BrasileirasPeloMundo.com
França Turismo Pelo Mundo

Dicas de turismo perto de Toulouse

Dicas de turismo perto de Toulouse.

Embora seja uma cidade linda, Toulouse não é um destino muito comum de turismo dentro da França.  Porém, o que muitas pessoas não sabem é que, além da cidade ter muitas atrações legais, ela pode ser usada como base para pequenas viagens pela região. Em 1:30h de trem ou carro podemos chegar nos Pyrenées indo em direção ao sul, e em 1:30h indo na direção leste chegamos às praias do mediterrâneo, isso sem contar as inúmeras cidades maravilhosas que ficam aqui pertinho. Portanto, teremos um post com dicas meio para  todos os gostos, de praias à esqui nas montanhas.

Todas as cidades listadas nesse post são conectadas por trem à Toulouse e os bilhetes podem ser comprados no site da SNFC. Como Toulouse tem muitas cidades maravilhosas perto e eu não conheço todas, vou falar apenas das que já estive.

Leia também: Tipos de visto para morar na França

Carcassonne

Definitivamente, Carcassonne é a cidade mais famosa perto de Toulouse. Todos as pessoas que recebemos de visita do Brasil querem ir até lá para ver de perto as famosas muralhas que cercam a cidade antiga e que foram construídas no fim do século IX. No entanto, as muralhas que cercam a cidade hoje não são originais, pois estas foram destruídas no século XVIII e reconstruídas entre os séculos XIX e XX. Em 1997, Carcassonne foi tombada pelo Unesco como Patrimônio Mundial por ter o maior conjunto fortificado medieval da Europa Ocidental.

De fato, as muralhas são lindíssimas e é possível dar a volta por elas a pé, aproveitando a vista para o vale. A única parte chata de Carcassonne é que a cidade ficou muito famosa e recebe milhares de turistas no verão, portanto as ruas foram tomadas por lojas de souvenir e eu acho que a cidade perdeu um pouco do seu charme com isso.

As melhores estações para visitar Carcassonne são a primavera e o outono, pois as ruas não estão muito cheias de turistas. Se você precisar ir no verão, evite os fins de semana. Se você precisar ir no inverno, se agasalhe bem.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na França

Albi

Foto: arquivo pessoal. Altar da catedral da Santa Cecília de Albi.

Albi fica a 1h de Toulouse e vale a pena a visita. A grande atração da cidade é a catedral gótica de Santa Cecília construída entre os anos de 1282 e 1480. A catedral é considerada o maior prédio de tijolo do mundo e tombada pela UNESCO como patrimônio mundial. Além disso, suas pinturas internas são as maiores e mais antigas amostras de pinturas da Renascença Italiana na França.

Logo ao lado da catedral fica o Palais de la Berbie, que abriga o museu Toulouse-Lautrec e possui um jardim incrível com vista para o rio. A entrada para o jardim é gratuita e para o museu, o ticket custa 9€. Ambos valem a pena a visita.

Depois de conhecer a catedral e o Palácio, vale a pena se perder pelas antigas ruas da cidade. Outra dica boa é o mercado municipal que fica aberto até às 14h, e é bem bonitinho.

Cordes-sur-Ciel

Foto: arquivo pessoal. Cordes-sur-Ciel no verão.

Essa é na minha opinião (e todos os meus amigos daqui), a cidade mais charmosa perto de Toulouse. Não tem quem não se encante e não se sinta no “céu” quando chega no topo da cidade. Até 1993, a cidade se chamava apenas Cordes (“alturas rochosas”) quando foi rebatizada para Cordes-sur-Ciel e, de fato, em alguns dias o topo da cidade fica acima das nuvens.

A cidade fica a 1:15h de Toulouse e a 30 minutos de Albi, então, é comum as pessoas visitarem as duas cidades no mesmo dia, principalmente no verão quando os dias são mais longos. Se esse for o seu plano, talvez viajar a partir de Toulouse de carro seja a melhor opção. Cordes não tem nenhum lugar que seja interessante entrar para visitar, o melhor da cidade é descobrir as ruas e se encantar com a vista.

Veja também: 10 passeios imperdíveis na França

Sète

Foto: arquivo pessoal. Canal central de Sète no inverno.

Finalmente chegamos à praia! Mas não se animem muito, não estamos falando do nordeste brasileiro ou do caribe, porém, dá para o gasto. A cidade de praia mais perto de Toulouse é Narbone, Sète fica um pouco mais longe (2h), mas vale a pena a visita. Ela possui o apelido de “Veneza do Languedoc” por seu canal central e sua praia arenosa, fato que contribui para ela ser um popular destino de férias aqui na França. Além disso, Sète possui um grande porto de pesca, o que garante vários pratos de peixes e frutos do mar fresquinhos pelos restaurantes da cidade.

A praia possui alguns restaurantes com comida e estrutura para ficar na praia. Caso você não queira consumir em algum restaurante, é importante levar uma canga, pois não existe aluguel de cadeiras. Embora existam trens e ônibus partindo de Toulouse para Sète, pode ser mais fácil alugar um carro a partir de Toulouse, pois a praia de Sète é enorme e não é tão simples ir do centro para a praia.

Lourdes

Além de ser cercada pelo início das montanhas dos Pyrenées, Lourdes é mundialmente famosa pelas aparições de Nossa Senhora no ano de 1858. Em um passeio por Lourdes pode-se visitar o santuário construído em homenagem à santa e a gruta em que ela apareceu para a menina Bernardette. Lourdes também possui um castelo aberto para visitas.

Pireneus ou Pyrénées

Foto: arquivo pessoal. Estação de Saint-Lary-Soulan em janeiro.

Como o inverno já acabou, as minhas dicas dos Pyrénées serão para as “randonnées” (caminhadas) e para o próximo inverno.

É muito fácil ir de Toulouse até as principais cidades dos Pyrénées seja de ônibus, trem ou carro. Durante a primavera, verão e outono é comum as pessoas irem até os Pireneus para fazer caminhadas pelas montanhas e desfrutarem de algumas instâncias termais como Ax-les-Thermes e Bagnéres de Luchon. Existem empresas de turismo que organizam essas caminhadas saindo de Toulouse, mas também é possível contratar passeios com guias nas próprias cidades. Eu nunca fiz uma randonée por lá, mas sei por amigos que é importante ter um bom preparo físico para acompanhar o fôlego dos franceses. Embora muitas vezes velhinhos façam essas caminhadas, a resistência francesa é de tirar o chapéu.

Quando se trata de esquiar, as estações mais famosas e mais próximas de Toulouse nos Pyrénées franceses são Ax-les-Thermes, Bagnéres de Luchon, Peyragude e Saint-Lary-Soulan. Durante o inverno agências de turismo fazem excursões de ônibus diárias para todas essas cidades com o ticket de entrada do resort incluso. Então, é possível ir esquiar de manhã e voltar no fim do dia para Toulouse. A companhia de trens francesa SNCF também vende bilhetes de trem em conjunto com a entrada dos resorts de esqui. O preço do ônibus costuma ser mais barato, mas o trem tem a vantagem de oferecer dois dias seguidos de esqui em alguns resorts, como Ax-les-Thermes, e de ter maior flexibilidade de horários. A SNCF também possui uma variedade maior de oferta de resorts do que as empresas de ônibus.

—–

Se você conhece alguma dessas cidades ou ficou com vontade de ir e quer saber mais, deixe o seu comentário.

Related posts

Sistema de saúde francês

Marcella Delfraro

Como viajar por 1 Euro no sul da França

Júlia Lainetti

O sonho de morar fora

Júlia Lainetti

2 comentários

Maria Carolina Fevereiro 13, 2019 at 12:40 pm

Fui a 3 dessas cidades e ainda acrescento Fronton,região de vinícolas próximo a Toulouse. Vale a pena o roteiro.. visitei 3 vinícolas, apreciei vinhos premiados.
Volto esse ano e quero visitar essa instância thermas.

Resposta
Fernanda Libardi Fevereiro 13, 2019 at 8:25 pm

Que gostoso Maria Carolina. Em quais outras cidades você foi? Você gostou?

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação