BrasileirasPeloMundo.com
Noruega

Quanto Custa Imigrar para a Noruega

Quanto Custa Imigrar para a Noruega.

Vejo muitos sites falando das grandes oportunidades de emprego na Noruega e sempre me surpreende a superficialidade com a qual o tema é tratado. Digo isso porque mudar-se não é algo simples e especialmente, não sai barato. As regras em relação à visto e trabalho de imigrantes são rígidas, muitas empresas pedem uma cópia do seu cartão de residência, aquele em que diz por quanto tempo seu visto é válido e se você tem mesmo direito de trabalhar.

Além de gastos óbvios como passagens, alimentação e moradia, você também vai precisar pagar por:

1. Tradução de documentos

Para submeter seu pedido de visto, você precisa traduzir todos os seus documentos para o inglês. A lista dos documentos depende do tipo de visto que você vai pedir, mas aqui vai uma lista dos documentos mais pedidos:

  • Certidão de nascimento – Você vai precisar da sua certidão de nascimento se pedir um visto de reunificação familiar, de trabalho, para estudar… Faz algum tempo desde que eu traduzi a minha, portanto não me lembro do preço, mas eu me lembro que precisei primeiro atualizá-la (todos os nascidos antes de 2000 precisam fazer isso), então reconhecê-la/legalizá-la no Itamaraty e só então mandá-la para o tradutor. Depois de traduzida, ela ainda precisa passar por um cartório para que a tradução também seja reconhecida.
  •  Atestado do estado civil – Se você vai se casar, precisa emitir um atestado de solteira/divorciada no cartório da sua cidade, traduzi-lo e então reconhecê-lo no cartório.
  • Histórico escolar e conteúdo pragmático – Você vai precisar desses dois se estiver pedindo um visto de estudante e mais tarde, quando/se quiser ter sua profissão reconhecida aqui, vai ter de apresenta-lo ao NOKUT, o órgão responsável por isso. Entre reconhecimento, tradução e reconhecimento no consulado norueguês, você vai gastar pelo menos 1000 reais. (O consulado da Noruega no Brasil fica no Rio de Janeiro, portanto se você não é carioca, acrescente dinheiro de passagem e moradia, já que a entrega dos documentos não pode ser feita pelo correio).
(Foto by criminalatt/FreeDigitalPhotos)

2. Taxa de pedido do visto

O Serviço de imigração cobra para avaliar seu pedido de visto, e não cobra barato. As taxas variam de visto para visto, mas o valor mais barato é 2500kr, que equivale a mais ou menos 900 reais. Esse valor não será devolvido se a sua aplicação for negada, por isso é importante checar se você realmente preenche todos os critérios exigidos para o tipo de visto pedido, caso contrário você vai estar desperdiçando dinheiro.

3. Depósito de aluguel

É importante lembrar que se você vai alugar um apartamento, ou dividi-lo com outras pessoas vai precisar ter o valor do aluguel vezes 4 na hora de assinar o contrato. Eu explico: além de pagar por aquele mês em que você vai começar a morar, você também precisa fazer um depósito no banco com o valor de três meses de aluguel. Essa quantia fica guardada no banco e nem você e nem o dono do apartamento podem retirá-la sem o conhecimento um do outro. Por exemplo, se você encontrou um quarto para alugar por 5000kr (+- RS1600), precisa ter 20000kr (RS 6600) no banco, 5000kr para o primeiro mês e 15000kr que ficarão no banco.

É por isso que imigrar é, antes de tudo, um investimento. Precisa-se pensar a longo prazo e planejar cuidadosamente para que seu sonho não se torne um pesadelo.

Related posts

A praticidade do dia a dia na Noruega

Larissa Costa Slottet

Machismo na Noruega

Júlia Baldanza

O que os noruegueses fazem quando o tempo melhora

Michele Silva

16 comentários

Juraci Pike Maio 26, 2014 at 1:05 pm

Ola Denise, espero que com todo esse investimento a sua vida de Brasileira na Noruega esta sendo gratificante. Alem das exigencias que vc expos no texto, certamente tem ter fluencia em outro idioma alem do Portugues, Ingles ou Noruegues? Presumo que o investimento total ‘e algo em torno de 15-20.000 reais considerando os gastos com documentacao, passagem , alimentacao e moradia garantida por 3 meses. Realmente tem que ser bem planejado. O seu texto serviu como um guia de necessidades e dificuldades a um amigo estava me questionando. Obrigada. Abracos!

Resposta
Joy Matta Maio 26, 2014 at 4:27 pm

Bem explicativo o seu texto. Acho que a lógica se aplica para muitos países, o que varia sao os valores. Excelente contribuiçao pra quem pensa em mudar de país 😉

Resposta
Cristiane Leme Maio 26, 2014 at 6:29 pm

Denise, seu texto foi perfeito! Muita gente no Brasil anda se iludindo com a ideia de que a vida no exterior é melhor que no Brasil, o que nem sempre é verdade para todos. É preciso se planejar, pesquisar e se preparar com antecedência para uma mudança dessa magnitude, e suas dicas e impressões foram valiosas.
Bj

Resposta
Cintia Maio 27, 2014 at 9:28 am

Oi Denise,

Excelente texto para situar aqueles que pensam que imigrar é só arrumar as malas e ponto. Além de organização burocrática há que se ter também organização e disponibilidade financeira como voce bem esclareceu.Bjs

Resposta
Ana Cristina Kolb Maio 27, 2014 at 10:14 am

Denise super importante o seu artigo, pois é bem assim mesmo, planejamento não é uma palavra “brasileira”, as pessoas pensam que avo dar um jeitinho, mas não funciona em países desenvolvidos, viver clandestino é a maior fria, por isto importante as pessoas saberem como fazer pra emigrar, quanto dinheiro, tempo e condições precisam preencher a fim de não passarem por situações tristes fora do pais da gente e longe da família! Parabens pelo texto! 🙂

Resposta
chenaokevara Dezembro 6, 2014 at 7:43 pm

Olá!
Por gentileza, poderia me dizer como conseguiu um visto de trabalho?

Vlw

Resposta
João Janeiro 20, 2015 at 7:17 pm

Gostaria de saber se um brasileiro, não cidadão europeu com ensino médio, ingles básico e com 20mil na poupança, pode sonhar em viver na Noruega, trabalhando e fazendo faculdade.

Resposta
Estudando noruegues Julho 13, 2015 at 8:47 pm

Tu gasta esses 20 mil em um mes aqui.

Resposta
Elmano Correia Julho 13, 2015 at 10:52 pm

Em 1979, quando cá cheguei, não paguei rigorosamente nada para obter os vistos de residência e de trabalho. Passados cinco anos recebi o definitivo e nada paguei. Em 2013, ajudei dois amigos nos mesmos. Nada pagaram. Segundo o vosso texto, “As taxas variam de visto para visto, mas o valor mais barato é 2500kr…” Será que estamos a falar dos mesmos vistos ou a lei norueguesa mudou nos últimos dois anos?

Resposta
a vida não foi grande coisa... Julho 21, 2015 at 9:41 pm

Meio mundo quer vir para a Noruega. O que é absolutamente compreensível. Isto é calmo, bonito, maravilhoso em termos de natureza e certamente que quem adora natureza e quem não se importa da escuridão e do frio – como eu – estaria muito bem aqui permanentemente. Eu agora estou na Noruega num trabalho de Verão mas a realidade é que é só temporariamente porque não falo a língua, e depois volto para aquela desgraça chamada Portugal. A questão é que o país não consegue absorver todos os que querem cá viver porque as dimensões do mercado de trabalho não o permitem. Mas sendo engenheiro português ou brasileiro acho que é muito mais fácil, basta o inglês. Depois há os mestrados e os PhD’s creio que para brasileiros há bolsas de estudo, o que vos ajuda a ficar cá mais tempo e naturalmente a aprender a língua. para os portugueses está fora de questão, não existe bolsa…Depois de cá estar, inscrevam se em actividades desportivas ou artísticas e começarão a ter alguma sociabilidade.
De resto é o mundo que temos. Sonhos e sonhos, vidas que passam e são vividas e outras que somente passam.
Muitas vezes não depende de nós, depende de todo o resto. É o mundo, o sistema…
O meu futuro já o sei, será pobreza e sonhos perdidos num subúrbio feio e triste de Lisboa. mas vocês não desistam – ainda há tempo!

Resposta
Elton Pereira de Souza Abril 9, 2016 at 10:31 pm

Oi fiquei comovido com suas palavras , sou brasileiro, tenho filha em Sandefjord e dois netos filhos de norueguêses, já estive por lá duas vezes , o máximo que fiquei foram 8 meses, as leis são rígidas para ficar por lá, mas no futuro terei mais chance, entrei aqui para te desejar muitas felicidades, e te dizer que você merece tudo de melhor na sua vida, Deus há de prover isso , um forte abraço!!!!

Resposta
Israel Maio 22, 2016 at 4:06 am

Ola Denise tudo bem com vocè eu vi vocè aqui na net? Eu queria sabe si ai na Noruega esta pegando gente pra trabalha em frigorifico vocè sabe si você soube e pode me ajuda eu te agradeço eu moro na Australia mas estou morando aqui a muito tempo e eu estou querendo ir pra ai o meu Ramo de trabalho e em frigorifico

Resposta
Cristiane Leme Maio 22, 2016 at 5:25 pm

Israel, a Denise parou de colaborar com o blogue. Sugerimos procurar em sites de oferta de emprego noruegueses e acompanhar os textos das novas colunistas na Noruega. Normalmente nos países escandinavos é necessário falar pelo menos um pouco do idioma local (nesse caso, norueguês) para conseguir emprego e também é aconselhável fazer contatos com pessoas da área em sites como o LinkedIn, por exemplo, pois a concorrência é muito grande e nesses países ajuda muito ter um conhecido que possa lhe indicar para uma vaga.
Boa sorte!
Edição BPM

Resposta
RAFAEL PESSOA SABINO Julho 14, 2016 at 5:13 am

Olá, colega!

Parabéns pelo site!

Queria apenas lhe fazer uma pergunta, por gentileza:

li que para morar na Noruega o pretenso imigrante deve investir muito alto (milhões) no país para abrir negócio ou ter um visto de trabalho, que só é consedido a profissionais de altíssimo gabarito, de preferência com experiência internacional, ou ainda, a profissionais que tenham se formado em universidades de renome internacional e que estejam buscando se inserir no mercado de trabalho. Isso procede?

Eu sou jornalistsa por formação, tenho 32 anos, funcionário público, casado com uma professora de inglês de 26 anos.

Eu e ela temos chance de irmos ao país, por exemplo, como estudantes de norueguês ou algum curso que aceite alunos fluentes em inglês (eu não falo, mas minha mulher sim) ou mesmo um curso de graduação, adquirir formação no país e depois buscar inserção no mercado de trabalho, visto de trabalho, posteriormente de residência, etc., como ocorre na maioria dos países com a maioria dos imigrantes?

Muitíssimo obrigado pela atenção!

Fico no aguardo da ajuda, se puder me fazer essa enorme gentileza de dizer os meios mais comuns para uma imigração legalizada.

Resposta
Cristiane Leme Julho 16, 2016 at 2:40 pm

Rafael, a Denise parou de colaborar com o BPM há muito tempo, mas temos outra colunista na Noruega para quem você pode redirecionar a sua pergunta. Procure pelos textos mais recentes publicados sobre o país.
Edição BPM

Resposta
Flávio Mackenzie Agosto 9, 2017 at 6:11 am

É preciso ter um dinheiro em conta para se manter durante o curso ai ?
tipo se for 4 anos, ter todo esse dinheiro em conta é complicado….

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação