BrasileirasPeloMundo.com
Arábia Saudita Bahrain

Mudança do Bahrain para a Arábia Saudita

Para muitas pessoas, mudança é algo totalmente doloroso. Muitos não aceitam a mudança e ficam se remoendo e se matando com mil pensamentos de como será dali para frente. Outros nem sequer ousam pensar no bem que essa mudança pode fazer. Só pensam em como será trabalhoso sair da zona de conforto, da mesma rotina e vidinha de sempre. E sim, muitas vezes será, mas olhar o lado positivo muda totalmente essa visão.

Eu amo aquela frase que diz: “as pessoas têm medo de que as coisas mudem. Eu tenho medo de que tudo fique igual”.

Quando eu falo que gosto de mudanças, isso inclui quase tudo na minha vida. Ainda assim, confesso que de mudar de casa eu já enjoei um pouco!

Porém, com a minha boa impulsividade dos 21, o pensamento no futuro e na minha carreira daqui a 10 anos e claro, pensamento na minha conta bancária a curto e longo prazo, anuncio que, depois de quase 2 anos de Bahrain, hoje estou indo para a famosa e temida Arábia Saudita.

Calma, calma, não faz essa cara! Deixa eu explicar.

Ainda não sei muita coisa, tenho poucos conhecidos, mas estou achando tudo o máximo. É um lugar cheio de mistério, cultura e costumes que vocês vão descobrir junto comigo. Pensa que aventura louca a gente vai viver? Pois é, já quero!

A verdade é que o mundo conhece a Arábia Saudita pelo extremismo cultural na maioria das vezes, mas esse país conta com coisas muito interessantes e paisagens muito bonitas.

Aqui no BPM, nós já sabemos um pouco sobre essa cultura – que, diferente do que muitos pensam, não é igual à do Bahrain – pelas incríveis histórias da nossa amiga colunista Gabi.

Eu vou morar em Jeddah, a parte do país que se encontra com o Mar Vermelho, e confesso que estou ansiosa, nervosa, feliz, não-sei-o-que-estou-sentindo, com essa experiência.

Já estou me sentindo mega acolhida por algumas brasileiras a quem fui apresentada, e isso me deixou bem aliviada. Fiquei ainda mais feliz quando soube que, na próxima semana, será inaugurada uma churrascaria brasileira na minha cidade. Matar a saudade da comida será maravilhoso, e assim que eu tiver a experiência, conto para vocês.

A maioria das pessoas sabe a dificuldade que é conseguir entrar na Arábia Saudita. Aqui não existe visto de turista. Ou seja, você só entra para trabalho ou tendo algum contato muito próximo com as pessoas que moram – filho, marido ou o famoso QI, o ‘quem indica’ – ou se for árabe, claro.

O procedimento de obtenção do meu visto foi todo arranjado pela empresa, que se responsabilizou por todo o trâmite, e o processo foi feito em Dubai. Porém, fui informada de que para obter o visto de residência, preciso emiti-lo no meu país de origem daqui a 6 meses. Ou seja, depois de alguns anos, Brasil, em breve estou chegando!

A minha moradia também foi responsabilidade da academia. Inclusive, fiquei muito feliz com toda a confiança que me proporcionaram. Me enviaram mil vídeos, fotos da casa vazia e, depois, da casa com os móveis, a localização, falaram da vizinhança e etc.

Na Arábia Saudita não posso dirigir, então, como todas as mulheres, contarei com a ajuda de um motorista particular ou darei aquele jeitinho tradicional com Uber e táxi.

Como eu ainda não estou em Jeddah, obtive algumas informações básicas por amigas, que eu vou passar para vocês.

  1. É absurdamente calor.
  2. Bahrain é um amorzinho perto daqui
  3. Não podemos comprar bebidas
  4. Não tem balada
  5. Mulher não dirige
  6. Não tem cinema
  7. Você não precisa se preocupar com segurança
  8. Você precisa usar abaya
  9. A comida é barata – porém, não sabemos como será meu futuro restaurante preferido brasileiro
  10. Usam VPN para T-U-D-O

A parte legal é que temos os compounds que salvam nossas vidas. Esses são condomínios imensos feitos especialmente para expatriados. São gigantes e nos permitem levar uma vida normal do portão para dentro.

Pode parecer meio estranho, mas é como se fosse uma cidade normal dentro do país. É óbvio que os aluguéis são muito mais caros, mas acaba, no fim, valendo a pena – e se você não morar lá, você sempre arruma um amigo que mora.

Bom, de início estou saindo do Bahrain com o coração apertadinho pelas pessoas que vou deixar, mas o lado bom é que 2 horinhas de voo podem me trazer novamente pra casa do meu pai e ao encontro de amigos tão queridos.

Independentemente disso, estou muito feliz com tudo o que está acontecendo. Mudança é uma coisa maravilhosa e Deus sabe de todas as coisas na nossa vida. Estou indo com o coração aberto e sem nenhum julgamento, pronta para deixar a Arábia Saudita me conquistar e me fazer esquecer todos os boatos que já ouvi por aí.

Deixo vocês por dentro de como foi a chegada e as primeiras impressões no próximo post!

Está sendo um prazer imenso dividir minha vida com vocês!

Related posts

Agora as mulheres podem dirigir na Arábia Saudita

Gabriela Lirio Delfino

Verão na Arábia Saudita

Carla Ferreira

Arábia Saudita – Com que roupa eu vou?

Carla Ferreira

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação