BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Culinária Pelo Mundo

Dez dicas para cozinhar em Berlim

Cresci numa família de cozinheiras incríveis – mãe, tias e avós que enchiam a mesa de gostosuras doces e salgadas. E sempre gostei de experimentar na cozinha, mas caçula, só assumi mesmo a direção quando vim para Berlim. Daí o desafio: o que cozinhar aqui?

Os hábitos alimentares são diferentes, sem contar os estranhos legumes tridimensionais – sim, romanesco, estou falando de você! – totalmente inéditos para mim. Mas, na verdade, Berlim me ensinou a explorar novos sabores e a desenvolver minhas habilidades culinárias.

É verdade que, às vezes, tudo que a gente precisa é da comidinha da nossa terra. Para muitas conterrâneas, aliás, é um grande esforço preparar algo além de pratos tipicamente brasileiros. Em Berlim é possível encontrar produtos do Brasil em lojas de artigos latinos e também dá para encomendar feijão, farofa etc. online. Porém, a gente sabe que viver no estrangeiro é um aprendizado, então por que não aprender coisas novas também na cozinha?

Para quem está começando a cozinhar em Berlim e anda sem ideias, tenho dez dicas sobre como variar o cardápio, encontrar pratos diferentes e não ter medo do Kohlrabi.

1. Saia para comer – O objetivo é incentivar a cozinhar, então pode parecer estranho que minha primeira sugestão seja sair para comer. Mas a ideia aqui é inspiração! Por exemplo, eu não teria começado a usar bulgur (triguilho) se antes não tivesse experimentado uma deliciosa salada de bulgur numa vendinha turca. Em Berlim há restaurantes para todos os gostos e bolsos. Quando sair para comer, observe quais pratos a atraem: quais são os ingredientes? Como eles são preparados? Como você poderia adaptá-los em casa? Às vezes a gente não precisa de uma receita completa, mas só de um pouco de inspiração para tentar algo novo.

2. Compre um ingrediente desconhecido – Dê uma chance a legumes, frutas e grãos estranhos. Não sabe o que fazer com um Kohlrabi (couve-rábano)? Nada que uma busca no Google não possa ajudar: pode ser consumido cru, cozido, frito, refogado, assado… Já provou Graupe (cevadinha), um cereal integral rico em fibras, que pode ser usado em sopas e saladas? Então, na sua próxima compra, abrace seu espírito de aventura e agarre um novo ingrediente.

Optimized-8fda1f68-281a-4d58-a6ea-367f8ff3595d (1)

3. Visite as feiras de alimentos –  Muitos bairros berlinenses contam com uma feira semanal. Em Friedrichshain, visito uma em Boxhagener Platz aos sábados. Em Kreuzberg, a famosa feira turca (terças e sextas no Maybachufer) oferece bons preços. Ir à feira é uma ótima forma de descobrir o que é produzido localmente e adquirir alimentos frescos. Além disso, você também pode pedir ao vendedor algumas sugestões de preparo.

4. Cozinhe conforme a estação –  Para uma alimentação mais fresca e sustentável, consuma o que estiver na época. Neste site (em alemão) há calendários sazonais para legumes, frutas e verduras.

5. Busque receitas em alemão –  Há muitos portais de receitas em língua alemã, como o Chefkoch e Kochrezepte. Neles, você pode procurar aquele legume estranho que comprou e descobrir diferentes modos de preparo. Mas um dos meus favoritos é o Aynurs Welt  que tem pratos deliciosos da cozinha turca. Essa também é uma boa maneira de aumentar o vocabulário gastronômico em alemão.

6. Encomende uma caixa de receitas pronta –  Se você não tem tempo ou paciência para procurar uma nova receita e ir atrás dos ingredientes, experimente uma caixa de receitas pronta, como as oferecidas pela Hello Fresh e Marley Spoon. Essas caixas trazem duas (ou mais) receitas e os ingredientes na medida certa para duas pessoas. Vale para aumentar o repertório e testar novos produtos.

7. Faça um curso de cozinha – Berlim tem muitas escolas culinárias com cursos específicos: cozinha alemã, italiana, vegetariana etc. Até a Volkshochschule oferece cursos curtos, que geralmente ensinam a preparar uma entrada, um prato principal e uma sobremesa. No final, todos comem juntos e o restante é divido pelo grupo. E já que a abordagem nesses cursos é de aprender fazendo, também é acessível para quem está começando a falar alemão.

8. Explore diferentes supermercados – Aqui tem uma lista com os supermercados mais conhecidos de Berlim e um pequeno resumo: ressalto também as diversas Bioläden (lojas de produtos orgânicos, mais caras que os supermercados comuns), como a Bio Company e Denn’s Biomarkt, e o Veganz, o supermercado vegano.

 

9. Visite também mercados estrangeiros –  Como o Dong Xuan Center, o maior mercado asiático de Berlim. De tradição vietnamita, eles têm uma variedade incrível de produtos para os amantes da culinária asiática. Já o Aqui España traz mercadorias da Espanha, América Latina e Portugal. Só cuidado para não sair de lá só com produtos brasileiros.

10. Participe de um grupo de cozinha – No Meetup.com há vários grupos ativos destinados a reunir os amantes de cozinha. Muitos oferecem workshops, degustações e visitas a restaurantes, mas há também grupos que organizam encontros para cozinhar junto.

Se houvesse uma décima primeira dica, ela seria talvez a mais importante de todas: cozinhe! Não há teoria suficiente que substitua a prática. Porém, as dicas acima procuram dar um pouco de inspiração e coragem para provar e tentar coisas novas. Berlim oferece produtos incríveis para uma alimentação diversificada e saudável.

Vale a pena aproveitar isso e explorar novas cozinhas, alimentos e modos de preparo. Certamente, não há unanimidades, o que funciona para mim pode não dar certo para você, mas aí estão algumas ideias. Espero que elas ajudem a tornar sua mesa mais colorida!

Related posts

Halloween na Alemanha

Karina Finke

Batizado na Alemanha

Karina Finke

Impostos na Alemanha

Clarissa Gaiarsa

3 comentários

Carla Abril 4, 2016 at 1:32 am

Parabéns pelo lindo texto! Amei essa novidade. Sorte????

Resposta
Catia Pietro Abril 11, 2016 at 9:53 am

Obrigada pelo incentivo e pela leitura! 🙂

Resposta
Vera Silva Fevereiro 22, 2019 at 2:41 pm

Caramba!Gostei muito do artigo do seu site. Estarei acompanhando sempre.Grata!!!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação