BrasileirasPeloMundo.com

Related posts

Dicas de verão em Santa Cruz, na Califórnia

Flávia Criss

Entrevista com a designer de joias, Claudia Lobão

Thais Amaral Tellawi

Como economizar morando nos EUA

Livia Zillo

11 comentários

rose marie August 23, 2017 at 7:20 pm

Muito interessante o seu texto! Me fez lembrar do texto da Ana, na Áustria. Percebo que em outros países não existe esse consumismo excessivo e os festões de aniversário. Privilegiando os amiguinhos mais próximos. Quem sabe, nós brasileiros que sejamos tão diferentes da maioria? Um ponto para se pensar.

Resposta
Gabriela Albuquerque September 11, 2017 at 4:58 am

Essa questão dos aniversários realmente é muito diferente, pelo menos na região que morei. Acho que criar filhos menos consumistas dveria ser uma prioridade em qualquer lugar do mundo! Obrigada 🙂

Resposta
Rita August 24, 2017 at 12:26 am

Excelente seu texto. Òtimo para reflexão.

Resposta
Gabriela Albuquerque September 11, 2017 at 4:56 am

Obrigada Rita!! 🙂

Resposta
Kenia Carla Amaral August 24, 2017 at 7:40 pm

Muito bom o seu texto, fala de alguns temas que acho desnecessários para o dia a dias dos Brasileiros.

Resposta
Gabriela Albuquerque September 11, 2017 at 4:56 am

Obrigada Kenia!! Abs 🙂

Resposta
Ricardo August 25, 2017 at 11:45 am

Fico feliz que a senhora perceba os efeitos benéficos de criar seus filhos numa sociedade com menos desigualdade. A desigualdade afeta de forma mais intensa às pessoas mais vulneráveis, como as empregadas domésticas ou aquelas que cozinham no buffet infantil, mas o texto não é sobre elas. É sobre como a desigualdade continua a afetar também crianças abastadas criando pessoas mais injustas que não conseguem enxergar a quem exploram para manter seu padrão de vida.

Resposta
Gabriela Albuquerque September 11, 2017 at 4:55 am

Pois é, as diferenças sociais no Brasil são realmente assustadoras. Mas, infelizmente elas existem aqui também, ainda que um pouco mais amenas. Obrigada por participar!

Resposta
Priscila August 28, 2017 at 3:58 pm

Eu apenas criei as minhas nos Eua mais me lembro bem da minha infância num grande centro econômico (SP) e achei os pontos muito corretos.
Porem é ainda uma visão incompleta, pois as suas crianças sao muito novas……Eu acredito tambem que a inocência das crianças aqui é mantida por muito mais tempo, mais por consequência a imaturidade provoca um certo perigo para os adolescentes americanos, e muitos problemas se acarretam por conta disso….. enfim, mais mil pontos para se levantar!!! Mais amei o artigo…. parabéns

Resposta
Gabriela Albuquerque September 11, 2017 at 4:54 am

Obrigada Priscila! É sempre muito gratificante qdo os leitores participam colocando suas experiências, continue nos acompanhando ;). Abs.

Resposta
Será que a infância é respeitada nos EUA? September 7, 2018 at 12:42 pm

[…] Leia aqui: Diferenças sobre a Infância Brasil e EUA […]

Resposta

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação