BrasileirasPeloMundo.com
Empregos Pelo Mundo Japão

Novos vistos de trabalho no Japão a partir de abril de 2019

Quer trabalhar no Japão? Agora ficou mais fácil

O Japão acaba de abrir novas portas aos estrangeiros interessados em trabalhar no país e estima receber até 345 mil trabalhadores de outros países nos próximos cinco anos.

Neste mês de abril, entrou em vigor duas novas categorias de vistos de trabalho no Japão, que visam aceitar estrangeiros com conhecimento ou experiência nas áreas com mais carência de mão de obra.
Não é nenhum segredo que o país vem enfrentando dificuldades em sustentar a economia, com uma perspectiva de envelhecimento populacional cada vez mais alta.

Pesquisas do próprio governo japonês indicam que a população deve cair 32,3% até o ano de 2060 e a força de trabalho poderá sofrer redução de 45,9%, com um número mais baixo de pessoas em idade produtiva.

Veja também: Por que os japoneses não querem mais ter filhos?

As preocupações em atender as demandas do mercado e sustentar o poderio econômico levaram o país a afrouxar as rigorosas leis para permitir que mais estrangeiros venham exercer atividades laborais no país.

Os novos vistos são chamados de “Habilidades Técnicas Especiais” (Tokutei Ginou/特定技能) de categoria 1 e 2, sendo a primeira destinada aos trabalhadores com conhecimento ou experiência mais básica. Esta categoria não permite a vinda de familiares e tem prazo máximo de cinco anos.

Para os estrangeiros com vasto conhecimento ou experiência em algumas das áreas propostas, a autorização de permanência de categoria 2 conta com vantagens, como a retirada do prazo máximo de estadia no país e a possibilidade de viver com a família.

A comunidade brasileira no Japão, na média de 200 mil pessoas, é formada principalmente por descendentes de imigrantes japoneses e seus cônjuges, que recebem vistos especiais, sem limitações de trabalho e exercem suas atividades, em sua maioria, nas fábricas.

A diferença dos novos vistos é que não são destinados apenas aos descendentes. Qualquer estrangeiro que tenha experiência ou formação nas áreas de maior necessidade de mão de obra atualmente poderão se inscrever para trabalhar no país.

ÁREAS DE TRABALHO:
1. Cuidador de idosos
2. Limpeza de edifícios
3. Agricultura
4. Pescaria
5. Produção de alimentos
6. Serviço de restaurantes
7. Indústria de matéria-prima
8. Fabricação de máquinas
9. Fabricação de eletrônicos
10. Construção civil
11. Mecânica
12. Embarcações e construção naval
13. Aviação (aeroportos e manutenção de aeronaves)
14. Hotelaria

Dessas áreas, cuidados com idosos, agricultura, construção civil e hotelaria se destacam, por serem áreas nas quais o Japão sofre com uma maior carência de mão de obra atualmente.

INSCRIÇÕES
Para obter os novos vistos, o candidato será submetido a um teste de habilidades na área desejada e a outro de conhecimento básico de japonês. O candidato também deverá firmar o contrato de trabalho para habilidades especiais (tokutei ginou koyou keiyaku/特定技能雇用契約) com a empresa interessada em contratar.

Cumprindo os requisitos e com a aprovação nos testes, o visto poderá ser solicitado junto a um Escritório de Imigração no Japão. Os estrangeiros com maiores dificuldades com a parte burocrática também podem contratar os serviços de uma agência especializada em vistos, que tomará conta dos trâmites.

Related posts

Como viajar pelo Japão dentro do orçamento

Natália Sanches Maia

Ano Novo no Japão

Alessandra Ozbir

Consiga uma vaga nas melhores empresas para trabalhar nos EUA

Letícia Cavalcante

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação