BrasileirasPeloMundo.com
Custo de Vida Pelo Mundo EUA Nova Iorque

Custo de vida em Nova Iorque

Custo de vida em Nova Iorque.

Ano novo, hora de colocar os planos e sonhos na mesa! Junto a isso, como não pode deixar de ser, vem a calculadora para lembrar que tudo nessa vida, ou quase tudo, tem um custo. Tratando-se de Nova Iorque, talvez o assunto “custo” venha antes mesmo do “sonho” e muitos se perguntam como é o custo de vida em Nova Iorque.

As dúvidas mais frequentes com relação à cidade são quanto a preços e custo de vida. Muitas pessoas que sonham em fazer intercâmbio, trabalhar nesta metrópole incrível ou escolhê-la como destino de suas próximas férias, indagam sobre os custos.

É claro que a questão de “barato” ou “caro” é relativa à condição social de cada um, então vou tentar passar aqui alguns valores aproximados para dar mais realidade a essa questão.

Nova Iorque não é um local barato, nem para viver e nem para passear, e um dos motivos é sua grande importância mundial. É a cidade mais populosa dos Estados Unidos e uma das áreas metropolitanas mais populosas do mundo. Nova Iorque tem um impacto super significativo sobre o comércio mundial, finanças, mídia, cultura, arte, moda, pesquisa, educação e entretenimento. É anfitriã da sede das Nações Unidas, um importante centro de assuntos internacionais, e destino de milhões de turistas anualmente. Assim, é claro que o custo de vida será mais alto aqui do que, por exemplo, em São Paulo no Brasil.

Mas além do custo é importante, na hora de se analisar a possibilidade de morar em NY, pensar que este é um investimento para a vida. O que se encontra e o que acontece na cidade, só acontece nela. Produtos e serviços relacionados à necessidades básicas, como um lugar para viver, alimentação, transporte, comunicação (celular, TV a cabo), saúde (médicos, hospitais e planos de saúde) e cabeleireiro são mais caros aqui do que no Brasil, por exemplo, mas também têm mais qualidade. Outros tipos de produtos, como vestuário, produtos de beleza, eletrônicos, móveis e utilidades domésticas, automóveis e passagens de avião, são mais baratos (mesmo com o dólar altíssimo).

Na minha opinião, o custo de vida em NY é super alto. Segundo uma pesquisa publicada recentemente, esta é a cidade mais cara para se viver no mundo atualmente! (fonte) Por incrível que pareça, quem vive aqui não se assustou com esse resultado, dado o trio de impostos que pagamos (governo, cidade e federal), bem como o nosso extravagante mercado imobiliário.

A maioria das pessoas comuns não mora em casas ou apartamentos próprios por um simples motivo: não podem pagar por isso. O tal sonho americano é aquele em que as famílias têm suas próprias casas e carros na garagem. Se isso é um sonho, dá pra imaginar o quanto é difícil alcançá-lo por aqui. Lembrando que este post é sobre a cidade de NY = Manhattan, pois propriedades nos conhecidos subúrbios americanos algumas vezes não são tão caros em comparação com essa região específica – mas quem vive aqui geralmente foge dos tais subúrbios!

Leia também: vistos para morar nos Estados Unidos

 Comprar uma casa ou apartamento, por aqui, é uma meta de vida. Muitas vezes as pessoas nem sonham com isso porque acham impossível, pois em Manhattan o número já começa na casa de 1 milhão de dólares.
Outras zonas, tais como Brooklyn e Queens, também não são baratas. Pesquisando bons lugares nesses locais para comprar um imóvel, o valor seria no mínimo 700 mil dólares.
Se você quer morar aqui apenas por um tempo para estudar, trabalhar ou qualquer outra coisa, então vamos considerar:

Aluguel – Em Manhattan, um estúdio (sala, cozinha e quarto tudo junto no mesmo espaço) custa cerca de USD$3 mil por mês e um apartamento com um quarto, USD$3800; com dois quartos por volta de USD$5500 e assim por diante…

Gás e luz – entre USD$100 e USD$200 por mês.

Os planos de telefone celular mais baratos variam entre USD$50 e USD$80. Com acesso a internet chegam a USD$120 por mês.

Para se locomover com transporte público, o MetroCard (já falei sobre eles neste post) é obrigatório: 30 dias custam USD$117 e 7 dias USD$31, ambos com número ilimitado de viagens, tanto de metrô como nos ônibus locais.

Seguro saúde: É necessário ter um plano local ou internacional, pois o custo desses serviços, sem o seguro, é alto. Os tipos e custos dos planos de saúde variam bastante. O meu é da Aetna, super boa rede tanto de médicos quanto de dentistas, clínicas e hospitais. Mais info aqui.

Refeições: isso varia muito de pessoa para pessoa e por conta do local escolhido para comer mas, às vezes, sai mais barato pedir comida em casa do que cozinhar (fora a sujeira, o trabalho etc, risos). Reservar pelo menos USD$100/semana, para 1 pessoa, para compras de supermercado é um valor bem realista.

Como ideia de preço de produtos básicos de alimentação: um litro de leite custa em média USD$2,70, um pote de chocolate em pó de 228g, USD$3 , 1 pacote de espaguete, USD$1,25 e um pote médio de sorvete USD$4. Fonte: Target.

12180018_10154288892138502_1708420776_n
Leites no Mercedes House Market, em Manhattan. (Fonte: Debora L Juneck, arquivo pessoal.)

Vestuário: nas lojas de departamento “fast fashion”H&M e Forever 21, localizadas em cada esquina da cidade, há roupas para todas as idades e também artigos de decoração para casa por ótimos preços. E constantemente há promoções, o que torna os preços ainda mais atraentes. Para passar uma ideia dos custos atuais da coleção de inverno: vestido longo USD$20, parka masculina USD$80, blusa de lã infantil USD$19 e macacão de linho para recém-nascido USD$20 (preços sem promoção – Fonte: H&M).

Leia também: como é ser gay em Nova Iorque

Eletrônicos: um aparelho de Blu-Ray Sony com Internet, sai em média USD$80, uma televisão LG 32″ por USD$200Play Station 3 (12gb) por USD$120. Fora câmeras digitais, lentes, computadores, impressoras. É tentador! (Fonte: Amazon).

E aí, depois desse banho de realidade você vai me perguntar: “Vale a pena?”E eu continuo respondendo: SEMPRE VALE A PENA.

Related posts

Custo de transporte e dentista na Bélgica

Elisa Penna

Estados Unidos – De Nova York para Houston

Ann Moeller

Validação do diploma brasileiro nos EUA

Renata Salas Collazo

7 comentários

Karen Janeiro 26, 2016 at 11:08 pm

Obrigada Dé! Sempre me ajudando muito!

Resposta
Debora L. Juneck Janeiro 27, 2016 at 6:31 pm

😀 boa sorte, Ka!

Resposta
Anna Lepri Janeiro 27, 2016 at 4:18 am

Se vc consegue viver e fazer acontecer Em NY vc pode fazer em qualquer lugar do mundo! Moro 1 ano aqui Em NY e morei 3 Em Miami e 1 LA, NY Is The Best Of The Best!

Resposta
Debora L. Juneck Janeiro 27, 2016 at 6:31 pm

Exatamente, Anna!!!! Obrigada pelo seu comentário! Bjs, Debora.

Resposta
Luana Setembro 11, 2017 at 3:16 pm

Olá, gostaria de saber sobre os custos (aluguel, internet, etc) no Brooklyn e Queens, amei o post!

Resposta
Debora L. Juneck Setembro 12, 2017 at 4:16 pm

Oi Luana! Obrigada pelo comentário! Não tenho detalhes do custo de vida dessas regiões pois nunca morei lá mas posso te afirmar que o custo de vida, no Queens e Brooklyn em geral, é um pouco mais baixo comparando com Manhattan. Abraços, Debora.

Resposta
Jackson Costa Janeiro 2, 2018 at 1:41 pm

Precisando de ajuda: recebi uma proposta de trabalho, para ganhar por volta de 4 mil dólares, como é viver com esse salário em NY?

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação