BrasileirasPeloMundo.com
Espanha Transporte Público Pelo Mundo

Mobilidade em Valência

Uma das coisas que eu mais gosto em Valência é a facilidade de me locomover pela cidade. Quando morava em São Paulo, a princípio, utilizava o metrô para ir até o trabalho e quase todos os dias passava pelo drama de esperar um trem onde eu conseguia entrar e de ter um mínimo de espaço para me mexer e respirar um pouco.

Depois, quando mudei de emprego e tinha um estacionamento disponível, ia ao trabalho de carro e iniciou-se então o problema do trânsito em São Paulo onde, muitas vezes, eu levava cerca de duas horas para fazer um trajeto de 14 quilômetros.

Hoje, aqui em Valência, quando alguém me diz que pegou trânsito ou que tal lugar na cidade é muito longe, dou uma risadinha educada e lembro dos meus dias de sufoco no transporte público ou trânsito de São Paulo.

As opções para se locomover pela cidade de Valência são: a pé, ônibus, metrô, táxi e as famosas Valenbisi, que são bicicletas que encontramos em vários pontos da cidade e podemos retirá-las e devolvê-las em outro ponto.

Eu costumo andar muito a pé pela cidade, embora Valência seja a terceira maior cidade da Espanha, comparada com São Paulo ela é pequena, então acho muito fácil ir aos locais em que tenho que ir caminhando. Nesse ponto, minha vida mudou completamente com relação a vida que levava em São Paulo, desde que cheguei aqui dirigi apenas uma vez, qualquer lugar que gostaria de ir eu consulto algum caminho pelo mapa do Google e vou caminhando.

(Ausência de) trânsito em Valência - foto acervo pessoal
(Ausência de) trânsito em Valência – foto acervo pessoal

A segunda opção que mais utilizo a linha de ônibus da cidade. Os ônibus daqui são super limpos e bem cuidados, o valor da passagem simples é 1,50€ e é possível comprar algumas espécies de abonos de acordo com sua necessidade. Dificilmente você irá pegar um ônibus que esteja extremamente cheio, como costumamos ver no Brasil. Claro que há horários, como o horário em que as pessoas estão saindo de seus trabalhos, em que os ônibus estão mais cheios, mas ainda assim é possível entrar e conseguir se locomover pelos corredores sem problemas. A EMT, Empresa Municipal de Transportes, conta com 59 linhas de ônibus em Valência, das quais duas levam até a praia e é possível consultar no site da empresa o horário em que seu ônibus irá passar pelo ponto. Em alguns pontos essa informação é disponibilizada de maneira eletrônica em um painel, e eles são bem pontuais quanto a esses horários.

Já o metrô de Valência tem 9 linhas que cobrem a capital e algumas outras cidades vizinhas a Valência. Assim como o ônibus, é  possível consultar o horário que o trem irá passar. Muitos trens utilizam a mesma linha em uma estação, seguindo, cada um, sua própria linha depois, por isso os trens não passam seguidos, um do outro, e sim com alguns minutos de diferença. Essa informação é disponibilizada, também, de forma eletrônica na plataforma. O valor do bilhete simples e para uma zona é de 1,50€ e, como no caso do ônibus, é possível comprar abonos de acordo com suas necessidades. As estações de metrô e os trens são limpos e bonitos, e também não extrapolam seus limites como os metrôs de São Paulo, o que é um ponto positivo. O ponto negativo, para mim, é a quantidade de baldeações que tenho que fazer para chegar até a universidade e o fato de os trens passarem em determinados horários, e não de forma contínua, por esse motivo acabo utilizando o ônibus.

Metrô de Valência vazio no final da manhã
Metrô de Valência vazio no final da manhã – foto acervo pessoal

Outra opção existente ao lado de minha casa é a Valenbisi, mas confesso que essa eu ainda não testei. São bicicletas disponibilizadas todo os dias e horários do ano em determinados pontos da cidade. Para utilizar as bicicletas basta ir ao totem existente no local onde as bicicletas estão disponíveis e aproximar o abono que você tenha (de longa ou curta duração) ou o cartão de associado, colocar sua senha, e retirar a bicicleta que deseja. Para devolver a bicicleta, basta dirigir-se ao ponto que queira e encaixar a bicicleta no local que tenha disponível. Esses abonos e cartão de associados podem ser adquiridos nos pontos determinados pela empresa. O abono de longa duração permite a utilização das bicicletas o ano inteiro e o seu valor é de 29,21€, sendo os trinta primeiros minutos gratuitos, de 30 a 60 minutos é cobrado o valor de 0,52€ pelos 30 minutos adicionais e 2,08€ por cada 60 minutos adicionais; o abono de curta duração permite a utilização durante uma semana (7 dias) e o custo é de 13,04€, com os trinta primeiros minutos gratuitos, de 30 a 60 minutos é cobrado o valor de 1,04€ pelos 30 minutos adicionais e 3,12€ por cada 60 minutos adicionais. Por fim, o cartão de associado permite que as bicicletas sejam utilizadas durante o ano todo pelo valor de 27,07€ e são cobradas as mesmas tarifas adicionais existentes no caso do abono de longa duração. Em vários pontos da cidade é possível encontrar ciclofaixas para fazer o trajeto de bicicleta sem arriscar-se pelas ruas em meio aos veículos.

A última opção para se locomover pela cidade seriam os táxis. Quando se está em mais pessoas, vale a pena pegar um táxi e dividir o valor já que a cidade não é tão grande e não tem um tráfego intenso. A tarifa mínima diurna é de 4€ e a mínima noturna é 6€ e para muitos lugares que fui, seja dia ou noite, acabamos pagando esse valor mínimo.

A cidade de Valência está muito bem alimentada pelo transporte público, é possível atingir qualquer ponto da cidade de ônibus ou metrô e, para aqueles que estão acostumados e gostam de andar de bicicletas, é possível alugar as bicicletas disponíveis na cidade. O trânsito local não se compara ao trânsito que estamos acostumados a enfrentar nas grandes cidades do Brasil e posso dizer que, desse ponto de vista, ganhei muito em qualidade de vida e não sinto falta do transporte público e trânsito de São Paulo.

Related posts

Turistando em Barcelona

Gleice Garcia Santiago

Turismo e transporte público na Holanda

Regina Oki

4 motivos para amar Barcelona

Lisa Marie Afonso

14 comentários

Giuli Castro Maio 18, 2016 at 5:06 pm

Adorei saber mais sobre os meios de transporte, Thata. Em SP, qq escolha que se faça é uma loucura mesmo. Lembro qdo eu fazia pos e pegava metro as 18:30 na Sé. Nossa, nao sei ainda como nao fui massacrada na multidao… Hehehe
Beijos!

Resposta
Thais Maciel Gomes Maio 18, 2016 at 5:23 pm

Giuli, São Paulo era um caos mesmo. Passava muito sufoco na linha vermelha depois do trabalho, sempre voltava até a barra funda para, pelo menos, conseguir entrar no metrô. Beijos!!

Resposta
Angela Maciel Gomes Maio 18, 2016 at 6:11 pm

Infelizmente o transporte de público de São Paulo está longe de ter uma solução…Conheci Valência e é linda! e mais uma vez digo que vale a pena conhecer….bjos

Resposta
Thais Maciel Gomes Maio 23, 2016 at 6:42 pm

Uma pena mesmo, uma cidade como São Paulo precisa de um transporte público de melhor qualidade e que alcance a todas regiões facilmente.

Resposta
Valeria Maio 31, 2016 at 1:50 am

Oi Thais,
Estou para aposentar tenho 54 nos e quero fazer um curso de audiovisual e cinema em Valencia. Existe alguma cidade perto de Valencia agradavel a cerca de no maximo 30 miutos de trem para morar.Pretendo ficar por um ano e gostaria de morar num pueblo bonito e tranquilo. Moro em BH e conheco varias cidades da Espanha. Aguardo dicas suas!! Gostei do seu artigo sobre o transporte da cidade! Abraços Valéria

Resposta
Thais Maciel Gomes Maio 31, 2016 at 12:14 pm

Valeria, boa tarde. Que bom que gostou do texto deste mês. Não conheço muito bem os pueblos daqui da região, mas a maioria dos meus colegas de Mestrados residem fora da capital. Próximo a Valência, em uma analogia a grande São Paulo ou grande BH, temos cidades como Benimaclet, Burjassot, Alboraya (esta bem próxima da praia). Estas cidades mencionadas são praticamente uma extensão de Valência e com certeza você não levaria 30min de trem até seu curso. Se você busca um pueblo menor e um pouco mais afastado da cidade, acho que você pode procurar algo em que eles chamam de “Pobles del Sud”, região também próxima a praia (menciono essa região pelo bom clima), sei que alguns brasileiros moram em um pueblo chamado Sueca e parece ser um lugar agradável. Espero tê-la ajudado um pouco.
Abraços,
Thais

Resposta
Mirtes Abril 16, 2017 at 3:38 pm

Meu nome é Mirtes e sou Brasileira mais moro nos Estados Unidos 30 anos.
Estou indo para Madrid Nov08 e queria muito fazer de bicicleta um pedaço do Caminho peregrino de Compostela. Tem algum brasileiro ou brasileira que ama andar de bicicleta que gostaria de fazer comiho.

Resposta
Thais Maciel Gomes Abril 22, 2017 at 11:38 am

Olá Mirtes, em alguma rede social deve ter grupos a respeito do assunto, espero que encontre alguém.

Boa viagem!

Resposta
Carla Mota Maio 30, 2017 at 1:39 pm

Oi, adorei as informações. Estou indo para Valência morar por um ano e amei as informações sobre transporte, pois preciso calcular os valores para me preparar. Sabe me dizer se os valores permanecem os mesmo hoje em dia?
Agradecida!

Resposta
Thais Maciel Gomes Maio 30, 2017 at 1:46 pm

Olá Carla, obrigada por acompanhar o blog. Você pode consultar os valores atuais nos seguintes sites: http://www.metrovalencia.es/wordpress/?page_id=304 e https://www.emtvalencia.es/ciudadano/index.php?option=com_content&view=article&id=621&Itemid=66&lang=es

Calcule direitinho a rota que precisará fazer para saber qual abono é melhor para você. Eu, por exemplo, utilizo a “tarjeta tuin” do metrô de Valência, cuja recarga mínima é de 10€, mas eu pago um valor menor por trecho que tenho que percorrer (as linhas de Valência são divididas por zona e se você faz uma viagem de uma zona a outra, o valor do bilhete é maior do que uma viagem dentro da mesma zona).

Boa sorte,
Thais

Resposta
caetano Agosto 26, 2017 at 4:19 pm

oi…estarei vindo de Barcelona e pretendo ficar 2 dias em Valencia…onde devo descer , qual estação de trem mais proxima do centro histórico? pois meu hotel esta nessa região.. ..Joaquin Sorola ou estação nord?
existe algum passe de transporte na cidade?

Resposta
Thais Maciel Gomes Agosto 28, 2017 at 2:15 pm

Olá Caetano, a estação de trem mais próxima do centro é a Valencia Nord, no entanto, não sei se o trem que vem de Barcelona realiza paradas ali tamb´rm, confira no seu bilhete a estação de destino. Os trens provenientes de Barcelona costumam realizar a parada na estação Joaquin Sorolla, que também não está longe do centro, você pode ir caminhando até o local, de metrô ou ônibus. Quanto ao passe, existe os abonos de metrô, ônibus e um abono que combina os dois transportes. Verifique no site do metrô ou da emt qual melhor se adequa as suas necessidades.

Abraços,
Thais

Resposta
Ivan Junho 18, 2018 at 2:03 am

Olá .. Saberias me informar alguns pontos
De venda onde compro as passagens de metrô e ônibus urbano em Valência ?
E se é algum tipo de cartão com credito ou bilhetes de passagem para varios embarques?
Obrigado

Resposta
Liliane Oliveira Junho 18, 2018 at 1:29 pm

Olá Ivan,
A Thais Maciel Gomes parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na Espanha que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação