BrasileirasPeloMundo.com
Argentina Natal Pelo Mundo

Natal a dois no exterior

Natal a dois no exterior.

O final do ano já está aí, as festas se aproximam e grande parte dos que vivem fora do Brasil planejam ir visitar a família ou receber os familiares para as comemorações. Há, porém, aqueles que, por diferentes motivos, não poderão compartilhar tais momentos com suas famílias. Alguns, já bem estabelecidos no novo país, terão seus festejos acompanhados de amigos ou até mesmo da nova família. Outros, no entanto, passarão sozinhos ou com o companheiro ou companheira.

As festas de 2018 reservam, para mim, comemorações de Natal e Ano Novo apenas com meu esposo. Com as famílias no Brasil (a minha) e no México (a dele), além dos altos preços das passagens nesta época e a impossibilidade da viagem por questões de trabalho, não tivemos outra opção. Será a segunda vez em que nós passaremos essas datas sozinhos aqui na Argentina, nestes quase três anos em que moramos no país. Apesar do pesar de estarmos longe da família, tratamos de buscar maneiras de fazer com que tais momentos não percam o encanto e magia que lhes são próprios!

Leia também: Natal na Argentina 

Antes, porém, confesso: não é fácil! Essa é uma época em que sempre estamos mais reflexivos, há muitas lembranças e nostalgias dos Natais da infância e a saudade parece apertar um pouco mais. Saber que toda a família se reúne e você é o único a não estar, pesa! Construir novas lembranças e fazer das comemorações de fim de ano momentos de alegria, não obstante, são importantíssimos para permitir que a passagem para o novo ano seja agradável e linda, como se merece. Para tanto, dou algumas dicas que funcionaram muito bem para mim no meu primeiro Natal a dois:

  • Decore a casa. Não é necessário comprar a árvore mais cara nem encher de apetrechos. Ter alguns detalhes natalinos deixa a casa com ares novos e trazem um aconchego típico da época. Não importa se você irá ou não receber visitas: a decoração tem que ser para você mesma!
  • Compre presentes. Ainda que seja uma lembrancinha, troque presentes com o seu companheiro (coloque-o debaixo da árvore, se fizer uma), ou até com você mesma! O ato de tirar um tempo e escolher algo para presentear é muito significativo e demonstra cuidado e bem-querer.
  • Mantenha os rituais familiares. Se sua família costumava jantar na noite do dia 24 e trocava presentes à meia-noite, faça o mesmo! Manter algumas tradições nos aproxima dos laços familiares, mesmo quando não temos a família perto da gente. Se você gosta de cozinhar, pode ser um bom momento para ligar para a sua avó e pedir aquela receita tradicional do Natal! Mas se a cozinha não é o seu forte, procure restaurantes que fazem pratos por encomenda ou até mesmo brasileiros que trabalhem com gastronomia de maneira independente, de quem você poderá encomendar aquele prato com gostinho de casa.
  • Capriche. Não é porque você está sozinha ou a dois que você não precisa arrumar a mesa. Invista em uma festa bonita. Escolha uma toalha de mesa, tire aquela louça que você guarda para ocasiões especiais, selecione uma trilha-sonora e desfrute!
  • Esteja em contato com a família. A tecnologia, felizmente, permite diminuir um pouquinho a distância física. Aproveite as facilidades de uma chamada de vídeo para compartilhar o momento com os familiares. Com a casa toda arrumada, mesa caprichada e aquela receita de família preparada, há muita foto para compartilhar no grupo da família (e demonstrar que, mesmo distantes, de alguma maneira eles estão presentes).
  • Ficar emotivo é normal, mas não deixe a deprê tomar conta. Ao falar com a família, a emoção pode tomar conta. Mas lembre-se que há uma mesa linda e uma comida deliciosa te esperando e que, apesar de corpos distantes, os corações estarão sempre próximos!
  • Crie novas tradições. Manter rituais é muito importante, mas aproveite, também, para criar novas tradições natalinas! Será que o país onde você mora possui uma sobremesa típica para a ocasião e que é deliciosa? Que tal incorporá-la ao menu?
  • Faça listas. Apesar de clichê, são de grande ajuda. Liste as razões pelas quais você saiu do Brasil. As conquistas do último ano. Os projetos para o futuro. Tudo o que te encanta no país onde mora. A papelada não irá diminuir a saudade, mas irá relembrar o quanto vale a pena todo o sacrifício!

Lembrando que as tradições e a relação com as festividades de fim de ano são particulares e muito diferentes para cada um. Seja como for a sua, faça o possível para motivar-se e não deixar que o espírito solitário tome conta. Terminar um ano e começar o seguinte com o pé direito pode parecer supersticioso, mas manter um ciclo de positividade é sempre bom e só traz benefícios!

Leia também: O desafio de partir

Desejo a todas e todos vocês, leitoras e leitores, um encantador Natal e um novo ano de prosperidade, conquistas e muitas alegrias!

Leia mais sobre Natal Pelo Mundo

Related posts

Natal na China

Christine Marote

Natal na Grécia

Amanda Fontenele

Portunhol, nem português, nem espanhol

Fabi Lima

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação

Pin It on Pinterest

Share This