BrasileirasPeloMundo.com
Canadá Custo de Vida Pelo Mundo

Custo de vida familiar em Toronto

Custo de vida familiar em Toronto.

Escrever sobre custo de vida é uma tarefa meio estranha. Mais ainda quando falo de uma cidade e país onde eu vivo há menos de seis meses e ainda tenho muito o que descobrir. É algo que envolve valores muito pessoais, necessidades individuais e, principalmente, a renda mensal de cada família.

Entretanto, quando comecei a estudar a ideia de morar em Toronto, me deparei com as mais diferentes estimativas de gastos mensais e confesso que quase fiquei doida. Para começar, Toronto, de uma maneira geral, é uma cidade bem cara. Na verdade, o Canadá é um país com custo de vida alto, porém Toronto e Vancouver disputam o troféu de cidade mais cara do país e, às vezes, é preciso uma dose extra de economia doméstica para fechar o mês sem entrar no vermelho.

Outra questão que deixa as estimativas muito confusas é a composição de cada família. Quem vem para cá sozinho, facilmente pode dividir um apartamento com outros amigos e gastar bem menos do que eu, que tenho marido, dois filhos e uma rotina bem diferente de um casal ainda sem crianças, por exemplo.

E justamente por estar vendo tantas famílias brasileiras como a minha se aventurando por Toronto ultimamente, achei que valia à pena repassar alguns custos básicos e outros supérfluos, baseados sempre na realidade do cotidiano de nós quatro, no primeiro semestre de 2018:

Aluguel

Quem vem para Toronto costuma escolher morar na cidade mesmo (comumente chamada de downtown) ou na GTA (sigla em inglês para “Área da Grande Toronto” e que engloba cidades vizinhas bem próximas). Morar na cidade costuma ser mais caro, porém tem o facilitador de estar mais perto de trabalho e lazer, gastando menos tempo e dinheiro com transporte.

Já os valores para morar na GTA dependem muito da localização, sendo mais caro em ruas e bairros com fácil acesso ao transporte público, especialmente o metrô. Quando chegamos aqui, em dezembro de 2017, um apartamento de sala e quarto dificilmente saía por menos de CAD$1500,00 e esse valor costuma ser em prédios específicos de aluguel, onde os condôminos dividem, por exemplo, a lavanderia numa área comum. Uma unidade de dois quartos, nesse mesmo estilo, pode ser encontrada, em média, por cerca de CAD$1800,00.

Se você optar por alugar direto de um proprietário, terá a chance do imóvel ser mais novo e ter lavanderia inclusa em cada unidade (item indispensável para mim, com duas crianças). Nesse caso, pode-se pensar em, pelo menos, CAD$2000,00 para um quarto e CAD$2250,00 para dois quartos.

Os contratos de aluguel costumam ser de um ano e, por lei, paga-se o primeiro e último. Mas isso é no papel, pois na prática, como recém chegados não têm histórico de crédito, é bem comum pagarmos, quando entramos, de 4 a 6 meses de aluguel adiantados.

Água, luz e aquecimento

Mais uma vez depende do quanto você usa, mas os três juntos, para uma família de quatro pessoas, saem em torno de CAD$150,00 a CAD$200,00. Uma coisa interessante é que muitas vezes esse custo já está embutido no aluguel (todos eles ou às vezes apenas um), então sempre é preciso fazer as contas para ver o que vale à pena.

O meu apartamento, por exemplo, tem todas essas taxas inclusas, então eu não me preocupo muito com os gastos de energia da máquina de lavar / secar roupas e lava-louças, e nem fico regulando o aquecedor e ar condicionado, o que acaba me ajudando bastante na organização do dia.

Internet

Existem diversos planos nas operadoras locais, mas diria que uma boa conexão, com uso ilimitado, não sai por menos de CAD$60,00.

Transporte

O TTC, como é conhecido o sistema de transporte da cidade, cobra CAD$3,25 por viagem e com essa tarifa pode-se trocar de transporte, na mesma direção, por até 2 horas. Você tem também a opção de comprar o passe mensal que sai a CAD$146,25 e dá direito a uso ilimitado pelo mês, em ônibus, metrô e street car (espécie de bonde). Para quem é estudante universitário como eu, existe um desconto e o passe mensal sai por CAD$116,00, além disso está em trâmite um projeto que fará o passe estudantil valer CAD$70,00. Crianças de até 12 anos não pagam.

Leia também: Meios de transporte no Canadá

Supermercado

Essa talvez seja a parte mais complicada dessa pesquisa, pois varia muito de como cada um gosta de encher a sua dispensa. Aqui em casa, vamos ao mercado uma vez por semana e temos um gasto médio de CAD$200,00 em cada visita. Vale levar em conta que temos dois filhos, então preciso fazer comida diariamente para mandar à escola e oferecer no jantar. E com crianças sempre tem os supérfluos, biscoitos, balinhas, etc.

Existem mercados bem mais baratos e outros nem tanto, como em qualquer grande cidade. O que vou com mais frequência é o Loblaws, que tem valores medianos, mas que pela distância (apenas duas quadras de casa) acaba sendo um bom custo benefício.

Comer fora

Outra conta difícil de mensurar, mas posso dizer que quando saímos para lanchar num fastfood, por exemplo, nós quatro gastamos em média CAD$35,00. Já num restaurante normal (nada de luxo, mas bacana), gastamos entre CAD$80,00 e CAD$100,00.

Celular

Tem tantos planos e ofertas que dá até para se perder, mas com cerca de CAD$60,00 mensais é possível fazer um plano com mensagens ilimitadas e um uso bem razoável de dados. Uma coisa importante de mencionar é que praticamente todos os lugares têm Wi-Fi grátis, então nós acabamos usando o plano de dados mesmo só na rua.

Diferente do Brasil, aqui é comum a fidelização com a operadora por 2 anos em troca de aparelhos top de linha praticamente de graça, mas com isso a conta fica um pouquinho mais salgada.

Museus, cinemas, atrações e afins

Uma família de dois adultos e duas crianças gasta entre CAD$60,00 e CAD$100,00 em média para uma saída desse tipo. Temos que planejar bem os nossos finais de semana e tentamos aproveitar as ofertas, para ter um divertimento bacana sem gastar muito.

Entretanto, Toronto tem também muitas atrações gratuitas, então não é sempre que gastamos. É possível brincar em parques, patinar no gelo, descer em tobogãs na neve e ir à praia sem custo. As bibliotecas públicas oferecem também atividades recreativas gratuitas e bem interessantes, além de distribuir semanalmente um número limitado de passes para atrações como museus, zoo, etc.

Atividades extras das crianças

Meus filhos fazem natação e futebol. Dez sessões de natação (aula semanal), num centro comunitário, sai a CAD$80,00 e dez de futebol, num curso particular, também uma vez por semana, custa CAD$150,00.

Escola

Cidadãos, residentes permanentes e temporários têm direito à escola grátis para os filhos, do jardim de infância (4 anos) ao segundo grau. Todo o material usado em sala também é subsidiado pelo governo. Ainda assim, existem escolas particulares, para quem quiser, e a anuidade sai cerca de CAD$14 mil por criança.

Faculdade

As faculdades públicas são pagas. Estrangeiros pagam mais, uma média de CAD$15 mil por ano, variando um pouco de acordo com o curso. Esse valor cai consideravelmente para quem é cidadão canadense ou residente permanente, chegando a menos da metade do preço.

Saúde

Uma questão à parte. Quando se está trabalhando em tempo integral é possível ter subsídio do governo, o chamado OHIP, e não tem custo. Para quem vem estudar e ainda não conseguiu trabalho, a saída é fazer planos desses que cobrem viagem ou o seguro saúde da universidade, que costuma vir embutido já na mensalidade. O meu custou CAD$409,00 pelo primeiro ano de curso e mais CAD$616,00 para incluir meu marido e filhos.

Carro e seguro

Ainda não temos carro e um dos motivos é o valor do seguro. É bem normal pagar até CAD$200,00 ou CAD$300,00 por mês pelo seguro, que é obrigatório. Esse valor diminui bastante quando você começa a construir seu histórico e as seguradoras avaliam se você é um motorista prudente, sem casos de sinistro.

Extras

Item que precisa fazer parte do orçamento de qualquer família, mais ainda quando estamos lidando com crianças. Aqui entram remédios (com receita médica, subsidiado boa parte pelo governo para quem tem OHIP e em parte pelas seguradoras, para quem tem plano particular), vestuário, brinquedos, presentes, aquele show incrível que vai ter na cidade, custos inesperados, etc.

Um exemplo bem recente: descobri que precisava usar óculos para corrigir minha vista cansada e o mais em conta que achei saiu CAD$250,00 (meu seguro reembolsou CAD$100,00). Não estava nos planos, mas não tinha como fugir.

Como aqui tudo é pago à vista e não tem aquela facilidade que encontramos no Brasil de fazer uma comprinha qualquer em 3, 4, 6 vezes sem juros, minha sugestão seria, em qualquer planejamento, guardar pelo menos uns 10% do seu gasto mensal para esses custos extras. Ás vezes é difícil, mas a gente tenta…

Ficou curioso sobre o custo de vida em outros lugares? Aqui você encontra mais sobre países do mundo todo!

Related posts

Custo de vida em Istambul

Juliana Lima

Como é ser veterinária na França, no Canadá e em Singapura

Patti Neves

Dez motivos para morar no Canadá

Flávia Bartholo

10 comentários

Vilmar Maio 15, 2018 at 6:45 pm

Muito bom!
Belo levantamento.
Obrigado.

Resposta
Flávia Bartholo Maio 16, 2018 at 1:58 am

Obrigada pelo comentário. 🙂

Resposta
Lorraine Gürtler Maio 16, 2018 at 3:35 am

Muito bacana o tópico, Flávia! Parabéns pelo blog!

Resposta
Flávia Bartholo Maio 16, 2018 at 3:40 am

Obrigada, Lorraine!

Resposta
Guilherme Maio 16, 2018 at 9:20 am

Muito bom! Você já está como residente permanente? Quanto tempo vai ficar em Toronto?

Resposta
Flávia Bartholo Maio 16, 2018 at 4:44 pm

Oi, Guilherme. Chegamos há pouco mais de 5 meses e estamos ainda com visto de estudo / trabalho. Meu curso tem duração de 3 anos.
Conto um pouco mais daminha trajetória aqui no https://www.facebook.com/canadalearntofly/
Abs, Flávia

Resposta
Rodrigo Novembro 20, 2018 at 2:58 pm

Olá,

Parabéns pelo artigo!

Estou me programando para ir para Toronto em Abril/2019 onde minha esposa deseja fazer uma pós com pathway com início em Maio. Ela fez uma prova do ILSBC e deu 8 meses de Pathway, mas descobri que em Toronto as crianças precisam estudar a partir dos 4 anos de idade, como meu filho faz 4 anos em Dezembro deste ano e ela deve começar a pós em janeiro/2020 fiquei na dúvida se vamos precisar pagar pela escola dele e quanto precisaremos pagar até que minha esposa entre na Pós e aí inicie a gratuidade da escola do nosso filho. Saberia me dizer como funciona o pagamento da escola, se é por termo, mensalmente, por ano?

Obrigado!

Resposta
Flávia Bartholo Novembro 26, 2018 at 5:08 am

Oi, Rodrigo. Obrigada pelo seu comentário. Vc me fez uma pergunta que não sei muito bem responder. Pelo que entendo, seu filho só terá direito à escola pública quando sua esposa tiver com o visto de estudante da pós. Até lá vc vc terá que arcar com os custos. Sempre ouvi que ficava em torno de 13 mil dólares anuais, mas não faz idéia de como é pago. Vc conhece o grupo Toronto para Brasileiros no Facebook? Imagino que essa dúvida deve ter rolado por lá ou que tenha alguém mais habilitado a te responder. Abraços e boa sorte.

Resposta
Fernando Rodrigues Março 8, 2019 at 2:32 pm

OI Flavia, na sua opiniao um carro faria bastante diferença ( a favor ) com as crianças? Estou indo com os meus em setembro.
As crianças podem ficar tempo integral na escola publica enquanto um faz college e trabalha part time e o conjuge trabalha full period?

Obrigado e Abs !

Resposta
Flávia Bartholo Março 9, 2019 at 1:34 am

Oi, Fernando.

A gente ficou 10 meses sem carro, só se virando de metrô e ônibus. Quando tinha alguma necessidade especial, alugávamos um zipcar (carro que aluga por hora). Hoje temos um carro pequeno e econômico. Te digo que a vida é bem mais fácil com o carro, mas é super possível e viável viver sem ele, mesmo com as crianças. Aliás, eu ainda ando muito de metrô e deixamos o carro mais pros finais de semana mesmo. Acho que tudo depende muito do quão perto vc vai morar do TTC e da sua disponibilidade financeira mesmo. Carro não era uma prioridade nossa. Ah, só se liga que acho que é necessário ter carteira de motorista Canadense pra comprar um (e mesmo pro zipcar).

Quanto à escola pública, o horário normal é das 9 às 15:30 (algumas mudam um pouquinho, mas no geral é isso). Existem programas before e after school que vc pode pagar se precisar de mais tempo. Alguns particulares e outros do próprio school board, mas todos pagos. Depois de 18 meses de Canadá vc consegue aplicar para o child benefit que pode ajudar com essas contas.
Aqui meu marido trabalha full time em Montreal e vem pra Toronto nos finais de semana, entao pra mim fica inviável trabalhar e estudar estando sozinha com as crianças.

Espero ter ajudado e boa sorte na vinda de vcs!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação