BrasileirasPeloMundo.com
Rússia

O que se come na Rússia?

O que se come na Rússia?

Muitas pessoas me perguntam o que comemos na Rússia, do que sinto saudades, o que tem e o que não tem por aqui. Eu sempre respondo que a variedade de comidas e ingredientes é enorme e eu quase não sinto falta de nada. Nesse post eu vou contar um pouco sobre o que é possível fazer em termos de comida em Moscou: comida brasileira e internacional. Além de o que é possível encontrar de comidas internacionais em restaurantes pela cidade.

Comida brasileira:

Apesar de Moscou ser uma grande metrópole, restaurantes brasileiros não são comuns por aqui. Contamos com alguns bares, mas nada grande ou variado (como churrascarias, por exemplo). A comunidade brasileira na cidade não é tão grande e a demanda por restaurantes e produtos brasileiros acaba por ser pequena.

No entanto, é possível comprar coxinhas e pães de queijo congelados para serem preparados em casa, ou já prontos para consumo. No Café Pushkin, o restaurante mais famoso de Moscou, eles servem pães de queijo e também é possível encomendá-los prontos, eles entregam em casa.

A comida brasileira que comemos é a que nós mesmos fazemos em casa, e para isso não há grandes problemas, já que a maioria dos ingredientes é fácil de ser encontrada. Aqui é possível encontrar vários tipos de arroz, vários tipos de feijão (inclusive feijão preto), boa carne de porco e até picanha, em alguns supermercados. É possível também encontrar carne importada brasileira em alguns mercados.

Dos legumes e verduras que estamos acostumados, só é impossível encontrar jiló. Algumas vezes é possível encontrar quiabo, mas normalmente o preço é exorbitante e não vale a pena. Couve também é rara. O restante é bem comum: abobrinha, alface, tomate, berinjela, abóbora, acelga etc.

As frutas também não são difíceis de encontrar, em qualquer época do ano. O único problema é que, durante o inverno, os preços de hortifrúti aumentam. Em Moscou só é mais difícil encontrar maracujá como o nosso. Há problemas com o abacate, que é muito pequeno e mangas e mamões são bem caros na maior parte do ano. Mas dependendo do que você quer e do quanto está disposto a gastar, é possível ter em casa todas as frutas com as quais estamos acostumados.

Em certas épocas do ano, as melancias são enormes e deliciosas, e muita gente compra, pica e congela para ter polpa por muito tempo, antes que elas sumam do mercado ou preço aumente.

Quanto a ingredientes para comidas brasileiras, encontramos quase tudo. Farinha de trigo e amido de milho são extremamente comuns. Por aqui, compramos o que eles chamam de “polenta” e é idêntico ao fubá que usamos no Brasil. Também encontramos polvilho para hidratar e fazer tapioca, temperos variados, creme de leite (que aqui é tipo um sour cream, chamado smetana), leite condensado, leite de coco, água de coco, coco ralado e até mesmo chocolate granulado para fazer docinhos.

Leia também:  Rússia – Custo de vida parte 1 e parte 2

Comida internacional:

Se cozinha comida brasileira com seus ingredientes muitas vezes tão específicos não é difícil, imagina comida internacional. Nos supermercados e grandes mercados é possível encontrar basicamente tudo para fazer um almoço italiano, um jantar japonês ou um chá das cinco. Não encontramos quase dificuldade nenhuma para variar o cardápio em casa.

Quanto aos restaurantes, como grande metrópole que é, Moscou conta com estabelecimentos que servem de todos os tipos de cozinhas.

Os restaurantes de comida típica russa se espalham por toda a cidade e, quem mora aqui ou vem visitar, tem várias opções de locais para conhecer. A comida russa pode ser muito próxima do que conhecemos, já que herdamos o strogonoff e a salada de maionese da Rússia, e também pode ser bem exótica, como mostra esse meu artigo sobre comida típica local. Para apreciar a cozinha local, sugiro, aos turistas, uma visita ao Mari Vanna ou ao Café Pushkin.

Também são muito populares as cozinhas das antigas repúblicas soviéticas, como restaurantes de comida gerogiana (a melhor cozinha do mundo, na minha opinião), uzbeque e armênia (outra cozinha incrível). Vale a pena buscar bons restaurantes dessas cozinhas e se apaixonar um pouco por todos esses sabores da região.

Leia também: 10 curiosidades sobre a Rússia

Encontramos, também, excelentes restaurantes italianos, tailandeses, chineses, japoneses, vietnamitas e até etíopes. Inclusive, foi uma grata surpresa descobrir um excelente restaurante etíope na cidade. Meus três anos morando na África me deixaram apaixonada pela culinária etíope e esse restaurante é onde eu vou para matar minha saudade do “continente mãe”.

Não sentimos falta de absolutamente nenhum tipo de comida por aqui, comemos muito bem e a variedade é gigantesca. Moscou atende a todos os gostos, apetites, paladares e bolsos.

Related posts

10 curiosidades sobre a Rússia

Renata Rossi

7 curiosidades sobre a Sibéria

Vanessa Sousa

Dicas de turismo em São Petersburgo

Priscilla Castro

7 comentários

Fernanda Cavalcante Maio 21, 2018 at 2:53 pm

Que bom ler seu post! Vou passar duas semanas na Rússia entre janeiro e fevereiro e pretendo alugar um apartamentinho, para poder fazer meu arroz com feijão e misto quente e café com leite de manhã. rsrs Tem locais mais seguros para alugar apartamentos? Tem muitas opções no AirBnb. Fico confusa. Preciso ficar perto de museus e bibliotecas. Um abraço!

Resposta
Renata Rossi Maio 25, 2018 at 3:25 pm

Olá, Fernanda!
Que bom que gostou do post! Você vai conseguir cozinhar tudo aqui tranquilamente.
Olha, Moscou é muito segura, qualquer área é boa. Eu sugiro o mais perto do centro possível, para facilitar os passeios e ficar mais perto do burburinho.
Espero que você goste!
Abraços!

Resposta
Fernanda Bittar Julho 15, 2018 at 8:57 pm

Bom dia Renata, tudo bem?
Me chamo Fernanda e sou de Uberaba, rs. Que mundo pequeno!!
Vou para Rússia agora em Agosto com meus pais e irmão. Meu irmão vai morar em Tyumen por 6 meses e vamos aproveitar a ida dele para passear em São Petersburgo e Moscou.
Como meus pais já tem uma limitação pela idade penso que fazer alguns passeios guiados seria super interessante, até para aprendermos mais sobre a história e cultura do país.

Você teria indicações de guias que falem português e que poderiam nos ajudar, estamos também procurando transfer de confiança em Moscou?
Se puder nos ajudar com dicas também ficaríamos muito felizes.

Estaremos em St. Peter entre 17 e 21/08 e em Moscou 22 a 26/08.

Gostaria de alguma encomenda? Quem sabe um docinho mineiro? Rsrsrs

Grande abraço

Resposta
Renata Rossi Agosto 7, 2018 at 2:19 pm

Olá, Fernanda!
Mundo muito pequeno mesmo! Saudades de Uberaba!
TEnho algumas indicações de guias, se você puder me enviar um e-mail solicitando, te passo tudo.
De transfer eu não tenho, mas aqui temos vários apps de táxi que funcionam muito bem. Tem Uber, mas eu prefiro o Yandex Taxi, que é excelente e barato! Todos os meus amigos que vêm visitar usam.
Ah, docinho mineiro é sempre bom, né? Aquele doce de leite <3
Vamos combinar algo quando estiverem por aqui, nossos conterrâneos são sempre muito bem-vindos!
Abraços!

Resposta
Naide Gazeto Novembro 23, 2018 at 1:18 pm

Bom dia,
Renata,
Me sinto privilegiada de ter conhecido você, que coração lindo!
Eu e Claudio ficamos encantado com sua simpatia.
Fiquei te procurando e agora vi este blog e sempre irei te acompanhar.
Deus te ilumine sempre.
um grande abraço
Naide (sua vizinha de assento do voo Zuriqur São Paulo).

Resposta
Eduardo Souza Setembro 15, 2019 at 2:08 pm

Bom dia Renata,
Minha esposa e eu acabamos de nos mudar pra Moscou. Ela trabalha na embaixada da Austrália. Também sou mineiro e queria saber onde você encontrou polvilho e pão de queijo / coxinha congelada. Qual o nome em russo?
Muito obrigado desde já.
Abraço.

Resposta
VERA Novembro 3, 2019 at 3:54 pm

OLÁ RENATA.
ESTIVE NA RÚSSIA NO MÊS PASSADO. ADOREI.
AGORA PRECISO FAZER UM TRABALHO SOBRE A ROMÃ NA RÚSSIA E OS TRAJES TÍPICOS DE KAZAN, NO TARTARISTÃO, OS BORDADOS LOCAIS E A ORIGEM DOS MESMOS. TENHO PROCURADO EXAUSTIVAMENTE E NÃO ACHO NADA A RESPEITO. VOCÊ TERIA COMO ME AJUDAR?

OBRIGADA

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação