BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Índia

Curiosidades sobre os indianos

Curiosidades sobre os indianos.

O jeitinho indiano é infinito e por isso tive que dividir o texto para não ficar cansativo, mas mesmo assim como falei anteriormente ainda ficará muita coisa a ser dita. Se você não leu ainda, veja a Parte 1 e a Parte 2 e saiba do que já falamos. Vamos então a última parte dessa série…

10- Estilo no trânsito

O trânsito da Índia é um capítulo à parte.  Se você pensa que na sua cidade é tumultuado, muito tráfico, confusão, venha para a Índia e você vai passar a agradecer todos os dias. Você vai ver que o trânsito da sua cidade nem é tão ruim assim, que é melhor você parar de reclamar e de se estressar.

Aqui na Índia, a mão de circulação dos veículos é a inglesa. Os carros possuem o volante e pedais no lado direito do veículo.

O trânsito indiano, para quem olha à primeira vista, é caótico, mas para eles está tudo em harmonia! Todos se entendem, orientados pelas suas buzinas frenéticas que nunca param! Atrás de alguns carros e caminhões está até escrito: “por favor buzine”!! Sim, você pode estar parado no sinal vermelho que eles não param de buzinar, isso para eles é normal, um costume, um estilo de vida. Para quem chega e não está acostumado com tantas buzinas, pode ser bem estressante; cachorros, vacas atravessando a rua (e tem que esperar e dar preferência para elas, sempre), bicicletas, ‘rickshaw’ (o ciclo-riquixá), motos, milhares de pessoas atravessando as ruas…

Todos têm suas próprias leis de trânsito, acho que para eles o sinal verde é: vá em frente, o amarelo: acelere e passe rápido e o vermelho é: veja se tem algum policial e, caso não veja nenhum, vá em frente! Eles não respeitam muito as leis de trânsito e a todo momento, parece que vai ter um acidente, embora eu não veja tantos.

Ao visitar a Índia, você começa a duvidar da lei da física que diz que: dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço. Aqui todos disputam um lugar no trânsito e quando você acha que não pode caber nenhum veículo naquele micro espaço, vem um indiano que surge não sei de onde e te prova o contrário. (Seria engraçado se não fosse trágico hahaha). Tente observar a cidade enquanto o trânsito estiver parado, e olhar as pessoas que estão por aí sobrevivendo pelas ruas. Se o barulho das buzinas te incomodar muito, nunca se esqueça dos seus fones de ouvido e tente relaxar ouvindo suas músicas preferidas.

Cruzamento perto de onde moro. Ficam crianças, idosos, já vi até um homem nú, todos pedindo esmolas.
Cruzamento perto de onde moro. Ficam crianças, idosos, já vi até um homem nú, todos pedindo esmolas.

11- Um povo de fé

A religião para eles é algo que os mantêm conectados, e talvez seja ela que os controla e os faz permanecer calmos e aceitar a vida como é; como um Karma. Em todos os lugares eles colocam imagens, seja no carro, casa, escritórios, lojas, shopping, tudo! Em todo lugar, você verá a devoção desse povo aos seus deuses, que são vários. O principal Deus é o Ganesha (Saiba sobre o Festival Ganesha Chaturthi) que você verá em altares de devoção. Milhares de templos espalhados pela cidade, um povo alegre, apesar de tantas dificuldades. Indiano possui muitas crenças, acredita em muitos rituais e celebra isso com muita fé. Nos templos, consultórios médicos e nas casas, você deve tirar os sapatos para entrar, eles são tidos como impuros, então não faça cara feia e tire os sapatos.

Leia também: qual o idioma oficial na Índia?

12- Um povo alegre, batalhador e que gosta de festejar

Suas músicas e a indústria de filmes Bollywood são um orgulho para eles. Atores famosos são como Deuses aqui, sério! E para os indianos tudo é motivo de festa, amam celebrar, alguns festivais duram semanas, casamentos, até 5 dias.

E ninguém pode negar que eles trabalham duro. Tudo bem que os comércios abram às 10, 11 horas da manhã, mas fecham 10 da noite, na maioria. E por toda parte você verá vendedores e trabalhadores lutando pelo pão de cada dia.

13- Família e respeito aos mais velhos

A família tem um grande peso na sociedade indiana, ela rege a ordem passada de geração em geração. Costumes, tradições, tudo no país – mesmo em Mumbai aparentando ser moderna – , no fundo, tudo segue tradições familiares muito bem embasadas. O respeito pelos mais velhos é algo inquestionável; quem é mais jovem sempre toca os pés das pessoas mais velhas em respeito pelos caminhos que aquela pessoa já trilhou, e assim ela é abençoada. As novas gerações estão mudando lentamente antigos dogmas e tentando buscar seu espaço, entretanto, tudo é muito lento, nenhuma mudança acontece da noite para o dia.

O jeito indiano de ser tirou de mim todo controle que gosto de ter sobre cada passo, tudo é incerto demais e, sim, dá para viver com pouco, estamos cheios de excessos. Não julgar é muito difícil, se colocar no lugar do outro também é. No meio de tantas dificuldades, você percebe que o povo da Índia, em sua maioria, é batalhador, e que às vezes reclamamos demais com a barriga cheia. Cada dia, um novo aprendizado: Você aprende que o mundo e as pessoas são muito diferentes e você deve respeitar isso. Respeite as diferenças. E, no fundo, todos são muito iguais, todos estão buscando seus sonhos, todos estão apenas buscando ser feliz!

E você o que acha do jeito indiano de ser? O que mais gosta ou não gosta? Até a próxima publicação. Namastê.

Related posts

Meu retiro de yoga na Índia após morar no Camboja – Parte II

Roberta Jorge

Dez curiosidades sobre a Alemanha

Sarah Oliveira

5 Curiosidades Sobre o Mississippi

Mariana Carvalho

13 comentários

Maiko Costa Maio 20, 2016 at 10:05 pm

???????????????????????? muito bonito

Resposta
Joice Santos Maio 20, 2016 at 10:16 pm

Muito Obrigada Maiko, Namastê

Resposta
BARBARA GUSMAO Maio 21, 2016 at 5:56 pm

Estou adorando suas publicações.

Namastê

Resposta
Joice Santos Maio 22, 2016 at 12:08 pm

Oi Barbara, muito obrigada, fico feliz em saber. Namastê, continue nos acompanhando…

Resposta
Julita Julho 1, 2016 at 2:55 am

Amei todos os relatórios feitos por você Joice Santos, muito bom descobri novas experiências…

Resposta
Joice Julho 7, 2016 at 6:48 am

Oi Julita, obrigada pelo seu comentário. Que ótimo que amou tudo, fico muito feliz. Continue nos acompanhando, Namastê.

Resposta
Zineide Julho 4, 2016 at 7:54 pm

Oi Joice, adorei as informações! Muito bem explicadas e com uma propreidade ímpar! Gostaria de falar em particular com você! Segue meu email: [email protected]
Um abraço!
Zineide

Resposta
Joice Santos Julho 5, 2016 at 1:18 pm

Oi Zineide, obrigada, fico feliz.
Claro, me envie msg na minha página do blog: Namaste Mundo
Ou email: [email protected]

Namastê

Resposta
leila dos santos amorim Julho 6, 2016 at 1:38 pm

Muito bom suas publicações Joice!

Encontrei por acaso aqui no blog, mas gostei bastante!

Pq vc está na India?

Já li aqui no BPM sobre o transito na Rússia, também é bem “diferente” rsrs

Abraço!

Resposta
Joice Santos Julho 7, 2016 at 6:55 am

Oi Leila, muito obrigada 😀
Que ótimo que achou e gostou…
Continue acompanhando as próximas publicações aqui e no meu blog pessoal. Namastê

Resposta
Silma Julho 29, 2016 at 6:09 pm

Tenho amigos e amigas.. na Índia…eles me abençõam muito…eu gosto disso…Obrigado vc por me fazer conhecer ainda mais a Índia…

Resposta
Joice Santos Julho 30, 2016 at 5:02 pm

Oi Silma, que bom que através dos textos você esteja cada dia mais próxima da Índia. Os indianos são muito receptivos e que bom que já possui amigos por lá. Me conte quando for visitar a Índia. Muita obrigada pelo seu comentário, continue nos acompanhando. Namastê

Resposta
जेसिका अल्बुकर्क Novembro 20, 2016 at 2:20 pm

Sou indiana e moro no Brasil desde pequena.
Sempre viajo para meu estado que é Maharashtra, gosto muito do meu país e pretendo voltar pra lá.
Realmente nós indianos somos desse jeito, e a questão do trânsito só tive idéia de que é complicado quando vi seu post! Rsrs
Tudo é muito normal pra mim, comer com as mãos (quando estou em casa e a vontade), até a questão de prometer e não cumprir.
Gostei muito e espero que você continue gostando desse País maravilhoso!
Namastê! ❤????

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação