Festas de fim de ano na Rússia

0
1541
Bola de Ano Novo iluminada e gigante na entrada da Praça Vermelha
Advertisement

Na Rússia, as festas de fim de ano são um pouco diferentes do que estamos habituados. As diferenças já começam pela época em que é celebrado o Natal. Alguns acham que o Natal ortodoxo é comemorado atrasado, no dia 7 de janeiro. O fato é que o Natal russo é também comemorado no dia 25 de dezembro, mas do calendário juliano, que é 13 dias “atrasado” em relação ao gregoriano. Isso acontece porque a igreja ortodoxa russa não reconhece o calendário gregoriano, sendo todos os feriados religiosos seguidos de acordo com o calendário juliano. Vale lembrar que o governo russo adota o calendário gregoriano, portanto todas as outras datas estão de acordo com o calendário seguido no Brasil e na maioria dos países pelo mundo.

Durante a União Soviética todas as religiões foram banidas, sendo proibida qualquer manifestação religiosa. Com isso, o Natal e as outras datas religiosas também foram suprimidos. Toda a tradição natalina foi então transferida para o Ano Novo: o Ded Moroz (Дед Мороз), como é chamado o Papai Noel russo, e sua neta e ajudante, a Snegurochka (Снегу́рочка) e a tradicional árvore de Natal se transformaram em Papai Noel e árvore de Ano Novo. E assim permanecem até os dias de hoje. Apesar de há mais de duas décadas a religião ter voltado a ser liberada no país e o Natal celebrado novamente, as figuras tradicionalmente natalinas continuam sendo chamadas de “de Ano Novo”.

Outra consequência dos anos de supressão religiosa na União Soviética é que o Ano Novo passou a ser a grande festa de final de ano, o que também não mudou até os dias de hoje. Já em novembro as ruas das cidades começam a ganhar luzes e enfeites de inverno e Ano Novo. Tudo fica muito bonito e iluminado. As figuras tradicionais de Ano Novo (Natal) acabam por nos remeter também ao inverno. As ruas ficam muito bonitas e caminhar por elas para ver cada detalhe é muito interessante.

Leia também:  custo de vida na Rússia

Praça Vermelha enfeitada para o Ano Novo (Fonte: arquivo pessoal)
Praça Vermelha enfeitada para o Ano Novo (Fonte: arquivo pessoal)

“Ok, entendi toda a mistura das festas de final de ano. Mas, afinal, como são as comemorações em si?”

Apenas os muito religiosos e ortodoxos comemoram realmente o Natal. É como no Brasil: para alguns o Natal é mais importante que para outros, tudo depende de quão praticante da religião a pessoa é. Aqui, os muito religiosos costumam jejuar entre os dias 28 de novembro e 7 de janeiro. Durante todo esse tempo eles se resguardam e refletem sobra a vida e como podem ser pessoas melhores. Por causa do jejum, a maioria dos ortodoxos acaba por não comemorar o Ano Novo com muita festa, apenas uma reunião entre a família e os amigos, sem grandes celebrações.

À meia-noite do dia 7 de janeiro é celebrada uma missa (como a nossa Missa do Galo) e os fiéis permanecem na igreja até a metade da madrugada. Ao chegarem em suas casas, alguns já começam a ceia e as celebrações de madrugada mesmo e outros fazem apenas uma refeição pequena e guardam a celebração maior para o dia seguinte.

No dia 7 acontece o grande almoço de Natal, com muita comida e presentes, para a celebração da data e fim do jejum de quase dois meses.

Já o Ano Novo é a grande festa russa. Desde novembro todas as ruas já recebem milhares de luzes, enfeites e efeitos que tornam o fim de ano mágico. Andar pelas ruas vendo os detalhes da iluminação, interagindo com as decorações e tirando muitas fotos é praticamente obrigatório. Eu pelo menos viro criança de novo nessa época.

Leia também: 10 curiosidades sobre a Rússia

Outra tradição de comemoração de virada de ano é ir ao Teatro Bolshoi assistira o balé “O Quebra Nozes”. O espetáculo entra em cartaz em meados de dezembro e é apresentado até janeiro e para conseguir ingresso é preciso comprar com meses de antecedência. Neste ano, por exemplo, os ingressos para todas as apresentações já estavam esgotados em outubro.

Na noite do dia 31 os russos se reúnem com família e amigos em casa, com mesa farta e bebidas e aproveitam a virada do ano como nós, brasileiros. Às 23:55 acontece o tradicional discurso presidencial diretamente do Kremlin, que é transmitido para todo o país. Ao final do discurso é feita a transmissão do relógio do Kremlin na contagem regressiva para a virada do ano. Como bons supersticiosos (e como nós), os russos aproveitam a virada do ano para fazer seus pedidos para o ano que nasce e renovarem suas expectativas de dias melhores em suas vidas.

Logo após a virada do ano os russos têm um feriadão que se estende do dia 1º ate o dia 8 de janeiro, quando quase tudo para. Levando em consideração que nos outros dias do ano Moscou nunca dorme, oito dias não são nada, dá para sobreviver tranquilamente (ou aproveitar para viajar também).

Este vai ser meu segundo fim de ano em Moscou e eu já estou preparada para curtir todas as festas e comemorações russas. E daqui desejo a todos os nossos leitores um fim de ano cheio de felicidade, harmonia e festa! С новым годом!!!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.