BrasileirasPeloMundo.com
Custo de Vida Pelo Mundo EUA

Custo de vida em Columbus, Ohio

Enquanto Nova Iorque, Los Angeles, Boston e outras grandes cidades americanas são conhecidas pelo alto custo de vida, morar em Columbus é relativamente barato.

Meu marido e eu gastamos juntos US$1850, por mês, vivendo num studio. É um apartamento de uma peça só; cozinha e quarto ocupam o mesmo espaço, sendo o banheiro o único ambiente delimitado por porta. Pagamos US$ 605 de aluguel, que inclui tudo: eletricidade, água, gás e internet.

O apartamento já veio todo mobiliado, e nestes 3 anos em que estamos aqui, a imobiliária trocou a geladeira e a pia do banheiro por outras novinhas. A manutenção também é inclusa – já trocaram as persianas das janelas, consertaram alguns vazamentos, arrumaram o fogão (que é elétrico), e anualmente nos dão uma boa limpeza no carpete.

Também temos ar condicionado e calefação – daí a alegria de ter eletricidade e gás inclusos na conta, já que faz até 35°C no verão e até -25°C no inverno. Teríamos uma vaga de estacionamento ao ar livre caso tivéssemos carro, e gastamos US$ 2 por semana para lavar e secar roupa nas máquinas coletivas do prédio. Vivemos praticamente dentro da universidade (o prédio onde trabalho fica a 12 minutos, a pé, de onde moro), e perto de farmácia, mercado, bares e restaurantes.

Outros exemplos de moradia incluem casas inteiras nos subúrbios, cujo aluguel é US$ 450 (mas aí precisa-se de carro), apartamentos de 2 quartos por US$ 1.000, casas grandonas em que cada estudante tem seu quarto, mas divide cozinha e banheiro, por US$ 350 por pessoa, e apartamentos de luxo por US$ 2.500 mensais.

Leia também: vistos para morar nos Estados Unidos

O "jogo da primavera" que precede a temporada de futebol americano no estádio da universidade custa US$ 5, mas os jogos oficiais do campeonato vão de US$ 50 a 200.
O “jogo da primavera” que precede a temporada de futebol americano no estádio da universidade custa US$ 5, mas os jogos oficiais do campeonato vão de US$ 50 a 200. Fonte: acervo pessoal

Nosso segundo maior gasto mensal é com mercado: US$ 570. Ressalto que gastamos muito mais do que um americano médio, pois somos veganos, priorizamos alimentos orgânicos e nossa alimentação inclui itens – de luxo, pode-se dizer – como alguns queijos caros, framboesas, cerejas, morangos, nozes, amêndoas e castanhas.

O nosso gasto mensal com álcool e festas (não incluso nos US$ 570 de mercado) é US$ 190, o preço que se paga por ser festeiro e adorar cervejas artesanais e vinhos. Também comemos fora 2 a 3 vezes por semana, e nosso gasto mensal com bares, restaurantes e cafés é US$ 170. Vivemos de forma muito privilegiada. Quem tem poder aquisitivo mais baixo frequenta alguns mercados que oferecem itens de menor qualidade por preços extremamente baratos e, obviamente, redes de fast food como o McDonald’s, onde um hambúrguer pode custar US$ 1.

A orquestra da universidade é maravilhosa e faz apresentações gratuitas todo mês!
A orquestra da universidade é maravilhosa e faz apresentações gratuitas todo mês! Fonte: acervo pessoal

Demais gastos incluem compras de roupas e outros itens (US$ 60 por mês), celular (US$ 38 por mês no plano da operadora Virgin que oferece internet, mensagens e ligações para qualquer operadora, todos ilimitados), seguro do apartamento (US$ 13 por mês), pintar (US$ 37) e cortar o cabelo (US$ 20) no salão, e alguns extras que sempre somam US$ 50 por mês.

Às vezes viajamos de ônibus, que é um serviço muito ruim, mas barato, na nossa região. Vivemos de olho em passagens promocionais da Megabus, e já fomos para Chicago por US$ 5. Em relação a gastos com saúde, tenho a sorte de ter o plano de saúde da universidade, que cobre praticamente tudo. Ele custa US$ 2,600 por ano e é descontado do meu salário; portanto, não entra nos US$ 1,850 de gastos mensais. Saúde é um grande custo para o americano, pois planos são caros, particulares, cobrem quase nada, e remédios podem ser caríssimos.

O custo de um carro varia muito, mas é com certeza muito menor do que no Brasil, considerando o salário médio do americano. Quando cogitamos comprar um, encontramos carros velhos por US$ 500 no site Craigslist. Um carro usado de 2009 poderia sair por US$ 4.000 a 5.000, e um Honda Civic zero, por exemplo, custa em torno de US$ 19.000.

Vale lembrar que os carros nos Estados Unidos são completos (ar condicionado, vidro elétrico, direção hidráulica, etc) e automáticos – é muito raro ver câmbio manual. O seguro do carro é obrigatório em Ohio e quase todos os estados, e custa aqui em média US$ 75 por mês. O aluguel de um carro custa entre US$ 10 (em promoções) e 30 por dia, e um seguro diário custa US$ 15. A gasolina é muito barata: US$ 2,20 o galão (3,75 litros), o que significa 58 centavos de dólar o litro, e varia entre US$ 1,96 e 2,90 por galão nos EUA.

Fonte dos elefantes no parque Goodale, que fica no centro de Columbus.
Fonte dos elefantes no parque Goodale, que fica no centro de Columbus. Fonte: acervo pessoal

Por fim, faço questão de falar do que custa zero ou muito pouco. A minha universidade e a cidade de Columbus oferecem inúmeras atividades gratuitas, como shows, festivais, cinema ao ar livre, orquestra e teatro. Alguns jogos de futebol americano, patinar no gelo e ir ao cinema são atividades por até US$ 5 por pessoa. Os parques municipais são todos lindos e públicos. O lazer é simplesmente fantástico e muito acessível!

A qualidade de vida é realmente excelente aqui em Columbus, e dá pra viver muito bem gastando pouco.

Related posts

Dicas para viajar para o Brasil com Green Card

Carleara Weiss

Quatro de julho em Los Angeles

Raiane Rosenthal

10 Pontos Turísticos (Imperdíveis) no Mississippi

Mariana Carvalho

24 comentários

Leo Magalhaes Outubro 26, 2016 at 3:24 pm

Ola, agradeço o excelente artigo, para mim que estou começando agora é de grande valia.

Resposta
Paula Martins Outubro 28, 2016 at 2:40 pm

Muito obrigada pelo comentário!

Resposta
Karina Fortes Março 29, 2017 at 4:02 am

Olá! Tenho 18 anos e morro de vontade de morar em Columbus, e até mesmo fazer uma faculdade em Columbus. Qualquer post relacionado a isso me interessa e é uma grande ajuda. Obrigada

Resposta
Paula Martins Março 29, 2017 at 12:06 pm

Oi Karina,

Eu tenho um monte de textos sobre o assunto! http://www.brasileiraspelomundo.com/author/paula-martins
Entra em Contato com o office da OSU no Brasil também =) https://www.facebook.com/OhioStateBrazil/

Paula

Resposta
Pedro Henrique Abril 9, 2017 at 2:53 am

Olá Paula!
Ótimo post!
Estou indo para Columbus neste verão para participar de um Workshop no Summer Program da OSU e estou muito ansioso. É minha primeira viagem internacional e estou indo sozinho hahaha! O objetivo é melhorar minhas habilidades como taxonomista por demanda de um projeto específico além de trazer esse conhecimento para o laboratório no qual faço iniciação cientifica na UFMG.
Estou precisando preencher um orçamento para a empresa financiadora aprovar ou não e gostaria de saber como são os custos por refeições no geral. Como vou ficar apenas duas semanas não irei fazer compras em mercados ou cozinhar. Estou tentando fazer calculo de gastos diários.
Você sabe algo sobre planos de saúde de curta duração?
Obrigado por compartilhar suas experiencias!
Abraço!

Resposta
Paula Martins Abril 10, 2017 at 2:32 pm

Oi Pedro,

40 dólares por dia em refeições é o mínimo se você só vai comer em restaurantes – o preço de uma refeição varia entre 8 a 15, em média, e a janta tende a ser mais cara que almoço ou café-da-manhã. 50-60 dólares te daria uma folguinha melhor. Também considere que aqui se dá tip de 20% do valor para a pessoa que serve – é uma obrigação cultural, digamos assim.
Bah não conheço nenhum plano de saúde de curta duração daqui. De repente pesquisa de fazer um seguro saúde/viagem aí do Brasil mesmo.

Boa viagem, espero que você aproveite muito a sua estadia aqui! Se tiver qualquer dúvida ou precisar de qualquer coisa enquanto estiver aqui, entra em contato com a Jane ([email protected]), do office da OSU no Brasil (Brazil Gateway).

Paula

Resposta
Lucas Pedrette Julho 26, 2017 at 3:52 pm

Olá, tenho 19 anos e atualmente estou cursando física bacharelado e pretendo transferir para engenharia elétrica ou engenharia da computação aqui no brasil. Sempre estou pesquisando sobre morar/trabalhar fora e Ohio e uma das cidades que chamou minha atenção aí dos e.u.a. Eu sou muito afim com a área de tecnologia, informação e computação. Gostaria como é o processo para estrangeiros irem trabalhar aí, se é muito burocrático, se tem muitas dificuldades, etc.

Ótimo artigo, muito explicativo e detalhado!
Abraço!

Resposta
Paula Martins Julho 27, 2017 at 6:58 am

Oi Lucas,

Conseguir visto de trabalho nos EUA é super complicado e burocrático; portanto, incomum. Por isso sempre recomendo que as pessoas venham estudar nos EUA para daí tentar conseguir um trabalho depois. Mas existe a possibilidade de procurar trabalhos com empresas americanas – e se alguma quiser te contratar, eles patrocinam o visto do empregado. A área de IT me parece a melhor de todas no momento!
Esse artigo explica mais detalhes do processo em si, mas a chave é você conseguir alguma empresa que queira te contratar. Quanto mais educação e experiência em uma área de tecnologia de ponta tu tiver, maiores serão as chances.

Boa sorte com tudo e um abraço,
Paula

Resposta
Hevila Agosto 29, 2017 at 12:33 pm

Oi Paula.Estou querendo ir embora co meu filho de 8 anos.Estou separada e sempre fui dona de casa.Será q consigo uma boa escola em tempo integralcp ele enqto trabalho nesse período. Preciso muito me organizar e como sou dona de casa sem faculdade.Quero muito.

Resposta
Paula Martins Setembro 9, 2017 at 2:16 pm

Oi Hevila,

Caso tenhas uma maneira de imigrar legalmente, tu consegues escola de graça para teu filho sem maiores preocupações. Do contrário, vocês estarão sobre risco de prisão e deportação – e o atual governo dos EUA tem investido muito nesse tipo de ação contra imigrantes. Já pensou em voltar a estudar, se planejar ao longo de alguns anos, e investir nesse projeto de imigração a longo prazo? Com uma faculdade será um pouco mais fácil de conseguir. Vou deixar uma lista de universidades de graça no Brasil; o fazer o ENEM seria uma excelente opção!

Boa sorte com tudo, de coração!
Um abraço,
Paula

Resposta
Rafael Favareto Outubro 23, 2017 at 8:51 pm

Olá Paula, tudo bem? Sou Rafael e tenho 26 anos. Estou querendo fazer um intercâmbio e na procura de um ótimo lugar, e pela sua publicação, achei muito interessante Columbus. Além de barato e uma vida prática, é o que eu mais preciso no momento. Sei que ainda leva um tempo, mas estou louco pra mudar de vida, dar um novo up! Estou muito interessado e estou pesquisando ao Respeito. Obrigado por compartilhar sua experiência e me dar um pouco mais de segurança!!!

Muito obrigado. Deus te abençoe (:
Um grande abraço,
Rafa

Resposta
Paula Martins Outubro 24, 2017 at 6:29 pm

Obrigada, Rafael! Boa sorte em tudo!

Paula

Resposta
Clelia de O S Martins Outubro 29, 2017 at 10:46 pm

Oi Paula Martins, sou Clélia Martins, estou no ultimo ano de graduação em Biomedicina, pretendo fazer uma pós-graduação ou talvez partir direto para um mestrado. Minha pergunta é em relação as oportunidade na área de Biomedicina no exterior, estou muito empolgada em uma especialização aqui no brasil em fertilização in vitro, porque não sei no exterior como e visto esta especialidade. Dede já agradeço sua atenção, achei você muito atenciosa e solicitas nos comentário que é de grande utilidade para quem quer dar os primeiros passos nos estudos.

Resposta
Clélia Martins Outubro 31, 2017 at 1:38 am

Obrigada paula, vou olhar detalhadamente os sites.

Resposta
Jhony Vinicius Novembro 17, 2017 at 9:26 am

Olá tudo bem? Sou Jhony tenho 19 anos e pretendo morar no EUA em 2019 (seria o tempo de aprimorar meu inglês e juntar um dinheiro bacana para ir) e gostaria de saber se o risco de ser deportado aí após os 6 meses do visto de turismo é alto ou não, tenho olhado várias cidades/Estados é Ohio me chamou bastante atenção, antes de qualquer coisa obrigado

Resposta
Paula Martins Novembro 17, 2017 at 10:42 pm

Oi Jhony,

Sempre foi, mas agora, com o atual governo federal, está maior ainda.
Os caminhos de vir para estudar e trabalhar são mais trabalhosos, mas, a longo prazo, são a maneira mais segura de se poder ficar e fazer uma vida no exterior.

Boa sorte em tudo!
Paula

Resposta
Rafael Batalha Janeiro 8, 2018 at 12:48 pm

Bom dia Paula.

Eu acabo de enviar-lhe um e-mail com algumas dúvidas.
Porém, gostaria de saber também qual caminho seguir para que consiga ter o meu ingresso ao país como estudante para evitar uma série de problemas.
Outra dúvida é com relação a emprego. Você tem algum conhecimento com relação a banco de dados de empregos para estrangeiros?

atenciosamente,

Rafael Batalha.

Resposta
Paula Martins Janeiro 27, 2018 at 8:24 pm

Oi Rafael,

Respondi seu email hoje de manhã! Lá mandei dicas quanto a empregos.
Quanto a estudos, se você pensa em faculdade, saibas que é caro, tens que fazer o exame SAT, e há possibilidade de bolsas (links abaixo).

https://collegereadiness.collegeboard.org/sat/register/dates-deadlines
http://www.brasileiraspelomundo.com/como-estudar-na-osu-entrevista-com-jane-aparecido-411652551

Sobre mestrado ou doutorado, dá uma olhada nos meus textos! Eu tenho uma série sobre o assunto!
http://www.brasileiraspelomundo.com/author/paula-martins

Boa sorte!
Paula

Resposta
Ricardo Mattos Março 6, 2018 at 6:20 pm

Boa tarde Paula.

Parabéns pelo seu site.

Meu filho já estuda nos EUA há 2 anos. Ele joga futebol (soccer) e estuda, com bolsa esportiva.
Ele está terminando a Junior College e recebeu uma proposta para finalizar seus últimos 2 anos na Ohio Dominican University.
Gostaria de saber. se possível, como é a cidade (Columbus), se você conhece essa universidade, se o clima é bom, se consegue transitar pela cidade com facilidade usando onibus, bicicletas….

Sds,
Ricardo

Resposta
Paula Martins Março 6, 2018 at 11:18 pm

Oi Ricardo,

Já ouvi falar dessa universidade sim (parece que há mais de 20 universidades aqui em Columbus).
Eu tenho 2 textos que contém o resto que você me pediu! Vou deixar os links logo abaixo!

Boa sorte para seu filho! Que dê tudo certo!
Paula

https://www.brasileiraspelomundo.com/columbus-ohio-uma-cidade-alternativa-061931721

https://www.brasileiraspelomundo.com/turismo-em-columbus-ohio-220778478

Resposta
RENAN Abril 18, 2018 at 7:22 pm

BOA TARDE PAULA,

ESTOU ME PLANEJANDO PARA IR PARA COLUMBUS,
SOU FORMADO EM RECURSOS HUMANOS E ATUALMENTE COMERCIANTE NO RAMO DE CALÇADOS.
QUERO ME PLANEJAR EM COLUMBUS PARA LEVAR MEUS 2 FILHOS E MINHA MULHER. NESTE CASO O MELHOR PARA MIM SERIA UM VISTO DE ESTUDANTE A LONGO PRAZO PARA QUE DEPOIS DE UM TEMPO ELES POSSAM INGRESSAR EM UMA ESCOLA LA TAMBEM?
SE PUDER ME RESPONDER PELO E-MAIL AGRADECERIA MUITO.
OBRIGADO

Resposta
lucas Setembro 3, 2018 at 12:32 am

ola meu nome e lucas sou de barsil de forionopolis vin para ca en fevereiro con miha familiha aqi e um pais munto bom es estudo en gahanna High School

Resposta
Vanessa Dezembro 20, 2018 at 2:44 pm

Boa tarde, sou engenheira de segurança do trabalho e estou cogitando fazer um mestrado em uma universidade em Ohio. Vou tentar uma bolsa, mas caso não consiga terei que pagar por isso. É possível fazer o mestrado e conseguir um emprego para custear tanto o mesrado quanto meus gastos básicos?

Você tem algum artigo que fale sobre isso, como conseguir bolsa, trabalho etc

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação