BrasileirasPeloMundo.com
Escolas Internacionais Pelo Mundo Estudando Pelo Mundo Tailândia

Formação acadêmica na Tailândia

No meu último post (aqui) eu falei sobre 5 fatores importantes para fazer uma formação acadêmica na Tailândia. E hoje estou aqui para contar como é a experiência de estudar numa universidade, o que lhe proporciona não apenas o conhecimento acadêmico, mas também uma sabedoria de nível cultural.

A Tailândia é um dos destinos mais procurados no mundo para o turismo, estando na 10ª posição entre os países mais visitados do mundo, com 26.5 milhões de turistas por ano (fonte de dados). A alta rotatividade de turistas faz com que muitos se apaixonem pela Terra do Sorriso e busquem por oportunidades de emprego, carreira e até mesmo estudo, como no meu caso.

Apesar da língua oficial ser o tailandês, a Tailândia é um país preparado para a globalização, e o ensino da língua inglesa é altamente levado a sério. Baseada na grande fonte de renda do país, que é o turismo, a nova geração de tailandeses cresce inserida numa sociedade na qual falar inglês não é apenas um fator importante, mas uma necessidade primordial. Por esse motivo, há diversos programas em universidades com formação internacional, ou seja, cursos ministrados em inglês, garantindo uma profissionalização globalizada aos tailandeses e, portanto, crescimento no mercado internacional.

A formação universitária internacional abre também as portas para estudantes estrangeiros, que assim como eu, escolhem a Tailândia para a capacitação profissional. No Brasil não há universidades com programas internacionais, e o estrangeiro que queira realizar formação acadêmica no Brasil, precisa no mínimo de um português bem fluente para acompanhar as aulas. Mas na Tailândia é diferente, existem universidades 100% internacionais, o que permite um mix de nacionalidades, que vai de professores a colegas de faculdade. Grande parte dos alunos estrangeiros vêm da China, Oriente Médio e África. Mas há também europeus, norte-americanos e brasileiros, como eu.

Baseada numa experiência pessoal, compartilho uma visão sobre o quanto é enriquecedor estudar na Tailândia. No meu caso, ainda mais, pois fiz meu mestrado em Filosofia & Religião, compartilhando aulas com pessoas de diversas religiões como monges budistas Theravada, sikhs, budistas Mahayana, islamistas, taoistas e cristãos, originários de vários países como Tailândia, China, Myanmar, Vietnã, Taiwan, Filipinas, Índia, Irã, Estados Unidos, França, Alemanha, Inglaterra, Dinamarca, entre outros.

Neste contexto, eu tive a oportunidade não só de aprender o conhecimento teórico de professores tailandeses e estrangeiros, mas de compartilhar formas de pensamento com pessoas de diversas nacionalidades e religiões, agregando a sabedoria mais importante de todas, aquela baseada em opiniões e experiências pessoais, daqueles que nasceram e cresceram em realidades diferentes.

Fora da sala de aula, além das longas conversas e discussões filosóficas sobre a vida, tive grandes descobertas culturais, aprendi novas línguas, fiz grandes amigos estrangeiros, compartilhei momentos, experimentei culinárias variadas, viajei com amigos e conheci seus países. Enfim, uma experiência tão enriquecedora, que somada à formação acadêmica internacional, me proporcionou um grande crescimento na minha área profissional.

Visitando um templo budista, acompanhada de meus colegas de faculdade – monge Ven, nandopasa de Myanmar e Wennie Wang, chinesa.

Não posso dizer como seria a experiência acadêmica em áreas como Ciências Exatas, Biológicas, Jurídicas, da Saúde… Mas tendo uma visão ampla, e baseada na vivência de amigos estrangeiros que se formaram ou estão se formando em diferentes campos acadêmicos, o crescimento profissional é valioso, pois o estudante tem a possibilidade de compartilhar e discutir sobre o campo que estuda com diversas nacionalidades, aprendendo sobre diferentes gestões e variadas formas de ação. O que, na minha opinião, é de alta importância àqueles que buscam profissionalização a nível internacional pois, somente quem tem uma visão ampla e geral do mundo é que consegue atuar num mercado competitivo e globalizado como este em que hoje nos encontramos.

Portanto, a você que está pensando em fazer uma formação acadêmica fora do país, a Tailândia é um país preparado para receber estrangeiros, e de quebra, além de obter todo o conhecimento profissional e compartilhar aulas com pessoas de diferentes nacionalidades, numa pausa entre um semestre e outro, você ainda poderá ter a chance de aproveitar as belezas naturais de um dos países mais visitados no mundo! Assim como se envolver com uma cultura diferente (e extremamente tradicional), aprender novas línguas, conhecer locais tombados como patrimônio da humanidade, visitar templos antigos, aprender a meditar, mergulhar em águas quentes de praias paradisíacas, viajar para países vizinhos… Enfim, viver a experiência por inteiro!

Se você gostou, ou quiser saber mais sobre formação acadêmica na Tailândia, bem como tiver qualquer dúvida, entre em contato comigo!

Até a próxima!
Sawasdee-Kaa

Leia mais sobre estudar na Tailândia!

Related posts

Sete coisas que você precisa saber antes de conhecer a Tailândia

Dani Vidal

Comparações entre universidades da Escócia e Inglaterra

Laura Bernardes

Mestrado em Educação na Universidade de Oulu, na Finlândia

Beatriz Guedes

2 comentários

Morgana Dezembro 21, 2018 at 12:17 am

Olá! Gostaria de uma informação sobre graduação. Quem tem ensino médio é qualificado para o curso superior na Tailândia?

Resposta
Liliane Oliveira Dezembro 24, 2018 at 2:37 pm

Olá Morgana,
A Bárbara Santos parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista na Tailândia chamada Agatha Transfeld que talvez possa te ajudar.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação