BrasileirasPeloMundo.com
Inglaterra Natal Pelo Mundo

Natal na Inglaterra além do discurso da Rainha

Natal na Inglaterra além do discurso da Rainha.

Ah, o Natal na Europa! Esse lugar respira o espírito natalino. Afinal de contas, Papai Noel pode usar sua roupa à vontade porque faz frio realmente. A neve só vem em janeiro ou fevereiro, mas as luzes iluminando as ruas principais e os comerciais na TV fazem o clima de Natal contagiante e mágico logo após o Dia das Bruxas.

Ano passado tive a oportunidade de celebrar essa data com uma família inglesa, e gostaria de compartilhar com vocês as tradições daqui.

A primeira diferença, Natal é celebrado no dia 25 apenas. A “ceia” é feita no horário de almoço do dia 25. Com a minha família no Brasil costumamos comer o resto da noite anterior nesse dia. Grande diferença!

Presentes

Os presentes são deixados embaixo da árvore de natal, que geralmente é um pinheiro de verdade, e também naquelas meias grandes, como vemos nos filmes. Para o Papai Noel, as crianças deixam leite, uma tortinha doce que é super tradicional aqui, chamada Mince Pie, e cenouras para as renas.

Na manhã do dia 25 é quando os presentes são abertos. Todos se sentam na sala de estar, ao som de músicas natalinas (sim, Mariah Carey reina nesse momento, mas também Coldplay e outras bandas que fazem aqueles especiais de Natal). E um a um começa a entregar os presentes e formar uma pilha a sua frente. Não há abraços nesse momento, mas todos agradecem a todos os presentes. É comum dar várias lembrancinhas, que são baratas mas geram um grande volume na “piha”. Também bem normal receber envelopes com cartões e dinheiro dentro!

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Inglaterra

Aqui não é tão comum o amigo secreto, mas quando acontece eles fazem o Secret Santa. O esquema de tirar os papéis é o mesmo, mas você não revela quem dá o presente. Apenas deixa na pilha de presentes a serem distribuídos, sem assinar.

Ceia

É então chegada a hora da comida! Saudade da farofa e salada de maionese. Mas o pernil ou peru faz parte do menu. Adicione um enroladinho de bacon, ervilhas, cenouras, batatas, e algo que me lembra salpicão de frango, mas sem o frango. A comida é servida empratada, direto a mesa onde estão todos sentados.

Porém antes de comer, a parte que considerei mais engraçada. Eles têm uns tubos de papelão, chamados crackers, os quais você abre cruzando os braços com a pessoa ao seu lado, sendo que cada um segura uma ponta do tubo, todos ao mesmo tempo puxam e “estouram” o tubo ao meio. Dentro vem algum brinquedinho bem simples (quebra cabeça, dado, etc) e as tradicionais piadas de Natal daqui, que são necessariamente sem graça e, para eles, é aí que está a graça. Dentro desse tubinho também vem uma coroa de papel de seda, colorida, e todos colocam na cabeça para então iniciar a refeição. Imagine toda a família, das crianças a avó, usando uma coroa colorida na cabeça durante toda a ceia!

Christmas Cracker (Foto: Pixabay.com)

As sobremesas são o “pudim de Natal”, um bolo de frutas secas e a tortinha Mince Pie (do Papai Noel), recheada de uma espécie de geleia de frutas vermelhas, que eu adoro.

Leia também: Você sabia que o Papai Noel nasceu na Turquia? 

Vem então a tradição mais britânica possível. Parar para escutar no rádio ou assistir na TV o discurso de Natal da Rainha. Não que ela seja totalmente idolatrada por aqui, mas pra mim, é mais uma forma de respeito à tradição, característica fundamental da sociedade britânica.

Pós-Natal

Dia 26 aqui é chamado “Boxing day“. As lojas entram em liquidação, e nas cidades menores é tradicional sair pela manhã para uma caminhada. As crianças vão para as ruas com suas novas bicicletas e patinetes, e a maioria das pessoas não trabalha. Por ser feriado nacional, trens e ônibus intermunicipais não funcionam nessa data. Boa desculpa para descansar e curtir o clima pós-festas.

Eu considerei o Ano Novo bem simples. Muitas pessoas nem chegam a celebrar, ou quanto muito vão a algum restaurante ou pub. No ano passado, eu fui bem “turista” e assisti ao evento que acontece na London Eye. Nesse ano, provavelmente procurarei um lugar mais quente e confortável para passar a virada.

Leia mais sobre Natal Pelo Mundo

Related posts

Natal à moda francesa

Marcella Delfraro

Custo de vida na Inglaterra

Fabíola Pinheiro

A adaptação na escola inglesa

Luanda Campos Caron

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação