BrasileirasPeloMundo.com
Inglaterra

Funerais na Inglaterra

Funerais na Inglaterra – Resolvendo as questões práticas neste momento tão difícil

Escrever este artigo foi particularmente muito difícil, preciso confessar, mas acho que ajudará todos nós, leitores e colunistas.

Como lidar com toda esta situação, digo não só emocionalmente mas na prática, tendo que resolver os procedimentos para o funeral, estando longe da família?

Primeiros procedimentos

Independentemente da morte ter sua causa natural ou ter sido provocada, o corpo será levado para o hospital, e não para o IML como no Brasil. A polícia ou o hospital notificará o Coroner da cidade sobre o falecimento.  O Coroner é um oficial que assegura a investigação nos casos de morte por violência ou morte tida como suspeita. Ele irá determinar oficialmente a causa da morte, descrevendo quem era o falecido, como, onde e quando a sua morte ocorreu. Caso tenha dúvidas a respeito do falecimento, ele pode requerer nova autópsia, e se necessário abrir uma investigação.

O Coroner precisa do post mortem (a autópsia) feita pelo médico legista do hospital, e isto pode demorar até 10 dias para ficar pronto. Caso a família e amigos queiram visitar o falecido, é preciso ligar e marcar horário junto ao hospital, não podendo comparecer sem prévio aviso.

 

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Inglaterra

Assim que o Coroner receber o post mortem, ficará a cargo do mesmo abrir um inquest (investigação), pedir outra autópsia ou, caso não haja nada de suspeito em relação à morte, fornecer o death certificate (certificado de falecimento). Caso seja aberto um inquest, o Coroner pode fornecer o interim death certificate para que a família possa realizar o funeral tanto na Inglaterra como no exterior.

Com o death certificate ou o interim death certificate em mãos, a família terá três opções: fazer o velório e o enterro na Inglaterra, fazer o velório na Inglaterra e levar os restos mortais para o Brasil, ou então levar o corpo ao Brasil e realizar o velório e o enterro lá.

Opções e seus custos

Antes de pedir para que a família tomasse a decisão, eu pesquisei as 3 possibilidades. A primeira opção refere-se a contratação da funerária local chamada de funeral director, onde o mesmo oferece todo o serviço de coleta do death certificate, fazer o registro de óbito no register office (o que você também pode fazer e tem o prazo máximo de 5 dias para ser feito), o embalsamento e a realização do funeral, com a escolha do caixão e o local onde o falecido será enterrado. O preço com todo o serviço incluído é em média de £3,900.00, isso numa cidade no interior da Inglaterra, ou seja, em Londres torna-se mais caro.

A segunda opção realizando o velório e a cremação na Inglaterra, e levando os restos mortais para o Brasil custa em média £4,100.00, numa cidade do interior da Inglaterra, onde também neste caso todo o processo é feito pelo funeral director local. Neste caso, o falecimento também será registrado na Inglaterra, no register office da cidade ou do bairro. Este registro de óbito feito na Inglaterra deve então ser legalizado e apostilado, para somente então ser feito o registro de óbito no Consulado Brasileiro em Londres. O preço mencionado acima não inclui a legalização, apostilamento e registro de óbito feito no Consulado Brasileiro. Vale ressaltar que o Consulado Brasileiro só aceita o registro de óbito inglês ou o death certificate ou interim death certificate depois que o mesmo for legalizado. Neste período de legalização e apostilamento podemos contatar a empresa aérea, onde a mesma irá requerer o death certificate ou o interim death certificate, mas neste caso não precisa ser legalizado, e você poderá otimizar o tempo e já reservar o vôo, além de receber todas as informações e instruções necessárias em como levar os restos mortais para o Brasil.

A terceira opção, ou seja, realizar o velório e o enterro no Brasil, também segue os procedimentos parecidos com o da segunda opção, e foi esta a opção escolhida pela família do meu amigo, e o preço em média é £4,000.00.

Experiência pessoal

Resumindo o que aconteceu, o corpo do meu amigo ficou no hospital para a autópsia assim que a morte foi descoberta. Os pertences pessoais dele ficaram com a polícia e foram devolvidos após 1 semana (carteira, relógio, celular, essas coisas). Como a morte não foi natural e sim suicídio, o Coroner decidiu investigar a morte. Após 10 dias, o médico liberou a autópsia (post mortem) confirmando o suicídio,  enviando a mesma para o Coroner que abriu a investigação e nos deu forneceu o interim death certificate após 3 dias, para que o corpo pudesse ser levado ao Brasil. Assim que o interim death certificate ficou pronto, pudemos reservar um vôo que geralmente fica disponível em 5 dias úteis.

Eu preferi contratar uma empresa para fazer todo esse processo e me informar de cada passo tomado, já que eu queria que a família do meu amigo no Brasil tivesse certeza de que tudo seria feito da melhor maneira possível.

Leia também: Como dizer adeus sem se culpar quando perdemos alguém no Brasil

Primeiramente, eu tive que enviar um email para o Coroner com as informações dos pais do meu amigo, mencionando que eles me autorizavam a tratar de todo o processo e receber todas as informações.

Quando eu contratei a empresa de repatriation, é assim que elas são chamadas aqui na Inglaterra, a mesma entrou em contato com o Coroner e começou a seguir os próximos passos. A cada novidade, tanto eu quanto a empresa éramos contatadas.

A empresa recebe o interim death certificate, assim como a família ou a pessoa responsável.

Eu tive que preencher o formulário de registro de óbito para ser feito no consulado brasileiro.

Precisei enviar o passaporte brasileiro do meu amigo para a empresa, mesmo ele possuindo o europeu. A empresa fez a legalização do interim death certificate, porém não conseguimos registrar o óbito aqui no consulado brasileiro, já que não se trata de uma certidão de óbito definitiva, pelo fato da morte estar sendo investigada, mas conseguimos enviar o corpo para o Brasil.

O Coroner entrou em contato, dizendo que a decisão final sobre a investigação sairá em fevereiro de 2019, quando então poderemos registrar o óbito no register office daqui, bem como no Consulado Brasileiro em Londres.

Também precisei fornecer informações sobre quem seria o responsável pelo recebimento do corpo no Brasil, já que a empresa aérea entra em contato com esta pessoa confirmando se ela receberá o corpo.

A empresa recolheu o corpo assim que o interim death certificate foi fornecido e ficou com o corpo até enviá-lo ao aeroporto (o corpo deverá chegar no aeroporto 24 horas antes do vôo). A empresa fez o embalsamento, vestiu meu amigo com as roupas que enviamos e pudemos escolher o caixão (assim como no Brasil, há inúmeras opções).

Enfim, a empresa só conseguiu enviar o corpo até São Paulo, e a família do meu amigo é do Paraná. Eles tiveram que contratar um frete aéreo de São Paulo à Londrina com outra companhia aérea, e o preço fica entre R$2,000.00 e R$3,000.00.

Related posts

Comparações entre universidades da Escócia e Inglaterra

Laura Bernardes

Montanhismo no Reino Unido

Renata Mundim

Amigos brasileiros em Londres

Johana Quintana

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação