BrasileirasPeloMundo.com
EUA

EUA – Sistema de crédito americano e como construí-lo

Com as compras, festas e viagens de fim de ano é comum ficarmos alertas com nossos gastos. Foi pensando nisso que o Brasileiras Pelo Mundo hoje decidiu explicar de forma detalhada como funciona o sistema de crédito americano, que é bastante diferente do sistema brasileiro, e para nós estrangeiros, muitas vezes não faz o menor sentido.  No Brasil, quanto menos dívidas uma pessoa tem, melhor é o crédito dela na praça, e com isso se torna muito mais fácil conseguir um empréstimo para financiar uma casa, um carro ou o que quer que seja.

Já nos EUA é preciso fazer dívidas para poder construir o crédito. Ninguém aqui começa com o crédito alto. Não importa se o seu crédito no Brasil ou em qualquer outro lugar do mundo é excelente, chegando aqui, assim como qualquer americano, o imigrante tem que se esforçar bastante para atingir o chamado “Excellent Credit Score”.

Aqui isso é levado muito a sério e existem 3 empresas do mesmo estilo da Serasa no Brasil, que se dedicam a regulamentar e avaliar o crédito das pessoas. Elas são: TransUnion, Equifax e Experian.

De acordo com o sistema de crédito americano toda pessoa começa com um Credit Score baixo, e na medida em que esta pessoa adquire dívidas e faz os pagamentos em dia, o crédito dela vai sendo construído aos poucos. Mesmo que você seja uma pessoa que paga todas as contas em dia, mas paga tudo com o cartão de débito, pois não gosta de se endividar, não conseguirá construir um histórico de crédito americano. Além disso, até para conseguir ter um cartão de crédito aprovado é necessário já ter crédito.

Existem diferentes níveis classificatórios no sistema americano e estas são baseados em uma pontuação que funciona da seguinte forma:

– Crédito Ruim (Bad Credit):  300-629 pontos

– Crédito Mediano (Average Credit): 630-689 pontos

– Crédito Bom (Good Credit): 690-719 pontos

– Crédito Excelente (Excellent Credit): +720 pontos

Foto: pixabay.com
Foto: pixabay.com

Mas como construir o crédito sendo estrangeiro?

Levando em consideração que você é estrangeiro e um banco americano não lhe concederá um cartão de crédito americano devido à sua falta de histórico no país, você deve estar pensando: se eu preciso de um cartão de crédito para fazer uma dívida, pagá-la aos poucos para dar início a construção do meu histórico de crédito, mas o banco não me dará um cartão de crédito devido a minha falta de histórico, nunca conseguirei sair do nível de crédito ruim, certo? Errado! Existem algumas maneiras de conseguir construir seu crédito aos pouquinhos sim.

  • Pague suas contas em dia. Sempre! Contas de água, luz, telefone, TV à cabo e internet são importantes. Quando seu histórico é checado e há registro de atraso de contas, isso gera insegurança para o banco, e seu crédito continua baixo.
  • Peça um cartão de crédito pré-pago e utilize-o. Existem instituições financeiras nos EUA que concedem esse tipo de cartão. Para fazer o pedido do mesmo basta ter um Social Security Number, equivalente ao CPF brasileiro, e dependendo do banco é necessário apresentar uma carteira de motorista americana também. Instituições como Capital One e Wells Fargo são alguns exemplos de bancos que concedem cartões pré-pagos. Às vezes há uma taxa a ser paga para obter cartão (em média de US$100,00), mas o pagamento será feito apenas quando você fizer o pedido do cartão. Também é importante pesquisar sobre a taxa de juros cobrado. Elas variam de banco para banco. A Capital One, por exemplo, cobra em média 1% ao ano. O limite desses cartões geralmente é baixo e é importante lembrar de não usar mais da metade do total de limite do seu cartão, ou seja, se o seu limite é de US$ 400,00 por mês, não utilize mais de US$199,00. Além disso, é importantíssimo pagar as faturas do cartão em dia.
  • Não peça um cartão de crédito comum para o banco. Por quê? Porque cada vez que você faz o pedido, o banco irá verificar o seu Credit Score, e cada vez que o mesmo é verificado você perde pontos e seu crédito cai ainda mais. As instituições financeiras partem do princípio de que se você está pedindo cartão de crédito, é porque você está sem dinheiro, e se você está sem dinheiro será um mal pagador, logo, seu crédito é baixo (e continuará assim). Se você tiver muitos pedidos negados (o que tende a acontecer quando não há crédito) as instituições financeiras considerarão excesso de aplicação. Isso se chama aqui de Hard Inquiry e quanto mais hard inquiries você tiver no seu histórico, pior é. O hard inquiry pode ficar registrado no seu histórico por um período de até dois anos.  No entanto, algumas instituições financeiras aplicam o soft inquiry, que também é um registro no seu histórico de crédito, mas esse registro não irá constar em consultas futuras como ocorre quando o hard inquiry é aplicado.

Não parece, mas aos pouquinhos, com disciplina e cuidado é possível atingir um histórico de crédito excelente aqui nos EUA sendo imigrante.

E como vou saber se meu crédito está crescendo?

Como mencionado acima, não é bom ficar checando sempre a evolução do seu histórico, não apenas pela queda na pontuação, mas porque geralmente esse serviço é pago e você precisa conceder informações muito pessoais para estranhos que trabalham no banco ou em empresas de avaliação de crédito. No entanto, o site Credit Karma oferece este serviço de forma gratuita e pode ser uma boa ferramenta para você saber como a evolução do seu crédito está ocorrendo.

E depois que eu conseguir ter um bom crédito?

É importante mantê-lo assim. O sistema americano infelizmente nos obrigada a estar sempre consumindo para que possamos manter a pontuação alta, e muitas vezes as pessoas se deixam levar por ofertas milagrosas para manter um bom crédito. Não confie em ofertas milagrosas. Pesquise, se informe e avalie o que é melhor para você e suas condições financeiras para evitar problemas futuros. Depois que seu crédito estiver estável e você o mantiver assim será mais fácil desfrutar do que os EUA pode te oferecer.

Related posts

Transporte Público em Boston

Mariana Carvalho

Enxoval de bebê em Nova Iorque

Debora L. Juneck

Bons motivos para visitar o Bronx, em Nova Iorque

Michelle Marinho

18 comentários

Adriana Silva Julho 6, 2016 at 2:39 pm

Na verdade, voce nao comeca com credit score baixo, se voce eh estrangeiro ou uma criança chegando aa maturidade, voce não tem nenhuma historia de credito, Simplesmente não ha informações no sistema junto com seu social security number.

Resposta
Inyopay Novembro 19, 2016 at 10:37 pm

Muito legal o post! Posso adicioná-los como referência no nosso? Publicamos um artigo similar aqui:
https://blog.inyopay.com/2016/11/19/como-aumentar-seu-score-de-credito-credit-score-nos-eua/

Resposta
Ann Moeller Novembro 22, 2016 at 9:58 am

Sim, desde que claro, com o link para o nosso texto no BPM.

Resposta
danielle Janeiro 22, 2017 at 10:07 pm

olá, muito explicativo seu blog, sempre acompanha mas vc pode me explicar porque não pode gastar mais da metade do limite? eu entendi rsrsrs

Resposta
Lorrane Sengheiser Janeiro 25, 2017 at 3:46 pm

Isso é a regra do banco. Não sei te dizer o motivo exato.

Att,

Lorrane

Resposta
TONY ROBERT DE CARVALHO Novembro 13, 2017 at 11:10 pm

Danielle uma vez que vc gasta tudo mostra para o banco que está ficando sem dinheiro e no aperto, se está passando por dificuldade ficando sem dinheiro logo o banco entendi que o risco seu perante ao mercado aumentou, e com isso eles se antecipam alterando sua pontuação para que evite emprestar para alguém que tenha esse comportamento.

Resposta
Cin Março 16, 2017 at 11:41 pm

Ótima informação já compartilhei no meu grupo do Facebook “Brazilians In Westchester”

Resposta
Lorrane Sengheiser Março 17, 2017 at 1:09 am

Olá Cindy,

Obrgada por acompanhar o Brasileiras Pelo Mundo.

Abraço,

Lorrane

Resposta
Mariele Maio 12, 2017 at 6:00 pm

Ola! Mas se é estrangeiro normalmente não vai ter um social security, daí como faz??

Resposta
Lorrane Sengheiser Maio 12, 2017 at 6:20 pm

Mariele,

Estrangeiros tem social security sim, desde que estude/trabalha legalmente nos EUA.

Atenciosamente,

Lorrane

Resposta
Paulo Março 4, 2019 at 3:01 am

Social tem apenas cidadão ou residente permanente, estudante não tem, caso trabalhe legal, ou você tem o visto de trabalho ou é um residente permanente

Resposta
Valeria Cristina Soares de Sant'Ana Maio 30, 2017 at 10:04 pm

Gostei Muito das suas informações. Precisamos saber como é por onde começar.

Resposta
Jessica Agosto 22, 2017 at 6:30 pm

O que acontece com o imigrante ilegal que não possui social security?

Resposta
Lorrane Sengheiser Agosto 23, 2017 at 3:12 pm

Jessica,

Obrigada por acompanhar o Brasileiras Pelo Mundo.

Não possuo informações sobre a questão de crédito para imigrantes indocumentados.

Att,

Lorrane

Resposta
Gaspinha Setembro 4, 2017 at 7:59 am

Olá, Lorrane,
Como reportar crédito?
As instituições (por ex banco, Cia de energia elétrica, cia telefonica, etc) reportam para o FICO e outras??
Pergunto pq vou aplicar para ITIN number e pretendo construir crédito com este numero.
Desde já agradeço sua atenção.

Resposta
Mariana Setembro 9, 2018 at 12:45 pm

Um colega disse que atraves do banco do brasil eu consigo transferir meu historico de credito do brasil com esse banco para uma banco no usa, vcs tem conhecimento disso? Ou mais imformacao a respeito?

Resposta
Lorrane Sengheiser Setembro 10, 2018 at 4:41 pm

Mariana,

Não tenho essa informação. Te aconselho a entrar em contato com o Banco do Brasil e verificar isso com eles.

Abraço,

Lorrane

Resposta
Leandro Gomes Março 4, 2019 at 12:55 am

Olá!
De acordo com o que foi informado aqui no BPM, gostaria de saber como e onde posso solicitar o SSN (Social Security Number) de modo que estou nos EUA em situação legal como estudante internacional e tenho gastos e outras necessidades de consumo como em qualquer parte do mundo.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação