BrasileirasPeloMundo.com
Noruega

Noruega – Velkommen til Norge!

Conseguiu um emprego nas terras nórdicas? Casou-se com alguém que vive aqui? Esse texto tem informações valiosas sobre a imigração para a Noruega.

1°: Seu número pessoal (CPF)

Se você passou por toda a burocracia do serviço de imigração e conseguiu seu visto (de trabalho ou reunificação familiar) você tem direito a receber o número pessoal. Para isso, você precisa ir ao Folkeregister e levar com você passaporte e o comprovante de que você está aqui legalmente – um cartão que chega pelo correio junto com a resposta positiva do seu pedido de visto.

Dentro de alguns dias você receberá um papel em que é indicado o seu número pessoal. Trata-se da data do seu nascimento mais alguns números padronizados pelo governo. Com esse número em mãos você pode abrir conta no banco, pedir vaga em uma escola de norueguês, ir ao médico e muito mais. O número pessoal é a prova de que você existe na Noruega.

2°: Moradia

A maioria das pessoas que vem para a Noruega através de reunificação familiar vai morar com o marido, esposa etc, mas quem vem à trabalho muitas vezes precisa encontrar sozinho um lugar para morar. Tudo acontece online na Noruega e o mercado imobiliário não foge a regra, seja na parte de compra ou aluguel de imóveis. O melhor site para isso é o Finn que tem sessões para venda e aluguel de imóveis, venda e compra de móveis, eletrônicos e até mesmo anúncio de empregos.

Também é uma boa ideia checar os grupos no facebook, New to Oslo, por exemplo. As pessoas costumam colocar anúncios de quartos e apartamentos para alugar, além de outras coisas.

3°: Alimentação

A comida – assim como todo o resto – é cara. Paga-se muito para comer carne, principalmente, e a maioria das pessoas opta por fazer suas compras do mês em Svinesund, cidade que faz fronteira com a Suécia. Lá, paga-se o valor sueco e as taxas são menores. Em Oslo e arredores as principais redes de supermercado são Meny, Ica, Coop – que é uma rede gigantesca e tem super e hipermercados espalhados pela cidade – Joker e Kiwi. Existem outros mercados, mas os citados acima estão em todos os lugares. Joker, Coop e Kiwi são relativamente os mais baratos (mas depende do produto).

4°: Trabalho

Como eu disse anteriormente, o Finn é o site com maior ofertas de empregos junto com a Nav, mas também é possível encontrar anúncios nos jornais e no site das prefeituras. Mas, para conseguir trabalhar é importante saber a língua, nem que seja o básico. Dada a procura maior que a oferta, mesmo os empregos que antigamente eram dados as pessoas que não falavam tão bem norueguês– como babá e faxineira – começam a pedir conhecimento comprovado (através de testes) da língua norueguesa. Por isso, o próximo item é de extrema importância…

5°: Cursos de norueguês

Em Oslo, existem várias instituições privadas que oferecem cursos de norueguês. Alguma delas são: Folkeuniversitetet, LearnNorwegian, Lingu, etc. Há também escolas públicas que ensinam norueguês e a mais conhecida é a Rosenhoff. Salvo alguns casos, as pessoas que vem para Noruega através do visto de reunificação familiar tem o direito e o dever de aprender a língua, e para isso, tem 600 horas gratuitas de norueguês. As regras são especificas para cada caso, portanto recomendo esse site Velkommenoslo para maiores informações. Mesmo que você tenha esse direito, precisa se registrar num órgão chamado Oslo Voksenoplæring e não diretamente na escola. Se você veio através de trabalho não tem direito ao ensino gratuito.

6°: Saúde

Como dito, seu número pessoal te dá direito ao atendimento médico público, porém isso não significa gratuito e a cada visita o médico você paga uma taxa que pode variar de 150 até 200 kr. Se você precisa consultar um especialista o seu médico vai te encaminhar a ele. Os preços de tratamento dentário são mais caros, mas é possível ser reembolsado de parte do dinheiro pelo governo. Você lê mais sobre isso no helse.no

7°: Filhos

Se você se mudou para Oslo com seus filhos brasileiros, eles têm direito ao ensino público e– dependendo da idade – a um professor que fale tanto norueguês quanto o idioma materno da criança, português no caso, para ajudar na adaptação. Você também terá direito a auxilio do governo mensalmente para os filhos menores de 18 anos. Mais informações sobre isso no Utdanningsdirektoratet  e no Nav.

8°: Integração social

Os noruegueses são um povo esportivo, seja no inverno ou verão, por isso a melhor maneira de conhecer pessoas é fazer esportes e estar ao ar livre. Oslo tem lugares maravilhosos para isso, como o Vigelandsparken – o famoso parque das estátuas, que serve de área de exercício e lazer. O Holmenkollen, a pista de esqui, que durante o verão é uma das grandes atrações turísticas de Oslo.

Uma ótima maneira de conhecer outros brasileiros em especial é o curso de civismo, obrigatório e oferecido gratuitamente para aqueles que vieram para a Noruega por reunificação familiar. Acontece algumas vezes por ano e fornece informações valiosas, além da oportunidade de fazer novos amigos. Você se inscreve pelo mesmo órgão responsável pelo curso de norueguês Oslovo.

9°: Segurança

Apesar de ser a capital da droga da Europa, Oslo é uma cidade relativamente tranquila. Algumas áreas são consideradas perigosas, mas a polícia patrulha esses lugares. Se você está na Noruega, é importante saber os telefones da polícia (112), dos bombeiros(110) e do serviço de ambulâncias (113). Todos os profissionais estão preparados para atender também em inglês.

10°: Transporte público

Como já mencionei, tudo é informatizado na Noruega. É possível comprar sua passagem de ônibus, bonde e metrô através de um aplicativo chamado Ruter. No site da mesma companhia,  você consegue planejar sua saída, informando o ponto de partida e o lugar para onde você quer ir.

O site vai gerar as rotas possíveis e te dizer qual transporte usar e quando. Na Noruega não existe cobrador de ônibus, você simplesmente passa seu cartão eletrônico numa máquina que te avisa se este está válido ou não. Mesmo que não esteja, ninguém te impedirá de entrar no ônibus, porém a multa para quem está usando o transporte ilegalmente é de 900 kr.  Para viajar de trem o site é esse: Nsb.

Vale a pena lembrar que a Noruega tem algumas regras especificas que variam de prefeitura para prefeitura. As coisas que eu escrevi se aplicam à Oslo.

 

Related posts

Dicas sobre o processo de migração na Noruega

Gabriela Rocha

Dicas para alugar imóvel na Noruega

Michele Silva

Vem chegando o inverno norueguês

Júlia Baldanza

13 comentários

Fernanda Franco Setembro 17, 2013 at 2:43 pm

Super dicas para quem pensa em se aventurar por esses lados. Otimo texto, Denise! x

Resposta
Daphne Setembro 17, 2013 at 3:37 pm

Uau! Super interessante e complexo seu texto, parabéns! Muito interessante conhecer mais da Noruega!
Bjs!
Daphne

Resposta
maria docarmo Setembro 17, 2013 at 4:24 pm

adorei muito interessante a materia

Resposta
Carol Setembro 17, 2013 at 5:56 pm

Nossa Denise, é tanta informação assim, de primeira vista… Mas vou estudar direitinho todas suas dicas e ver o meu caso, que é um pouco diferente: marido hungaro, que vai a trabalho, crianças brasungaras tb e eu estou para tirar minha segunda nacionalidade aqui… Então tenho que ver como fica meu caso, por dentro da europa. Mas muuuito obrigada pelas dicas!!! ainda vou ler esse post umas mil vezes e ver se vou acalmando o coração… hahahaha
Beijão!

Resposta
Lyria Setembro 18, 2013 at 11:32 am

Muito bom texto Denise! 🙂 dicas básicas e rápidas.

Resposta
Ann Setembro 26, 2013 at 12:59 pm

Denise, excelente texto de utilidade publica para aqueles que estao pensando em ir para a Noruega. 🙂

Resposta
Noruega: Empregos e Vistos Outubro 18, 2013 at 11:10 am

[…] Informações gerais sobre moradia, alimentação e saúde você encontra no meu último texto. […]

Resposta
flavio afonso dos reis Dezembro 31, 2013 at 3:32 pm

muito obrigado por suas dicas, vao ser de muita valia

Resposta
Glauce Março 8, 2014 at 12:27 pm

Olá Denise, td bom?
Adorei os seus posts, voce escreve muito bem. Parabens!
Eu sou engenheira ambiental, moro em SP e tenho interesse em fazer uma pos graduacao ou um curso de especializacao fora do país, quem sabe na Noruega. Eu gosto bastante de aprender idiomas. Voce poderia dar umas dicas? Poderíamos conversar por email ou tambem pelo facebook. Agradecida caso vc puder me ajudar. Bom final de semana.

Resposta
Gina Quadros Junho 23, 2014 at 2:02 am

Olá denise.preciso de sua ajuda.meu namorado é Norueguês e mora em Levanger.Eu preciso arrumar um emprego antes de me casar.Como eu faço?

Resposta
Silvia Novembro 7, 2014 at 8:29 pm

Descobri esse blog hoje por conta de uma amiga que começou a colaborar. Estou achando muito interessante. Tem dicas ótimas para as brasileiras que são apenas turistas! Parabéns pelo texto! Bjs!

Resposta
Renato Mota Paes Março 30, 2015 at 2:01 pm

Trabalhei por 2 anos na Noruega! Na cidade de Drobak.
Tenho vontade de voltar,aprendi muito nesse país.

Resposta
FARIAS Setembro 28, 2015 at 9:49 pm

THANK´S, GRACIAS, MERCY, OBRIGADA, PELA SUA HUMILDE ATENÇÃO A TODOS NÓS BRASILEIROS(AS). QUE VIRAM ESTE SEUS COMENTARIOS DANDO NOS MUITA INFORMAÇÃO. POIS GOSTEI IMENSO. GRAÇA E PAZ.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação