BrasileirasPeloMundo.com
Argentina Curiosidades Pelo Mundo

Quais são os feriados na Argentina?

Quais são os feriados da Argentina?

Feriado vem de feriar e significa 1- Dar feriado ou férias; 2-Ir ou estar de férias [Dicionário Aurélio]. Na prática, significa viajar, descansar, colocar uma leitura em dia ou até mesmo trabalhar ainda mais.

Leia também: Profissões, Demandas, Entrevista, Salários e CV na Argentina

Os feriados na Argentina podem ser inamovibles, transladables ou no laborales.

Os inamovibles são fixos, o feriado sempre será na data que corresponde.

Os transladables, por sua vez, são transladados à segunda-feira anterior se caem numa terça ou quarta-feira ou à segunda-feira seguinte nos casos em que caem numa quinta ou sexta-feira.

Os días no laborales se dividem entre dias não laborais e dias não laborais com fins turísticos. No primeiro caso, estão incluídos dias festivos de habitantes que professam a religião judaica; e uma data específica que se aplica a trabalhadores e funcionários públicos e a alunos de origem armênia.

Os “días no laborales con fines turísticos”, ou “puente”, como são popularmente chamados, são estabelecidos pelo artículo 7º da Lei N°27.399. Trata-se de “emendas” de feriados, ou seja, um feriado para fazer que outro feriado seja prolongado. Fica a critério de cada empregador dar ou não o dia não laboral e, em caso de que se trabalhe, não se aplica o pagamento de hora extra. Para 2018 e 2019 foram estabelecidos três dias de feriados turísticos para cada ano, que não são fixos.

Leia também: Violência de gênero e machismo na Argentina

Abaixo descrevo o calendário de 2018 e aproveito para comentar um pouco sobre alguns feriados importantes para o país.

Janeiro

1º – Ano novo (fixo)

Fevereiro

12 e 13 – Carnaval (não se translada, mas assim como no Brasil a data é diferente a cada ano)

Março

24 – Dia Nacional da Memória pela Verdade e pela Justiça (fixo) [1]

30 – Sexta-feira Santa (não se translada, mas assim como no Brasil a data é diferente a cada ano)

Abril

2 – Dia do Veterano e dos Caídos na Guerra das Malvinas (fixo) [2]

Maio

1º – Dia do trabalhador (fixo)

Junho

17 – Passo à Imortalidade de General Martín Miguel de Güemes (transladável) [3]

Julho

9 – Dia da Independência (fixo)

Agosto
20 – Passo à Imortalidade de General José San Martín (transladável / data: 17/08) [4]

Outubro

15 – Dia do Respeito à Diversidade Cultural (transladável / data: 12/10) [5]

Novembro

19 – Dia da Soberania Nacional (transladável / data: 20/10)

Dezembro

24 – Ponte turística (não laboral)

25 – Natal (fixo)

31 – Ponte turística (não laboral)

 

Dias não laborais para judeus:

31/03, 01/04, 06/04 e 07/04 – Páscoas Judaica (os dois primeiros e os dois últimos dias)

10 e 11/09 – Ano Novo Judaico

Leia também: Gírias e expressões argentinas

Dia não laboral para trabalhadores e funcionários públicos e alunos de origem armênia:

24/04 – Dia de ação pela tolerância e respeito entre os povos

[1] Dia Nacional da Memória pela Verdade e Pela Justiça

É o dia em homenagem às vítimas da última ditadura militar, autodominada “Processo de Reorganização Nacional”. O período foi de 24 de março de 1976 a 10 de dezembro de 1983. O feriado tem como objetivo gerar reflexões e análises críticas sobre a história recente e as escolas se envolvem em atividades de conscientização da importância dos direitos e da democracia, além das graves consequências de uma ditadura.

[2] Dia do Veterano e dos Caídos na Guerra das Malvinas

O conflito entre Argentina e Inglaterra pelas Ilhas Malvinas foi de 2 de abril de 1982 a 14 de junho do mesmo ano. O feriado busca honrar os soldados mortos nesta guerra, conhecer os fatos históricos e informar sobre a situação atual das ilhas.

[3] Passo à Imortalidade de General Martín Miguel de Güemes

O feriado é uma homenagem a General Martín Miguel de Güemes, quem foi um militar argentino com importante participação nas lutas pela independência. Morreu no dia 17 de junho de 1821.

[4] Passo à Imortalidade de General José San Martín

A data comemora o dia da morte daquele conhecido na Argentina como o “Pai da Pátria”. General José de San Martín foi um militar argentino que lutou pela libertação não só do seu país, como também do Chile e do Peru.

[5] Dia do Respeito à Diversidade Cultural

A data é comemorada em grande parte da América Hispânica, Estados Unidos e Espanha e representa o descobrimento da América por Cristóbal Colón em 1492. O nome mais popular da comemoração, “Día de la Raza” (Dia da Raça), varia segundo o país. Na Argentina foi substituído, em 2010, por questões de discriminação e passou a significar, também, uma data para reflexão histórica e diálogo intercultural. A mudança do nome acompanhou uma determinação do Plano Nacional Contra a Discriminação que estabeleceu uma modificação do motivo da celebração. Ficou para trás a comemoração da conquista europeia e abriu-se espaço para valorizar a imensa variedade de culturas indígenas e afrodescendentes envolvidas na construção, constante, da identidade dos povos.

Para os feriados de 2019, clique aqui.

Fonte: Site Oficial do Governo da Argentina

Related posts

Curiosidades dinamarquesas

Cristiane Leme

Tradição de colher cogumelos na República Tcheca

Isadora Costa

Peculiaridades de Nijmegen na Holanda

Paula Dalcin Martins

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação