BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo França

Grasse – A Cidade do Perfume

Grasse – A Cidade do Perfume

Grasse, cidade localizada na Riviera Francesa, é considerada a capital mundial do perfume.
Desde o século XVIII, fábricas de óleos essenciais e indústrias de perfumes vêm nascendo e se instalando por aqui.

A história toda começa porque a muitos anos atrás a cidade abrigava curadorias e tinturarias de couro, e o processo para se obter o tecido final fazia com que o lugar cheirasse muito forte e mal. Por essa razão, uma rede de pequenas saídas de perfume foi instalada pela cidade, para que o odor ficasse mais agradável.

Hoje em dia essas saídas não existem mais, deixando apenas sua história para ser contada. Desde então, famosos “narizes” da perfumaria mundial nasceram e cresceram aqui, como Jean Claude Elena, antigo perfumista exclusivo da marca Hermés, hoje aposentado, e Jaqcues Cavallier, perfumista exclusivo, ainda em atividade, para a marca Louis Vuitton.

A cidade abriga em torno de 30 perfumarias, que, apesar de bem mais discretas que
antigamente, continuam bastante ativas e populares, principalmente entre os turistas. As três perfumarias mais tradicionais da cidade são a Perfumaria Fragonard fundada em 1926,
Molinard fundada em 1849 e a Perfumaria Galimard fundada em 1747. Os três locais possuem visitas guiadas e gratuitas, e além disso é possível visitar os museus e as antigas usinas tanto da Fragonard quanto da Galimard.

Leia também: tipos de visto para morar na França

Além disso, a localização de Grasse, que fica no meio das montanhas, 300-400 km de altitude, sempre favoreceu o plantio e cultivo de flores como rosa, lavanda, tuberosa e jasmim. Inclusive, as flores cultivadas aqui são muito famosas por possuírem um odor característico e marcante, o que atrai, nos dias de hoje, marcas como Chanel e Dior a manterem seus próprios campos para cultivo.

Essa cidade de aproximadamente 40 mil habitantes é excelente para ser visitada em um dia de verão, principalmente se for durante a Expo Rose ou a Festa da Jasmim. Entre junho e setembro, muitas atividades acontecem por aqui e elevam o astral do lugar. É verdade que durante o inverno a cidade fica muito mais tímida e recebe muito menos turistas, mas não perde seu encanto e nem deixa de oferecer opções para seus visitantes.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na França

Foto: Unsplash.com

O Museu Internacional da Perfumaria (MIP) também é uma ótima opção para os amantes e
entusiastas da perfumaria. Nele os visitantes são capazes de viajar por 3000 anos de história do perfume e da cidade. Lá você é capaz de descobrir como se deu a evolução da perfumaria, desde os tempos antigos, no Egito, até os tempos modernos, onde são lançados uma média de 40 a 100 perfumes diferentes todos os meses.

O museu também oferece na vila ao lado de Grasse, Mouans-Sartoux, acessível via transporte público, um jardim de plantas e flores que são usadas como matéria-prima por seus odores. O Jardin du MIP é conhecido por abrigar um conservatório de plantas perfumadas, levando o público a conhecer melhor o que é usado dentro de seus perfumes favoritos.

Leia também: custo de vida na França

Outro museu a ser visitado na cidade é o Museu de Arte e História de Provence, que conta
com coleções e exposições que remontam à vida não só em Grasse, mas na região de
Provence, desde os tempos antigos.
Todas as informações práticas sobre os museus da cidade você pode encontrar no site Museums of Grasse.

Um dos passeios mais legais, e que normalmente passa desapercebido pelos visitantes da
região, é a visita às grutas Souterroscope. Um conjunto de luzes e sons foi instalado
dentro das cavernas para levar o visitante a uma imersão completa nesse espetáculo criado pela natureza. Os 700 metros de extensão são guiados por composições originais de Christophe Guyard e dão um toque todo especial ao passeio.

O mais interessante sobre as grutas é a possibilidade de transitar livremente dentro delas, o que faz com que a visita seja feita totalmente no tempo de cada um, ou seja, você pode ir bem devagar e tirar fotos, contemplando a beleza do lugar totalmente no seu ritmo. De acordo com os administradores do Souterroscope, essa é a única caverna na França, e talvez no mundo, onde esse tipo de visita autoguiada é possível. Tome nota de que esse passeio envolve muitos degraus, sendo 200 para descer e outros 235 para subir, o que inviabiliza o uso de carrinhos de bebê, cadeiras de roda e outros aparelhos similares.

Também não é um passeio muito recomendado para pessoas com mobilidade limitada, como problemas no joelho, com problemas cardíacos ou que tenham algum tipo de fobia de lugares fechados.

A prefeitura e o escritório de turismo da cidade disponibilizam um site exclusivo com
informações sobre a região divididas por temas e por importância, facilitando a elaboração do itinerário de visita por aqui. Você pode acessar essas informações através do site
Paysdegrassetourisme , que conta com a opção do idioma inglês para navegação.

Morar aqui também não é nada mal. A apenas 25 minutos de carro de uma das mais famosas cidades praianas do sul da França, Cannes, onde acontece o festival de cinema mais badalado do mundo, Grasse consegue ser uma opção bem mais em conta para se viver e ainda assim conseguir aproveitar muito a Côte d’Azur.

Related posts

Desfile de Loucos em San Miguel de Allende, no México

Simone Gonçalves

Carros antigos em Magny-Cours

Lilian Moritz

Primavera francesa em Auvergne

Lilian Moritz

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação