BrasileirasPeloMundo.com
Chile

No Chile se fala chileno

No Chile se fala chileno

Moro no Chile há 2 anos, mas conheci esse país que me encantou em 2010.

Minha primeira viagem foi para a capital chilena – Santiago, e logo na segunda viagem fui para o norte – San Pedro de Atacama. Foi lá onde me apaixonei totalmente por esse pais e decidi vir morar aqui. Mas até o sonho se tornar realidade, foram longos seis anos visitando esporadicamente esse país no sul do mundo.

Obviamente que, em minhas visitas, tinha contato somente com as pessoas que trabalham com turismo e, assim como em outros países latinos, costumam falar “portunhol” para agradar e proporcionar o melhor entendimento para os turistas brasileiros.

Estudei espanhol por quatro anos antes de morar no Chile e com as viagens que já tinha feito a outros países, acreditava piamente que falava espanhol (ledo engano em terras chilenas).

Vim para o Chile com trabalho numa segunda-feira à tarde e na terça-feira de manhã já começaria a trabalhar. Quando cheguei no escritório, comecei a perceber que não falava nada de espanhol, ou ao menos não entendia nada!

acervo pessoal

Depois de alguns dias conversando com os chilenos que convivia, eles me confessaram que falam muito mal. Com o tempo, mais chilenos que ia conhecendo, em conversas, diziam o mesmo!, É normal em um encontro de estrangeiros com chilenos, os chilenos confessarem (pelo menos alguns) que não falam bem.

Tive que fazer um dicionário para entender esse vocabulário tão peculiar que é falado aqui. Além de falarem palavras “estranhas”, falam rápido, não pronunciam todas as vogais, não gesticulam, ou seja, até para uma pessoa que fala espanhol nativo de outro país assume que é complicado entender os chilenos. Imagina para nós brasileiros!!

Leia também: aplicativos para usar no Chile

No meu primeiro happy hour com o pessoal do escritório, me senti entre alienígenas porque quando estão “alegres” conseguem ser menos compreensíveis, além de reduzir o vocabulário para apenas uma palavra: weon e essa palavra se torna a mais flexível de todas as palavras dos dicionários, porque vira: substantivo, adjetivo, verbo, sujeito direto e indireto.

Ainda é típico adicionar o “pô” no final de cada frase ou palavra: para afirmações é comum escutar “si po”, para negações “no po”. Para a escrita, em conversações pelas redes sociais, é expressado em abreviaturas: “sip” ou “nop”.

E o “pô” também acompanha o “ya”, que também é mandatório no idioma dos chilenos “ya po”, que seria o nosso “tá”, uma afirmação, e obviamente se abrevia na escrita “yap”.

Ou seja, para morar no Chile é preciso aprender a escutar e ler “chileno”, porque com a comunicação virtual, eles ainda costumam abreviar essas palavras exóticas que se escutam somente aqui.

Passado esses 2 anos, em algumas ocasiões ainda é difícil conversar com algumas pessoas, mas com o tempo o ouvido e os olhos acabam se acostumando e fica mais fácil assimilar o contexto.

Leia também: quanto custa morar em Santiago?

Abaixo deixo algumas palavras usadas no dia a dia aqui no Chile:

Al tiro (rápido)
Cachar (entender, e conjugam como verbo, cachái? Yo cacho, tu cachas? ….)
Bacán (legal)
Cabra chica (menina) – Cabra chico (menino)
Carrete (balada)
Chela (cerveja)
Choro (pessoa muito inteligente ou pessoa perigosa – depende do contexto)
Chucha (expressão que substitui um palavrão)
Copete (qualquer bebida alcoólica)
Filete (coisa muito boa)
Fome (coisa ou pessoa chata)
Frutilla (morango – que em outros países latinos tem o nome de “fresas”)
Gallo (adolescente)
Guagua (bebe, vem do mapugundun, idioma dos mapuches, povo originário do Chile*)
Guata* (barriga)
Harto (muito)
Lata (coisa chata)
La raja (coisa muito boa)
Luca (a nota de mil pesos chilenos)
Once (horário do chá da tarde)
Pagar el piso (pagar uma rodada de bebidas em um happy hour com seu primeiro salário
para o pessoal do escritório)
Pasar chancho (se divertir muito)
Pega (trabalho)
Peludo (algo ou alguém difícil)
Piola (algo ou alguém tranquilo)
Pololo* (a) (namorado (a) – que em outros países latinos tem o nome de “novio (a)”)
Poroto (feijão – que em outros países latinos tem o nome de “frijol”)
Sacar la cresta (bater em alguém, machucar-se)
Seco (alguém muito bom em algo, habilidoso)
Te pasaste (tratamento informal , que poderia ser “Se pasó” em um tratamento formal –
com o significado muito bom de agradecimento e/ou elogio como “arrasou”, ou então de
uma forma irónica de agradecimento por algo que alguém não fez)
Weá (para se referir a qualquer coisa, tanto boa como má)
Weon (a palabra mais usada no Chile! Pode ser usado para uma pessoa tonta ou amigo)

Se vier visitar esse belo país, aproveite para dar uma “estudada” na lista acima, para não ficar tão
perdido se for em algum carrete tomar uma chela e conhecer algum weon, cachái?

Related posts

Como é o sistema da previdência no Chile?

Isabela Vargas

O sistema de saúde no Chile

Renata D'onofrio

O Mundo no Chile

Kátia Ribeiro

4 comentários

Adila Regina De Araujo Abril 3, 2019 at 7:57 am

Adorei a matéria e eu achando que sabia e entendia o espanhol, quero parabenizar a minha maravilhosa amiga Kátia, por ter realizado esse sonho de ir morar nesse país tão lindo e agora poder nos informar com dicas tão preciosas, para a minha próxima visita ao país estarei mais integrada.

Resposta
Kátia Ribeiro Abril 16, 2019 at 11:55 pm

Obrigada linda, estamos te esperando!!! Um beijo enorme.

Resposta
Cassia Araújo Abril 21, 2019 at 11:04 pm

Olá Ka, parabéns pela garra e determinação por tornar realidade essa sua Grande paixão. Realmente o sangue aventureiro está em suas veias…. responsável e desprendida…. talentosa e viva desbrava caminhos que diante de ti ando descobrindo… sem exageros você é minha enciclopédia turística … Amiga desejo muito sucesso no Chile, no blog e mas futuras viagens… beijos e saudades.

Resposta
Kátia Ribeiro Maio 1, 2019 at 4:51 pm

Oi Cá, obrigada pelo carinho!!! Fico feliz de ter uma amiga como você. Beijos mil

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação