BrasileirasPeloMundo.com
EUA

5 dicas para se tornar uma empreendedora nos EUA

5 dicas para se tornar uma empreendedora nos EUA.

A mudança para um outro país é algo que exige muita organização, mas ao mesmo tempo é estimulante e traz uma série de desafios. Um deles acredito que seja o que fazer com nossa vida profissional, no caso do motivo da mudança não ser este.

Aqui nos EUA, as oportunidades são muitas para quem deseja empreender e, mesmo em cidades pequenas como a que vivo, vejo um vasto leque de opções. Como mãe de uma criança de quase dois anos que ainda não está na escola, e porque quero estar com ela o maior tempo possível, decidi  empreender e administrar o meu tempo da forma que melhor satisfaz minhas necessidades e de minha família e assim distribuo minhas atividades ao longo do dia.

Aqui vão 5 dicas para te inspirar na caminhada do empreendedorismo:

1 – Exercendo sua profissão para empreender –  Verifique se sua formação brasileira permite que trabalhe nos EUA e faça as devidas validações de diploma para tal. Fazendo isso, você poderá abrir algumas portas para iniciar um negócio, trabalhando com sua comunidade por exemplo. Você poderá também pensar em ter um negócio online, utilizando seus conhecimentos e assim alcançar um número ainda maior de pessoas. Se oferece um serviço ou produto, você pode anunciar em jornais e revistas que circulam pelo seu bairro, condomínio ou condado, falar com vizinhos, na academia, na escola dos filhos e por aí vai. O importante é divulgar o que você faz! E sempre se informar das regras e leis da sua localidade (Estado/Cidade/Condado) para que possa vender seu serviço e/ou produto.

2 – Empreender em uma nova área profissional – Se não tem formação ou se esta não for viável para validação, pense sobre estudar algo novo ou relacionado com sua área de atuação no Brasil a fim de se tornar habilitado para exercer uma profissão nos EUA. Pesquise na sua comunidade, e universidades ao redor, se existem cursos profissionalizantes, de curta ou longa duração conforme seu interesse e disponibilidade, alguns são gratuitos. Pesquise em sua comunidade se existe demanda de profissionais em alguma área específica. Por aqui, na minha área, sugiro pesquisar por cursos e eventos profissionalizantes na NOVA – Northern Virginia Community College (Universidade da Comunidade do Norte da Virginia) e a George Mason University. Com sua formação você pode iniciar seu negócio, começando devagar e depois ampliando. Você poderá ter seu escritório ou estabelecimento comercial, tanto para vender seus serviços como para vender produtos, lembre-se de sempre pesquisar sobre regras e legislação pertinentes.

3 – Estude as redes sociais – Nos dias de hoje, as redes sociais são fundamentais para divulgação do seu serviço ou produto. Mas lembre-se do seguinte: elas devem ser utilizadas para se criar conteúdo relevante para o seu público alvo, e assim você atrairá potenciais clientes, que você poderá, com o tempo, converter em compradores do seu serviço ou produto. Apenas anunciar um serviço ou produto nas redes sociais sem se preocupar em criar um conteúdo com informação relevante e que esteja relacionado com o que você está vendendo, poderá, ao longo do tempo, afastar um potencial cliente.

4 – Seja “embaixadora” da sua marca – Qual a melhor pessoa para divulgar o seu serviço ou produto? Você! Então sempre que tiver oportunidade, converse com as pessoas sobre sua marca/produto/serviço, sobre o que faz e como faz e sobre dados interessantes relacionados a isto. As pessoas normalmente se interessam por temas de conversa que possam contribuir de alguma forma para seu aprendizado e se você ama o que faz (tem um outro artigo meu aqui sobre isto), você vai contagiar seus ouvintes, então acho super importante, nesta sua jornada no empreendedorismo, que você realmente faça o que gosta, porque irá te facilitar muito até na hora de divulgar para o mundo o seu produto ou serviço!

Leia também: Vistos para morar nos EUA

5 – Escolha um mentor (a) – Acho fundamental para qualquer pessoa que pense em empreender que tenha um mentor (a), alguém que possa te ajudar, tirar dúvidas e te acompanhar neste processo, te incentivando e principalmente te apoiando nos momentos de dificuldade, que certamente acontecerão. Idealmente você deve pensar em um mentor (a) que tenha trilhado este caminho do empreendedorismo e, além da opção de recorrermos a algum familiar, amigo ou alguém com quem já tenha trabalhado, hoje tanto no mundo virtual quanto no presencial, existem muitas opções de consultoria, coaching ou mentoria para quem deseja empreender.  Existem profissionais deste tipo para diversos segmentos do mercado, então com um pouco de pesquisa, que pode ser online mesmo, você encontrará alguém com quem você se identifique para lhe ajudar nesta caminhada. Uma vantagem que vejo sobre um profissional para realizar a mentoria, é que será uma ajuda imparcial, uma vez que a tendência de nossos amigos e familiares é de nos proteger.

No mais, se você quer realmente empreender, seja online ou não, seja de sua casa ou abrindo um escritório, ou ainda um estabelecimento comercial, sempre pesquise muito sobre o tema, converse com pessoas para exercitar a sua ideia, verifique e validade suas opções, faça uma planilha com os custos que terá, informe-se sobre as regras e leis do local onde se encontra nos EUA, pois estas variam dependendo do Estado e Condado/Cidade. E essencial para que suas chances de sucesso se expandam: faça algo que você ame, porque as dificuldades virão e você precisará ser persistente e resiliente para seguir em frente. Beijos e até a próxima.

Related posts

A sensação de ser imigrante nos Estados Unidos

Gabriela Albuquerque

7 atrações turísticas imperdíveis em Nova Iorque

Debora L. Juneck

Como fazer curso de inglês gratuitamente nos Estados Unidos

Liliane Oliveira

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação