BrasileirasPeloMundo.com
Portugal Turismo Pelo Mundo

É tempo de feiras medievais em Portugal

Braga Romana 2019

É tempo de feiras medievais em Portugal

Além da Braga Romana, em Braga, Portugal oferece um calendário repleto de eventos de valorização à história antiga do país. Desafio a todos que, ao lerem estas linhas, fechem os olhos e, como em um passe de mágica, ativem uma máquina do tempo, carreguem no botão e voltem ao passado. O que acham de conhecer o Império Romano? Ou ainda, como as pessoas viviam no período medieval? Já imaginou assistir a uma luta entre gladiadores? Ou ver de perto o exército romano? Pois tudo isso é possível. Basta programar uma visita a Portugal e percorrer as diversas feiras dedicadas a contar a história antiga do país. 

A viagem começa em Romana antiga com Bracara Augusta, imponente capital da província romana da Galícia, passa pelo império de Tito Flavio Vespasiano, percorre toda a idade média, conta conquistas, derrotas, guerras e lutas porque passou o povo português. É um verdadeiro resgate às tradições e costumes que ajudaram a forjar o que hoje é Portugal.

Parece, realmente, que estamos a voltar na história. Todos levam muito a sério cada encenação, cortejo, lutas e recriação da cultura da época. Em paralelo a estes eventos, em muitas cidades, ocorrem workshops, seminários e sessões de cinema para ajudar os visitantes a compreenderem todos os acontecimentos.

É um roteiro para os que aproveitam as viagens para adquirir conhecimento, além de apreciarem o artesanato, a bebida e a gastronomia local. Aconselho a fazer esse roteiro e curtir o calendário dos eventos medievais portugueses. Para mim, são os melhores eventos. Separei algumas festas imperdíveis.

Braga Romana

A primeira da lista, é a Braga Romana – Reviver Bracara Augusta, que acontece anualmente sempre no final de maio. Neste ano, a 16a edição ocorreu entre os dias 22 e 26 e contou com uma serie de atrações para todas as idades. 

A “Braga Romana” tem o propósito de comemorar os primeiros tempos de vida daquela que foi a opulenta cidade ‘Bracara de Augustus’. Nesses dias, ir ao centro histórico é como se, literalmente, vivêssemos há dois mil anos. A preocupação é tamanha que no espaço do evento são comercializados apenas produtos que existiam à época.

As ruas viram palco da reconstituição das atividades econômicos-sociais da Roma antiga, com animação de rua, cortejos, espetáculos e representações teatrais. Por todo lado, encontramos soldados romanos, senadores, fazendeiros, negociantes, patrícios. Homens, mulheres e crianças que, por cinco dias, evocam suas tradições e encarnam personagens que apenas conhecemos por meio dos livros de história.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar em Portugal

Pelo site da Braga Romana é possível acompanhar toda a programação e identificar os lugares para visitar. O evento conta com intensa agenda cultural: workshops, colóquios, caminhadas aos sítios históricos, visitas aos monumentos romanos, concursos e sessões de cinema alusivas ao tema. O objetivo é: reviver, na plenitude, Bracara Augusta.

Um dos lugares mais interessante é o acampamento romano. Nesse espaço, que neste ano foi montado à beira dos Bombeiros Voluntários, em Maximinos, podia-se entender como os soldados viviam no período. Todo cercado por estacas de madeira, havia recriação do local onde os generais e senadores repousavam, tomavam banho e com direito às latrinas. Podia-se entender como se produziam as armas e como dormiam e se alimentavam os soldados, bem como o lugar onde os animais descansavam.

Visitar Bracara Augusta é também uma oportunidade aos visitantes de ter contato com os diferentes ofícios da época, além de conhecer as diversas formas de tratamentos medicinais e entender a circulação monetária naquele tempo.  Um espaço que adoro é o dedicado à feira livre com os mais diversos artesanatos. Pode-se comprar desde frutos secos a sapatos inspirados nos modelos romanos, produtos místicos e brinquedos de madeiras feitos à mão.

Leia também: As principais festas populares em Braga

A criançada diverte-se e aprende muito com este evento. São realizadas diversas oficinas gratuitas, bem como encenações de rua, teatros de marionetes e visitas guiadas aos monumentos históricos. Há também o festival gastronômico com recriação de pratos típicos da época pelos diversos restaurantes da cidade.

Atente-se ao calendário

Além da Braga Romana, Portugal dispõe de um calendário dedicado a recriar seus fatos históricos.  De norte a sul, é possível encontrar um roteiro de feiras, mercados medievais, recriações históricas.

Em muitas dessas iniciativas, também retratam-se as artes e ofícios das populações de cada tempo e lugar, permitindo ao visitante apreciar e vivenciar as tradições de vários períodos da história lusitana.

Program-se para viver Roma, a idade média, conhecer os reis e rainhas de Portugal e, por que não, vestir-se à caráter. O calendário é rico e abrange desde as grandes cidades até pequenas aldeias e vilas desconhecidas. Basta uma breve pesquisa no Google. Abaixo, alguns dos eventos que valem a pena visitar.

JULHO

18 de Julho a 4 de Agosto

Óbidos Mercado Medieval | Óbidos

Não tem entrada gratuita ao castelo, mas vale um passeio à vila de Òbidos, que é toda cercada por uma muralha.

19 a 21 Julho

Salir do Tempo | Salir – Loulé

O evento recria a história do período da Reconquista e transforma Salir num palco de experiências de regresso ao passado, em que a música, dança, artes performativas, animação itinerante, rábulas e estórias, exposições ou gastronomia destacam-se.

26 a 28 de Julho

Mysteria Mercado Encantado | Aldeia do Carvalho – Covilhã

AGOSTO

31 de Julho a 11 de Agosto

XXIII Viagem Medieval | Santa Maria da Feira

Nesses dias, a cidade volta ao reinado de D. Fernando, o Belo, durante a nefasta Peste Negra, nos anos de 1360. Foi em seu governo que Portugal invade a Galiza.  Assumiu a construção de muralhas e de grandes edifícios em várias cidades, promulgou a Lei das Sesmarias, criou a Torre do Tombo, a Casa dos Contos e fundou a Companhia das Naus, adaptando assim, a administração régia às necessidades dos novos tempos.

9 a 11 de Agosto

II Mercado Medieval | Melgaço – Viana do Castelo

Ruas engalanadas, bancas comerciais alusivas ao século XIV e muita gente trajada a rigor… à altura do reinado de D. João I, o qual atribuiu forais a vários municípios.

15 a 18 de Agosto

Belmonte Medieval | Belmonte – Castelo Branco

Terra de Pedro Alvares de Cabral. Nesses dias, nobreza, clero e o povo juntam-se para mostrar estandartes, armas e vários ofícios medievais.

23 a 25 de agosto

7a edicão Festa dos Povos em Aqvae Flaviae I Chaves

Durante três dias, a cidade regressa ao império de Tito Flávio Vespasiano e traz para o mercado galaico-romano as mais variadas atividades socioculturais que retratam o quotidiano de Aquae Flaviae, com lutas de gladiadores, recriações mitológicas, simulações bélicas, muitas gastronomia e artesanato.

SETEMBRO

14 a 16 de Setembro

IV Feira Medieval | Marvila – Lisboa

14 e 15 de Setembro

V Vila Nova Medieval | Vila Nova – Cantanhede

“A Revolta de D. Pedro” – Vila Nova Medieval. Baseado no romance imortal de Pedro e Inês de Castro, recriamos a revolta de D.Pedro pela morte de Inês e os seus primeiros tempos vingativos enquanto Rei de Portugal.

27 a 29 de Setembro

VI Feira Medieval de Palmela | Palmela

O Castelo é o símbolo da História. O Centro Histórico abraça-nos para três dias de aventura, cultura e animação com bailes, torneios, jograis, falcoaria, mercado medieval, danças antigas, jogos e combates.

Related posts

Desafios de uma mãe em terras estrangeiras

Ana Tavela

1 ano morando em Portugal

Ana Tavela

Safári no Canadá

Vanessa Murcilio

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação