BrasileirasPeloMundo.com
Suíça Turismo Pelo Mundo

Dicas de turismo em Zurique

Se faz parte dos seus planos fazer turismo em Zurique, este post pode ser bem útil para saber como desfrutar de uma temporada na mais cosmopolita cidade suíça. Se você curte verão mas não quer ir à praia, uma excelente opção é aproveitar o belo lago de Zurique entre os meses de junho e agosto.

Diferentemente de lugares como Roma e Paris, as cidades suíças não costumam ficar abarrotadas mesmo na alta temporada (verão) pois o turismo no país dos Alpes é caríssimo. Durante o verão os lagos e rios parecem praias, onde o pessoal se bronzeia, nada, lê e relaxa. Como são raros os dias ensolarados, são altamente valorizados.

Para quem gosta de andar a pé não faltarão belas paisagens para apreciar sem o medo de ser assaltado (brincadeirinhas à parte). Se você não tem um perfil muito esportista e andar e nadar não são o seu ponto forte , opções culturais não faltam. A cidade possui cerca de 50 museus.

Um prato cheio para quem curte História é o Museu Nacional Suíço . Ele é um conjunto de museus espalhados pela Suíça. O mais antigo é o Landesmuseum, pertinho da estação principal de trem (Hauptbahnhof) , de frente para o Rio Limmat. Ele é enorme e em menos de 90 minutos não se consegue percorrê-lo inteiramente. 90 minutos é para um tour rapidinho.

Rio Limmat. Vista imperdível de Zurique
Rio Limmat. Vista imperdível de Zurique

Outra ótima opção é o museu de arte  Kunsthaus Zurich, que tem entrada franca às quartas-feiras das 10 até às 20 h. Existem esculturas, arte contemporânea, obras sacras, obras de antigos mestres, muitas pinturas impressionistas e um grande acervo de pintores suíços. É o museu que apresenta mais obras de Alberto Giacometti, artista suíço do início do século XX.  Outro ponto bem cultural é o teatro Municipal de Zurique, principalmente para apreciadores de ópera.

 

unnamed (3)

 

Em termos gastronômicos , a cidade apresenta preços salgados, mas não faltam opções de comidas variadas. Mas o ponto forte são os italianos, mesmo nas partes alemã e francesa. Uma boa dica gastronômica e cultural simultaneamente é o restaurante Zeughauskeller, localizado em Bahnhofster, 28. A casa foi construída em 1487 e por muitos séculos serviu como arsenal de armas. A partir de 1925, tornou-se um restaurante espaçoso e aconchegante simultaneamente, decorado com armas.

O restaurante oferece pratos tipicamente suíços e para quem aprecia salsichas é a pedida certa! Quem deseja conciliar uma massa com a típica culinária suíça, recomendo o macarrão dos Alpes . Ele contém cubos de batata cozida , molho branco e cebola refogada (19,5 francos) Você pode acrescentar mais 5 francos e pedir um purê de maçã para acompanhar.

Parece estranho, mas é delicioso. Outra dica é um prato típico de Zurique, elaborado com pedacinhos de vitela salteados com molho branco, vinho branco e cogumelos. Em alemão se chama Kalbsgeschnetzeltes nach Zürcher Art e fica perfeito com rösti. Na verdade, se parece com strogonoff.

O tipo de fondue que faz mais sucesso na Suíça é o de queijo e outro prato bem interessante à base de queijo também é a raclette. Normalmente são os turistas que comem fondue em restaurantes, pois quem vive no país prefere degustar a iguaria em casa. Porém, o prato é servido apenas no inverno. Portanto não tente conciliar numa mesma viagem o fondue com um banho no lago de Zurique. Um lugar interessante para apreciar um fondue que serve bem duas pessoas por 29,50 francos ( cerca de 60 reais) é o Chuchi na Rosengasse, 10.

Tome cuidado com as lojinhas de souvenires. Elas são abusivas. Mas por outro lado é possível comprar roupas e calçados bons por valores atraentes , principalmente em janeiro. Logo após o Natal, como acontece no Brasil, é possível por exemplo encontrar um par de botas fashion por 20 francos ( cerca de 60 reais). Eu mesma comprei um casaco bem legal por 45 francos ( mais ou menos 135 reais) em Baden, pequena cidade a 24 Km de Zurique e que deve ter as ruas da cidade velha visitadas pela sua beleza e senso histórico.

Kronengrasse em Baden ( cidade velha)
Kronengrasse em Baden ( cidade velha)

Quem valoriza igrejas católicas também deve passar por Baden, já que Zurique é protestante.

Quer comprar uma lembrancinha cultural? A livraria Orell Füssli em Zurique é uma boa pedida. Por 10 francos consegui uma linda edição com capa dura e encartes sobre a autora Jane Austen, enquanto paguei 10 francos por um expresso e um cappuccino numa cafeteria em Baden. Os serviços na Suíça são realmente caros , mas falarei disso em outra oportunidade.

A loja Orell Füssli tem localização central , na Bahnhofstrasse.
A loja Orell Füssli tem localização central , na Bahnhofstrasse.

Enfim, hoje falei de Zurique. No próximo post, comentarei sobre outras cidades lindas que valem a pena ser visitadas , tanto na parte alemã , como na francesa e italiana.

E você, tem alguma dica de passeio para acrescentar? Deixe um comentário!

Related posts

Chiang Mai, a segunda maior cidade da Tailândia

Dani Vidal

Marielle presente em Genebra

Fabi Mesquita

A beleza das ilhas gregas

Clarissa Gaiarsa

2 comentários

cristiane Junho 17, 2015 at 1:08 am

Gostei das fotos

Resposta
Sílvia Marques Junho 19, 2015 at 7:27 pm

Obrigada, Cristiane!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação