BrasileirasPeloMundo.com
Dicas de compras pelo mundo EUA Nova Iorque

Guia dos melhores brechós em Nova Iorque

Guia dos melhores brechós em Nova Iorque.

Sabe aquela roupa que não dá mais em você ou que você se cansou de ver e que está no armário há anos? Ou aquele sapato que não combina mais com o look esportivo que você tinha aos 20 anos? Tem sempre alguém que vai querer usar o que você não quer mais. Doar para caridade ou vender para brechós é uma das melhores saídas para uma vida sustentável, já que é uma forma bacana de reciclar e fazer a roda girar.

O mercado de roupa e acessórios de segunda mão passa por um grande crescimento. Segundo os resultados de uma investigação realizada por Global Data, nos último três anos, o mercado de revenda de moda cresceu 20 vezes mais que o comércio varejista de roupa.

Aqui em casa, eu gosto de reciclar móveis, roupas e até aquelas frutas e verduras feias que ninguém quer pegar nos supermercados. Apesar de morar nos Estados Unidos, não mergulhei na onda do consumismo desenfreado americano. Pelo contrário, confesso que fico nervosa ao receber dezenas de catálogos pelo correio com objetos que eu jamais pensei que existiam e que posso, tranquilamente, viver sem.

Meu marido e eu montamos a maior parte do nosso apartamento em Nova Iorque com o que encontramos no lixo do nosso bairro, no Queens.  Falei sobre isso aqui. Em relação às frutas e verduras, passamos a comprar uma caixa de hortifruti com a colheita que ninguém quer através deste site. Ou seja, sabe aquele berinjela que ninguém quer porque ela está feia, apesar de estar saborosa? Ou aquela pêra que parece feinha, coitada, mas que está super suculenta? Pois é, dá para aproveitar o que ninguém quer, minha gente!

Com as vestimentas é o mesmo processo. Normalmente, as amigas e a família sabem que eu reaproveito roupas de terceiros sem problemas. Menos roupa íntima, claro. Então, sempre me avisam quando não querem mais uma peça do armário.

Os brechós também são uma boa saída e é aonde vou para comprar objetos para casa ou roupas de segunda mão.

No artigo de hoje vou listar cinco brechós que são parada obrigatória para quem gosta de garimpar objetos usados aqui em Nova Iorque. Há várias lojas de segunda mão na cidade, mas procurei selecionar as que eu gostei mais.

Leia também: Tudo o que você precisa saber para morar nos EUA

Buffalo Exchange

Um dos brechós mais antigos dos Estados Unidos e um dos mais conhecidos de Nova Iorque. Comprar e vender roupas no Buffalo Exchange é muito fácil. Você pode vendê-las para ganhar dinheiro ou para ganhar crédito na loja. Se decidir vendê-las, eles decretam o preço e você recebe 30% do valor da venda, pago na hora. Dá para montar um guarda-roupa inteiro com as peças encontradas ali. Há roupas das marcas Abercrombie & Fitch, Ralph Lauren, The North Face, Banana Republic, Marc Jacobs, Kate Spade, Michael Kors, Supreme, Zara e outras. São vários brechós espalhados na cidade.

Second Chance

É uma loja bem pequena no SoHo, que atende a uma clientela que gosta de marcas. Nunca comprei nada na Second Chance, mas quem se interessa por roupas e acessórios de grife, este é o lugar. O preço é salgado para o meu bolso, mas sai mais em conta do que comprar o produto novinho em folha. Uma bolsinha Gucci, por exemplo, bem pequenina, a tiracolo, sai por US$1,510.00.

Goodwill

É uma rede de brechós. Quando você compra numa loja Goodwill, acaba contribuindo para os programas sociais encabeçados pela organização. São mais de 2.600 lojas nos Estados Unidos e Canadá. Vendem jeans, vestidos, roupas para trabalhar, roupas para bebês, para crianças, eletrodomésticos, móveis etc. Tudo o que você imaginar existe nesse brechó! Em algumas lojas dá até para comprar vestido de noiva. A Goodwill também organiza leilões e você também pode fazer compras online neste link.

Angel Street Thrift Shop

Gosta de pechincha? Aqui é o lugar ideal. O brechó existe desde 1997 e parte da renda vai para uma organização sem fins lucrativos que ajuda dependentes químicos, portadores de HIV e doentes mentais.

O brechó recebe novas mercadorias várias vezes ao dia. Alguns fornecedores, inclusive, doam peças novíssimas! Então, se vier numa boa hora, poderá encontrar peças únicas, como um par de calças de marca por US$ 15 dólares ou camisetas da marca Anna Sui por US$ 6 dólares. Tudo novinho em folha!

O brechó também vende móveis e os preços são variados. Dá para achar pechinchas de US$ 10 dólares até preços mais salgados, que passam dos quatro dígitos.

Leia também: Jackson Heights, um dos bairros com mais diversidade cultural do mundo
Mother of Junk

Esta loja vintage fica no Brooklyn e oferece móveis, jogos de mesa, livros, arte, roupas e acessórios a preços acessíveis. Isso se você tiver tempo para olhar, já que o lugar é imenso e repleto de quinquilharia e tesouros escondidos. Mesmo que o objetivo não seja comprar nada, vale a pena a visita.

Related posts

Como fazer um boletim de ocorrência em Washington D.C.

Lorrane Sengheiser

Cinco invenções criadas em Nova Iorque (e você não sabia)

Debora L. Juneck

Onde estudar em São Francisco

Flávia Criss

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação