BrasileirasPeloMundo.com
Entrevistas EUA

EUA – Entrevista – Daniela Schwarzbauer

Foi entre idas e vindas do Facebook que tive o prazer de descobrir a Polvilho Bakery e entrevistar a Daniela Schwarzbauer, brasileira, mentora e criadora de uma empresa que produz biscoitos de polvilho nos EUA. Os biscoitos são tão deliciosos e originais que ela foi indicada para o prêmio Martha Stewart American Made. Entre um biscoito de polvilho e outro, o Brasileiras Pelo Mundo te leva dessa vez diretamente para o Brooklyn, em Nova York, para conhecer um pouco mais sobre esta brasileira e sua história de sucesso.

foto (37)Daniela, por favor, fale um pouco sobre você:

Sou paulistana com um pé na cidade outro no campo. Trabalhei como Fisioterapeuta por doze anos, sou apaixonada por esta profissão, fui muito feliz reabilitando pessoas com dor crônica. Também sempre gostei de cozinhar, gostava de compartilhar bolos que aprendi a fazer com minha avó.

Como fisioterapeuta tive a oportunidade de viajar por diversas cidades do Brasil dando aulas para outros profissionais sobre Postural Ball, programa de exercícios para postura e reabilitação utilizando a Bola de Exercícios. A cada viagem não perdia a oportunidade de visitar uma feira local e voltar com uma nova receita na bagagem.

Há três anos me mudei para NY com alguns sonhos, viver numa cidade mais segura, aprender inglês e fazer um mestrado em fisioterapia. Nos seis primeiros meses vivendo no Brooklyn conheci o Kurt, ele é americano filho de pai alemão. Nos apaixonamos, casamos e trabalhamos juntos em tempo parcial na Polvilho Bakery.

polvilho2Como surgiu a ideia de fazer biscoitos de polvilho para vender?

A ideia de produzir os Biscoitos surgiu quando estava a procura uma alternativa para aumentar minha renda mensal, comentei com uma amiga sobre a minha busca e ela sugeriu que eu fizesse Pão de queijo para vender. Pensei comigo “Pão de queijo não dá para eu fazer, precisa de refrigeração e o freezer de casa é muito pequeno, mas eu sei fazer Biscoitos de Polvilho! ” Aprendi fazer Biscoitos com um amigo da família que vive no Sertão de Minas Gerais e percebi o quanto sentia falta de ter biscoitos no dia a dia vivendo nos EUA. Comecei a pensar nisso sem parar e planejar uma forma de fazer essa ideia acontecer.

O produto faz mais sucesso entre os brasileiros expatriados ou os americanos?

Temos os dois públicos, Brasileiros que tem saudade das delicias do Brasil, adoram oferecer biscoitos para os filhos e compartilhar com amigos em festas; e os americanos (ou melhor, moradores de NYC já que aqui vivem pessoas do mundo todo) que buscam um “snack food” saudável para o dia a dia, eles ficam encantados quando percebem que nosso produto possui poucos ingredientes, todos naturais e agrada tanto adultos como crianças, chamam os biscoitos de Puffs , Yuca Puffs e Natural “Cheetos”. Frequentemente recebemos mensagens de agradecimento por oferecermos um produto tão simples e saboroso.

polvilho3

O que te inspira na criação de suas receitas?

Observar tendências e usar ingredientes naturais. Logo no inicio queríamos fazer algo diferente do tradicional, começamos a fazer o ‘cracker” de polvilho inspirado na receita da Chef Helena Rizzo, adicionei ao cracker sal rosa do Himalaya e alecrim fresco e foi um sucesso. Mesmo os brasileiros que nunca tinham provado o Polvilho com o formato de lascas adoraram. Foi motivador ver a reação das pessoas. Porém o cracker é muito frágil e volumoso, difícil de ser embalado, resolvemos fazer estes apenas para eventos e os palitinhos de polvilho se tornaram o formato padrão em 5 sabores.

Além dos sabores tradicionais salgado e doce, o sabor parmesão também já conhecido no Brasil. Buscando uma alternativa sem leite animal, criei 2 receitas feitas com óleo de coco, uma versão salgada com semente de linhaça e outra doce com cacao e açúcar de coco orgânicos, ambas tem sido bem aceitas. No momento estou desenvolvendo uma receita Vegan, já temos uma lista de clientes Vegans aguardando o resultado.

Como é ter sua empresa fora do Brasil, e vendendo um produto típico brasileiro?

É desafiante e motivador, aqui encontrei apoio através das ‘cozinhas incubadoras’, que oferecem assessoria para iniciar um negócio também nos informam sobre cursos, eventos e até mesmo sobre lojas onde poderíamos oferecer nosso produto.

Vender um produto típico brasileiro é uma alegria. Muitas pessoas não tem ideia o que é o Polvilho, um subproduto da Mandioca. Nos eventos que participamos principalmente no Brooklyn, a grande maioria do público nunca viu um biscoito desse tipo e fica curioso pelo formato, textura além de querer saber mais sobre a origem do produto, e dar sua opinião. Nos divertimos conversando com o público.

Vocês acha que teria tido as mesmas oportunidades estando no Brasil?

Acho que no Brasil não teria as mesma facilidades de abrir uma empresa como aqui. O investimento inicial da empresa foi previsível e a facilidade de alugar uma cozinha incubadora próxima a nossa casa tem sido um grande apoio.

polvilho 4Você fez cursos para se iniciar como empreendedora?

Ainda não fiz, me inscrevi em um que será em breve.

Quais foram as barreiras que você enfrentou no início da Polvilho Bakery?

Trabalhar numa cozinha comercial onde tudo é gigante, a batedeira, o forno, etc. É diferente fazer a mesma receita em proporções maiores. As receitas tiveram que ser adaptadas várias vezes, foi um processo de muita persistência. Eu e Kurt sempre acreditamos no nosso produto, decidimos encarar esse desafio com bom humor e aprender com os erros.

Como surgiu a indicação para o 2014 Martha Stewart Award?

Trabalhamos numa cozinha incubadora, a Entrepreneur Space. A Equipe da Martha fez uma visita na Cozinha e recebemos o convite para participar do concurso.

Quais conselhos práticos você daria a alguém que queira abrir uma empresa nos EUA?

Conversar com outros profissionais da área e procurar orientação para trabalhar dentro das leis locais que são diferentes conforme a região dos EUA.

polvilho 1Deixem uma mensagem para os leitores do Brasileiras pelo Mundo:

Gostaria de agradecer as Brasileiras Pelo Mundo por suas histórias. Admiro o talento e a garra de fazerem acontecer onde quer que estejam. Meu conselho é trabalhar com amor, acreditar no seu produto e ser persistente, aproveitar a oportunidade de viver em outro país para aprender e se reinventar profissionalmente.

Related posts

Nos Estados Unidos, seja superficial

Ana Tavela

Como abrir conta bancária nos EUA

Liliane Oliveira

Como tirar carteira de motorista em Nova Iorque

Debora L. Juneck

5 comentários

cassia campos Dezembro 1, 2014 at 5:50 pm

Como todas as suas reportagens Lorrane essa também está maravilhosa, parabens pela criatividade e inovação e dinamismo. Adoro ler tudo que vc assina. Sucesso sempre.Mais uma brasuca pelo mundo. Bjs.

Resposta
Lorrane Campos Dezembro 2, 2014 at 4:17 am

Cassia,

muito obrigada pelo elogio. Espero continuar atendendo às expectativas. Um grande beijo.

Lorrane

Resposta
Milena Val Dezembro 20, 2014 at 1:49 am

MaravIlhosa reportagem! Fiquei muito feliz e com muito orgulhoso em dizer que a Dani (eu amo polvilho) é uma amiga especial que amo muito pra sempre no coração . Sucesso devidamente merecido

Resposta
fernanda nyari Dezembro 20, 2014 at 4:29 am

Fui paciente da Dani por muitos anos. Ela sempre foi muito dedicada e empenhada no que faz, tanto que nunca mais tive outra fisioterapeuta como ela. Fico feliz com essa nova etapa de sua vida e tenho certeza que o caminho do sucesso está só começando. Você vai voar mais alto ainda Dani!!!

Resposta
Marcos Agosto 13, 2016 at 2:56 am

Olá .

Sou produtor de polvilho no sul de Minas Gerais gostaria de saber como vc consegue adquirir polvilho no estados unidos?
Vc compra no Brasil?
Tem alguma sugestão para que eu exportar esse produto para o Estados Unidos?

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação