Cinco motivos para não morar em Nova Iorque

0
1104
Advertisement

Não é novidade para ninguém que eu sou apaixonada por Nova Iorque e adoro morar aqui. Até já escrevi um texto sobre as 10 razões para morar em Nova Iorque mas, agora, resolvi escrever motivos para não morar em Nova Iorque, sobre os defeitos da cidade, pois a maioria das pessoas acha que morar aqui é viver em um conto de fadas onde tudo é perfeito, sendo que não é bem assim.

Eu tenho a minha rotina comum – normal, como a de todas as pessoas, independente de onde moram – com estudo, trabalho, cuidar da casa, enfim. Nova Iorque é uma cidade grande, com defeitos e qualidades, como qualquer outro lugar no mundo.

Vamos lá:

1. Super-populosa e superpovoada: Há cerca de 19 milhões de pessoas que vivem em Nova Iorque. Uma sinfonia de motores, buzinas, obras e vizinhos barulhentos deixa claro que você está, sim, na cidade que nunca dorme. Você sai na rua e a confirmação tende a se firmar: a calçada, o ônibus, o trânsito, o elevador, o banco, o supermercado, o restaurante, o cinema, as lojas… Todos os lugares parecem transbordar de pessoas. Tudo é sempre lotado de gente, mesmo com inúmeras opções de diferentes lugares para ir. É preciso sempre se programar com antecedência para garantir seu lugar ao sol. Sempre me pergunto se ainda caberia mais gente. Outra reflexão melhor: qual a saída (se é que existe) para a superlotação de Nova Iorque?

2. O custo de vida é vergonhosamente alto. Já falei aqui sobre o custo de vida em Nova Iorque, que é algo fora da realidade, ainda mais se convertermos os preços de dólar para real. Se você não está nadando em dinheiro, provavelmente não terá o mesmo padrão de vida que levaria, por exemplo, em São Paulo. O custo de vida aqui é 25% maior que a média nacional. Uma pessoa residente na cidade tem que ganhar cerca de US$ 123 mil por ano para ter o mesmo padrão de vida de uma pessoa residente em Houston que ganha US$ 50 mil.  E se não bastassem os altos custos dos produtos, ainda há taxas que você paga no final, fora os 20% de gorjetas para qualquer tipo de serviço; isso também inclui manicure, cabeleireiro, dentre outros. Os custos de moradia são inflacionados 400% acima da média nacional.  Mesmo aquelas pessoas que tentam se aventurar no empreendedorismo e iniciar um pequeno negócio, isso fica condicionado ao atoleiro comercial da cidade. O estado é classificado como o segundo – logo atrás da Califórnia, devo acrescentar – a ter o pior clima para os negócios. E isso é, por um lado, alarmante porque tende a incentivar o aumento da criminalidade, visto que muitos não podem se dar ao luxo de ter um lar ou comer todos os dias, mantendo um dia normal de trabalho.

Optimized-Screen Shot 2016-02-19 at 11.14.45 AM
Comparativo de custo de vida entre as cidades americanas. (Fonte: www.toptenz.net)

3. Turistas: Como eu disse, existem cerca de 19 milhões de pessoas vivendo em Nova Iorque. Quando você adiciona os vários milhões de turistas que visitam o estado a esse número, o lugar é simplesmente abarrotado de gente. Ao contrário de muitos outros estados que realmente têm uma indústria de algum tipo, ou seja, manufatura, agricultura, a indústria principal de Nova Iorque é o turismo. Os turistas realmente ajudam a cidade a girar, pois gastam bastante dinheiro – algo na ordem de US$ 30 bilhões. Isso significa que ter sempre pessoas passeando pelas ruas faz parte da sua rotina diária e, sim, isso atrapalha e incomoda (risos). Os turistas estão, obviamente, a passeio pela cidade; andam devagar, param para tirar fotos. O morador da cidade está sempre com pressa, tempo é dinheiro, então, há sempre esse contraste de personagens diariamente pela cidade.

4. Sujeira: Nova Iorque é suja. Há lixo nas ruas. O dia seguinte a uma nevasca é um caos: a prioridade dos caminhões de lixo acaba sendo tirar a neve das ruas e, por isso, os sacos de lixos se acumulam pelas calçadas, a neve vai ficando suja… Eca! Grande parte dos culpados são as pessoas: os residentes e os turistas. Há muita gente aqui e nem todos colaboram, não cuidam da cidade, jogam lixo nas ruas (mesmo tendo inúmeras latas de lixo espalhadas por toda a cidade), não recolhem as fezes dos animais e por aí vai.

Outro ponto, e talvez o que mais me impressiona aqui, são as estações de metrô. Quem já entrou em uma, sabe do que estou falando sem que eu precise explicar. Elas são absolutamente nojentas! Sujas de pó e de lixo que as pessoas jogam nas linhas dos trens (absurdo!!!!). Fora os ratos que habitam a região, uma praga que aterroriza a cidade já há alguns anos – eles sobrevivem em lugares úmidos e sujos.

5.Extremos das temperaturas: O clima nova-iorquino tem extremos que surpreendem a todos: o verão é MUITO quente e úmido e o inverno é MUITO frio e seco. Morar em qualquer um desses extremos é super desconfortável e acaba influenciando totalmente nas escolhas do meu dia a dia. Como o clima no mundo todo anda meio desregulado, já aconteceu até mesmo de nevar em abril, em plena primavera. Este ano, por exemplo, Nova Iorque teve um inverno mais ameno se comparado aos invernos dos últimos 2 anos, porém, também teve nesse mesmo inverno a maior nevasca vista na cidade desde 1869!

Essas são 5 razões grandes e fortes que podem fazer qualquer pessoa desistir da ideia de morar em Nova Iorque, porém, na minha opinião, aquelas 10 razões que já escrevi aqui e citei no início do post são muito mais inspiradoras para uma vida feliz.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.