BrasileirasPeloMundo.com
Austrália Cursos Pelo Mundo

Curso vocacional na Austrália

Curso vocacional na Austrália – Uma alternativa ao tradicional curso de inglês no intercâmbio

Escolha mais comum entre os brasileiros que decidem vir para a Austrália, o visto de estudante permite morar no país e trabalhar até 40h quinzenais, uma vez que você esteja matriculado em algum curso full-time (a partir de 20h por semana). Sendo assim, 9 entre 10 brasileiros aplicam para um curso de inglês na hora de fechar o intercâmbio.

Não que seja uma escolha equivocada. Eu sou um bom exemplo. Já falava inglês quando vim para cá e, mesmo assim, optei por fazer alguns meses do idioma, com o objetivo de me adaptar ao sotaque local que, acreditem, é surreal (risos).  Entretanto, é sempre bom conhecer todas as opções do cardápio. Hoje vamos falar um pouco sobre os chamados Cursos Vocacionais, mais conhecidos como VET.

Leia mais: Relatos sobre o peculiar inglês australiano

A sigla VET significa Vocational Education and Training (Educação e Treinamento Vocacional) e, conforme definição do próprio governo australiano, são cursos desenhados para desenvolver habilidades específicas para o mercado de trabalho. Na prática, seria quase o equivalente ao curso técnico no Brasil, mas eu diria que um pouco mais básico.

Existem inúmeras possibilidades desses cursos aqui na Austrália, desde os famosos Marketing, Liderança, Gerenciamento de Projetos, passando pelos cursos “da moda” (por serem profissões de alta demanda aqui no país), como Gastronomia, TI, Educação Infantil, e outros. Mas também há aqueles “fora da caixinha”, para quem deseja dar uma virada radical na carreira (ou adquirir uma nova habilidade): surfe, yoga, massagem, terapias alternativas, fotografia, dança… enfim, uma gama enorme de opções para escolher.

Pixabay

Poucas agências divulgam esses cursos para quem está cotando um intercâmbio aqui na Austrália, e como consequência, a maioria das pessoas chega aqui sem sequer saber que tais modalidades de estudo existem. Para quem já tem nível, pelo menos, Upper-Intermediate de inglês (ou seja, uma etapa abaixo do avançado) e não gostaria de retornar as salas de aula para estudar a língua, o VET pode ser uma opção.

Outra vantagem é o fato de as aulas não demandarem tanto tempo, liberando tempo para você se dedicar a outras atividades. Em geral, ocorrem duas noites ou um dia inteiro na semana, enquanto o inglês exige sua presença física de segunda a sexta.

O investimento em um curso vocacional também é menor que em um curso de inglês: em média, 1 ano de VET sai por AUD 6,000 dólares australianos, enquanto para estudar pelo mesmo período a língua nativa da terra dos cangurus você vai desembolsar, por baixo, uns AUD 11,000 dólares australianos, ou seja, praticamente o dobro.

Leia mais: Visto de Trabalho para graduandos da Austrália

Como pontuei no início desse texto, defendo a matrícula no curso de inglês como estratégia inicial para o estudante na Austrália, principalmente porque poucos brasileiros chegam aqui com o nível mínimo necessário para ingressar no VET.

Em todo caso, é sempre bom conhecer as opções que temos e, com isto, montarmos o melhor programa de estudos de acordo com a nossa necessidade. A título de curiosidade, a maioria absoluta dos brasileiros acaba renovando o visto aplicando para um curso vocacional, e eu me enquadro nessa estatística. Após 3 meses de preparatório para o IELTS, cursei meu primeiro VET, Certificado IV in TESOL, que me habilitou a ensinar inglês para não nativos da língua; e agora estudo Liderança e Gestão na Greenwich Management College.

Ou seja, é possível traçar diversos caminhos. Se você ficou interessado em fazer um intercâmbio aqui ou conhecer um pouco mais sobre as opções, me manda uma mensagem que terei o maior prazer em te ajudar a concretizar esse sonho!

Related posts

Principais desafios para se recolocar profissionalmente na Austrália

Evelyn Nigri

Dicas para estudar na Argentina

Fabi Lima

Violência doméstica na Austrália

Mariana Camargo

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação