Bjs

Resposta
Daniela Novembro 9, 2015 at 2:40 am

Linda… Você êh iluminada e guerreira!! Adorei seu texto… E confesso que fiquei com vontade de conhecer um pouco mais da cultura!!!
Muitas saudades.. Bjos

Resposta
Juliana Novembro 10, 2015 at 2:09 pm

Dani, querida! Que bom que gostou da matéria. Assim voce fica um pouquinho mais perto do meu dia-a-dia. Saudades. Bjs

Resposta
Milla Novembro 10, 2015 at 3:59 pm

Ju você retratou com excelência a nossa realidade aqui! Parabéns pelo texto simples e verdadeiro!!!

Resposta
Juliana Novembro 10, 2015 at 4:36 pm

Que bom que voce gostou Milla. Obrigada! Bjs

Resposta
Suelly Novembro 10, 2015 at 5:30 pm

Olá Ju texto bem explicado.
Parabéns. Saudades.

Resposta
Juliana Novembro 11, 2015 at 2:47 pm

Oi Suelly, que bom que gostou. Nao perca o proximo, Bjs

Resposta
EMANUEL Julho 12, 2016 at 1:49 pm

Respeito é o que falta a praticamente todos os ocidentais por isso é que eles na Ásia toda são muito mais evoluídos A TODOS OS NÍVEIS e depois também por muitas outras positivas razões . Vejo que tudo na Ásia tudo é muito mais harmonioso eles estão num outro patamar muito mais alto que todos os do 4º e até 1000º mundo Velho ocidental = euroamérica + ociedentalizados também velho mundo e de 1000º mundo como austrália japan russia nz etc Se não há respeito . educação saúde e justiça etc não funcionam logo economias não funcionam e por aí fora até destruição total de todo o ocidente e temos todos de ir para ÁSIA E TODOS AQUELES MARAVILHOSOS PAÍSES DE 1001 NOITES DE SONHOS TORNADOS REALIDADES .DEPOIS TERIA MUITO MAIS A DIZER MAS NEM VALE A PENA ME PREOCUPAR POIS DEVEMOS É TER MENTE ABERTA VIAJAR E CELEBRAR SEMPRE FELIZES CONTENTES E ALEGRES COMO FAÇO TAMBÉM . . BEIJINHOS JULIANA ÉS UMA QUERIDA EM FALAR NESSA GRANDE E QUERIDA PALAVRA UE PARA MIMI MUITO E TUDO SIGNIFICA ENTRE MUITAS OUTRAS E QUE É O RESPEITO

Resposta
Juliana Bordião Julho 24, 2016 at 9:24 am

Oi Emanuel, obrigada pelos comentários. Todo mês tem matéria nova sobre Dubai. Acompanhe o blog

Resposta
Cleusa Fevereiro 7, 2017 at 6:24 pm

OI JULIANA, GOSTARIA DE SABER A DATA DA FUNDAÇÃO DE DUBAI E COMO SE CHAMAVA ANTES DESTE NOME, PESQUISEI EM VÁRIOS SITES MAS ACHEI MEIO CONFUSO. GOSTARIA DE UMA INFORMAÇÃO TIPO DO BRASIL ANIVERSÁRIO 07/07/1822 , ANTIGO NOME PINDORAMA PELOS INDIOS , ILHA DE VERA CRUZ EM 1500. SERÁ QUE VOCÊ CONSEGUE ESTAS INFORMAÇÕES ? ACHEI MAIS FÁCIL POR VOCÊ MORARA AI. FICAREI AGRADECIDA PELA AJUDA.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação