BrasileirasPeloMundo.com
Estações do Ano pelo Mundo Europa

Dicas para sobreviver ao calor europeu

Dicas para sobreviver ao calor europeu

Essa semana veio para quebrar recordes. O calor causado pela massa de ar quente Ulla vem causando muitos transtornos. E para entender o que acontece e o quê pode ser feito para aliviar um pouco os efeitos da alta temperatura, escrevo esse texto.

Primeiramente, é necessário explicar que mesmo que você seja acostumado às altas temperaturas do Brasil, não significa que não haja perigo no calor europeu. A sensação é bem diferente. Enquanto na nossa terra natal ficamos suados, na Europa é seco. Você perde rapidamente o líquido do corpo. É como se o sol estivesse mais perto. Arde o calor na parte superior da cabeça.

Eu mesma vim do Rio de Janeiro e era, de certa maneira, acostumada com as temperaturas passarem os 40 graus Celsius. A primeira e única vez que tive insolação, de ter febre, dor abdominal e vômitos, foi ao passear no centro de Verona, na Itália, em 2009.

Leia também: Como aproveitar o verão europeu dentro do orçamento

Ainda há mais um agravante. Muitas casas, apesar de serem isoladas termicamente, não têm ar condicionado. O mesmo vale para escritórios de grandes e pequenas empresas, consultórios médicos , quartos de hospitais, asilos e escolas.

Por essa razão, seguem algumas importantes dicas, que podem ser questão de real sobrevivência.

1. Água é vida

Hidratação é a parte mais importante no calor. Beba muita água, mais do que o de costume, isso é, mais de 2 litros. Muitos asilos e maternidades na Alemanha já estão preparados para ajudar na hidratação de idosos e bebês. Por lei, a empresa deve fornecer água para o funcionário nesses casos de calor intenso.

2. Na sombra e água fresca

Além da água, a sombra é importante. Uma dica preciosa para manter a casa um pouco mais fresca é abrir todas as janelas de manhã cedo, para que o ar circule. Assim que o sol começar a bater na residência, fechar todas elas e escurecer o ambiente. Feche aqueles rolos da janela ou cortinas refletoras. Tente escurecer o ambiente como possível, até que o sol não atinja mais o local de frente. Essa dica pode ajudar a reduzir alguns poucos graus. Mas ainda assim ajuda. Abra as janelas novamente apenas durante à noite.

3. Evite exercícios físicos intensos

Melhor é descansar e esperar a temperatura voltar ao normal. Evite se movimentar muito.

4. Não deixe crianças e animais dentro do carro

Parece óbvio, mas muita gente deixa bebês, crianças e animais trancados nos carros enquanto compram algo. Dez minutos trancados nesse calor, pode fazer que a temperatura chegue a uns 60 graus dentro do automóvel. Não brinque com a vida deles. É maldade e arriscado.

5. Use roupas leves

Acho que esse tópico não é tão incomum para nós, brasileiros. Mas deixo aqui listado devido à importância.

6. Evite comidas pesadas
7. Evite sair no horário de pico do sol, entre de 12h e 15h
8. Se sair, use protetor solar

Mesmo que seja para dar um passos na rua. Ideal também é proteger a cabeça com um boné ou chapéu.

9. Caso esteja muito quente em casa, dê mais de um banho morno nas crianças pequenas. Para os adultos, serve uma bacia de água para colocar os pés alguns minutos
10. Não menos importante, use desodorante

Questão de sobrevivência para os outros ao seu redor. 🙂

Leia também: Como aproveitar o verão na Alemanha

As escolas na Alemanha estarão fechadas em dias de pico de calor, pois dentro das salas de aula a temperatura chega a 40 graus. Para os pais, pode ser um pouco complicado se organizarem para estarem em casa com os filhos. Mesmo assim, é melhor que eles estejam em casa durante esse período.

No momento, até as estradas estão apresentando problemas no asfalto. Em alguns locais, o asfalto cresceu muito com o intenso calor e partiram. Também há alto risco de incêndio, já que o ar está muito seco.

Ressalto mais uma vez, não subestime o calor na Europa. A sensação é bem diferente do que estamos acostumados.

Related posts

Sobrevivendo ao verão australiano

Sheyne Tanaka

Como se vestir no inverno na Suécia

Vânia Romão

Verão e as praias holandesas

Fernanda Campestrini

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação