Minha chegada em Cambridge

0
210
Kings College (Foto: Bruno Castelucci @bcastelucci)
Advertisement

Minha chegada em Cambridge, na Inglaterra.

Desde que me conheço por gente, sempre gostei muito de estudar e procurava me dedicar
para conseguir a melhor nota possível. Um pouco antes de me formar na faculdade, comecei a minha carreira e enxerguei a oportunidade de estudar idiomas.

Estudei Francês por um tempo, mas foi o Inglês que se tornou a minha segunda língua oficial. Tive a feliz oportunidade de realizar 2 intercâmbios para me aperfeiçoar, um em Dublin em 2013 e outro em Vancouver em 2016. Juntando essas experiências, mais a minha paixão por viajar, não demorou muito para começar a me imaginar morando por longo prazo em um outro país.

Foi quando no início de 2017 meu marido recebeu uma proposta para trabalhar na Alemanha, e, então, o que não passava de uma idealização, se transformou em uma oportunidade. Fizemos nossa listinha dos “prós e contras”, analisamos e, no fim, arrumamos nossas malas e partimos. #PartiuAlemanha.

Pouco tempo depois, a vida nos preparou mais uma surpresa. Assim que eu me mudei para
Colônia, meu marido recebeu uma outra proposta de trabalho, desta vez para Cambridge, na Inglaterra. Acredito que tomar essa decisão foi ainda mais difícil do que aquela que tomamos para sair do Brasil. Eu sempre fui apaixonada pela Alemanha, desde suas cidadezinhas que parecem de conto de fadas até a pela cultura extremamente prática e organizada alemã.

No entanto, a minha carreira também sempre foi muito importante para mim, e sabíamos que eu encontraria uma barreira, mesmo que temporária, para trabalhar na minha área devido a limitação no idioma. Então, com alegria e coração partido ao mesmo tempo, decidimos que Cambridge seria o nosso lar (#PartiuTerradaRainha), e cá estamos desde julho de 2017.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Inglaterra

Eu nunca havia sequer viajado para a Inglaterra, e somando à quantidade de mudanças que tive em um período tão curto de tempo, confesso que não foi nada fácil. Eu tive que aguardar a chegada do meu visto definitivo, para, então, iniciar o meu processo de recolocação profissional.

Foto: Bruno Castelucci @bcastelucci

Felizmente, após uma semana que o recebi, também recebi minha primeira proposta para trabalhar na área de RH. De lá para cá, as coisas foram se ajeitando… Eu recomecei a minha carreira, criei a minha própria rotina e voltei a ter minha independência financeira.

Após o choque inicial, pude ver que Cambridge é ótima cidade para se viver. É um pouco
cara… arrisco dizer que trata-se da segunda cidade com o maior custo de vida da Inglaterra.

Leia também: 5 cidades para morar fora de Londres

Para os profissionais da área de Engenharia, Software, Tecnologia Eletrônica e Biotecnologia, a cidade pode ser uma aposta. O número de oportunidades nessas áreas tem crescido muito nos últimos anos, quando surgiu o termo “Silicon Fen”, algo parecido ao Vale do Silício na Califórnia, mas relacionado à região de Cambridge.

Isso fez com que se instalassem por aqui várias empresas do setor e favoreceu o crescimento de pesquisas voltadas para os setores de alta tecnologia, recebendo boa influência do histórico inovador da Universidade de Cambridge, que trata-se de uma das melhores universidades do país.

Mas para você que é uma pobre mortal e não é do setor de tecnologia, como eu, me and myself (risos), não se preocupe, aqui você também encontrará boas oportunidades para todas as áreas.

Devido ao grande número de estudantes, a sua maioria vindo para estudar na Universidade de Cambridge, a cidade é muito jovem e internacional. Quando andamos no centro, é possível ouvir dezenas de línguas diferentes.

A Universidade é um dos cartões postais da cidade. Até hoje eu fico admirada com a beleza dessas construções. Há um sistema oferecido por alguns dos colégios da Universidade de Cambridge, nas quais os moradores podem realizar um cadastro e entram gratuitamente por um período pré-determinado de tempo. Ainda não tive a oportunidade de conhecer todos, mas é uma experiência muito rica (histórica e culturalmente falando).

Cambridge acaba sendo uma cidade pequena, com uma cultura de cidade grande…
Conseguimos até achar algumas comidas brasileira no supermercado, e isso é ótimo,
principalmente quando bate aquela saudade de tomar um Guaraná.

A região que mais gosto em Cambridge são as margens do rio Cam. Lá podemos andar de
Punting, ou só mesmo ficar em frente ao rio, vendo o tempo passar. Eu arrisquei andar de
Punting uma vez, foi um desastre, diga-se de passagem, mas foi bem divertido. Amigos
geralmente se encontram nesse local, simplesmente para jogar conversa fora ou fazer um
piquenique.

Eu aprendi aqui a dar muito mais valor a minha qualidade de vida e aproveitar as coisas simples, como assistir um pôr do sol, caminhar nos parques e, claro, viajar, mesmo que seja por um final de semana. Essa é uma das maravilhas em se morar na Europa,
tudo perto e barato.

O transporte público por aqui fica um pouco a desejar. Não que seja ruim, mas há somente
ônibus, e eles estão constantemente atrasados. A famosa pontualidade britânica não se aplica aos meios de transporte, infelizmente. Se não quer se atrasar, se programe para pegar um ônibus antes, ou escolha outro meio de transporte.

Falando em outro meio de transporte, a cidade é muito plana e há ciclovias por toda a parte. Você não precisará de carro, se não quiser utilizar o transporte público. É super natural as pessoas terem apenas uma bicicleta como seu meio de transporte. Bike é vida! E o melhor de tudo, os ciclistas são respeitados pelos motoristas.

Os Pubs estão sempre cheios, de segunda a segunda, e um ponto interessante, é que não há diferenciação de idade. Existem jovens, idosos, famílias, todos juntos no mesmo ambiente, vivendo e se divertindo. Para quem gosta de cerveja, cada um dos Pubs produz a sua própria, e há uma certa rivalidade positiva.

Eu poderia passar horas descrevendo tudo o que eu gosto daqui, mas queria encerrar esta
mini-apresentação, dizendo que eu amo as nossas 4 estações. Poder vivenciar de fato a
primavera, verão, outono e o inverno com suas peculiaridades, não tem preço.

E o melhor, segundo os britânicos, Cambridge é considerada a cidade com o melhor clima de todo o Reino Unido (o que nada mais é do que a cidade que menos chove em comparação com as outras do reino), o que vamos concordar, para o “padrão britânico” é mesmo uma qualidade e tanto, hein?

Até a próxima!

_____________________________________
Se você quiser mais informações sobre o Silicon Fen, aqui tem alguns sites:

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.