BrasileirasPeloMundo.com
Comemorações Pelo Mundo Dinamarca

O fim do ano letivo e os studenterhuer na Dinamarca

No fim de junho acaba o ano letivo na Dinamarca. As férias de verão logo se iniciam e os estudantes dinamarqueses do último ano ginasial prestam os exames finais antes de dizerem adeus à escola. Esse é um período bastante marcante na vida de um jovem: tornar-se “estudante”, como se diz por aqui, significa o fechamento de um ciclo. É um rito de passagem da adolescência para a vida adulta e, como tal, merece toda a pompa de uma comemoração grandiosa e selvagem, até, com direito a desfilar com os colegas de classe em carruagens e caminhões abertos com música eletrônica ou pop no último volume, pelo menos um dia inteiro de festa, bebedeira a perder de vista e visitas infindáveis a todas as casas dos colegas, onde cada parada significa uma cerveja, um petisco e congratulações pelo fim dos estudos.

Caminhão de estudantes circulando pelas ruas de Copenhague. Foto: Jens Dresling/Ekstrabladet (divulgação)
Caminhão de estudantes circulando pelas ruas de Copenhague. Foto: Jens Dresling/Ekstrabladet, 2011 (divulgação)

Os estudos ginasiais na Dinamarca podem ser tanto preparatórios para o ingresso na faculdade/universidade quanto profissionalizantes, o que significa que muitos estudantes, ao completarem o que seria o equivalente em termos ao ensino médio no Brasil, terão uma profissão certificada. Isso, em outras palavras, quer dizer que o jovem (em geral se completa os estudos aos 18 anos) deve assumir, a partir de agora, algumas responsabilidades, como sair da casa dos pais ou começar a pagar ‘aluguel’ para eles, arrumar um emprego em período integral, entrar para a faculdade, etc..

Mas o ponto alto e mais marcante dessa comemoração é o studenterhue, ou o chapéu de estudante, e toda a simbologia por trás dele. A tradição é comum em todos os países nórdicos e se iniciou na Dinamarca com as reuniões de estudantes nórdicos nos idos de 1849. Receber um chapéu de estudante significa receber o passaporte para a vida adulta e uma relíquia para guardar lembranças da juventude pelo resto da vida.

Simbologia das cores e insígnias

O chapéu preto foi o primeiro chapéu de estudante usado na Dinamarca a partir de 1850, e depois da introdução do chapéu branco apenas os estudantes de línguas clássicas (latim e grego) usavam chapéus dessa cor. Hoje em dia a tradição diz que somente estudantes que tiraram notas altas em muitas matérias é que podem usar um chapéu preto. Os demais estudantes usam o chapéu branco com uma faixa colorida simbolizando o curso e a insígnia da educação finalizada. O chapéu branco com faixa bordeaux foi introduzido como chapéu de verão em 1880 e hoje é usado por estudantes que terminam o ginasial normal. As cores das faixas variam de acordo com o tipo de estudos. Estudantes de pedagogia são os únicos que usam um chapéu lilás e estudantes de práticas agrícolas podem optar por um chapéu preto ou branco, independentemente de suas notas.

A festa

Os dinamarqueses amam suas tradições e todas as festas seguem um protocolo de acordo com seu tipo e função. No caso dos estudantes também há uma série de tradições a serem cumpridas. Os pais normalmente fazem um åbent hus, que significa uma festa sem hora marcada, onde os convidados chegam e vão embora quando sentem vontade, e convidam os amigos mais próximos e familiares. Nessas festas os convidados devem trazer presentes e cartões com uma quantia em dinheiro para o estudante anfitrião. Os estudantes começam a festa se reunindo para o tour, que vai seguir de casa em casa. O veículo pode ser uma carroça puxada por cavalos, mais comum na Jutlândia, ou um caminhão aberto, e pode ser alugado por um ou dois dias seguidos; nesse tour, vão parando nas casas de todos os colegas para beber. A regra é que todos devem usar o chapéu e a roupa combinando e todos devem beber pelo menos uma cerveja em cada parada. Depois da peregrinação os estudantes seguem para se divertir na cidade e só voltam pra casa no dia seguinte.

As tradições

  • Só se deve usar o chapéu depois de ter passado o último exame. Diz a superstição que usá-lo antes do término das provas faz o estudante reprovar.
  • Os estudantes com a maior e menor cabeça (diâmetro do chapéu) e com as maiores e menores médias de notas devem, cada um, pagar uma caixa de cerveja para a classe.
  • Quem beber uma caixa de cerveja sozinho em 24 horas deve colar uma tampinha de cerveja no topo do chapéu.
  • Todos os estudantes devem entrar num chafariz ou fonte da cidade.
  • Toda a classe deve assinar seus nomes na parte interna do chapéu de cada um dos colegas.
  • Se depois de beber uma caixa de cerveja o estudante assistir ao nascer do sol, deve desenhar uma casa na dobra interna do chapéu; se o estudante tomar uma caixa de cerveja em menos de 24 horas, o desenho deve ser um quadrado.
  • Quem urinar nas calças por causa da bebedeira deve usar o chapéu como caneca para beber cerveja.
  • Quem vomitar por causa da bebedeira deve recortar um V na aba do chapéu.
  • Deve-se escrever na parte interna do chapéu as notas finais obtidas nos exames. Pode-se escrever o nome dx namoradx ou da pessoa amada ao lado das notas.
  • O melhor amigo ou amiga de cada estudante deve marcar com uma mordida a aba do chapéu do amigo para desejar boa sorte para o futuro.
  • Cada dia festejado até o nascer do sol (sem dormir) deve ser marcado fazendo um recorte na parte interna do chapéu.
  • Quem ficar acordado por 24 horas deve usar o chapéu virado com a aba para trás.
  • As cervejas tomadas são marcadas a caneta, em forma de palitinhos, na parte interna do chapéu.
  • Quem precisar de lavagem estomacal por causa da bebedeira deve arrancar a aba do chapéu. Quem conseguir ‘ganhar’ o médico ou enfermeira que o atender no hospital deve arrancar a fivela acima da aba também.
  • Quem transar com seu namorado ou namorada usando o chapéu deve recortar um coração na parte interna do chapéu. Se o parceiro for alguém aleatório, deve-se recortar um raio.

Parabéns aos estudantes e boas férias escolares!

Related posts

Manual de sobrevivência de etiqueta social na Dinamarca

Camila Vicenci Witt

A nova lei de integração na Dinamarca

Cristiane Leme

Política também é cidadania na Dinamarca

Cristiane Leme

6 comentários

leticia de andrade Julho 18, 2016 at 9:25 pm

muito legal ! Me fez pensar muito. Estudo nutricao ecologica e saber que os estudantes de praticas agricolas podem usar o chapeu negro, que a mesma cor referente aos alunos que tiram as melhores notas, me faz pensar como os dinamarqueses respeitam a terra e quem cuida dela.

Resposta
Cristiane Leme Julho 18, 2016 at 11:05 pm

Leticia, obrigada por ler e comentar. Que bom que o artigo te levou a essa reflexão bacana em relação ao chapéu de cor preta para os estudantes de práticas agrícolas. E já que tocamos no assunto, você conhece o WWOOF? Aqui na região onde moro tem fazendas que recebem voluntários internacionais do programa. Segue o link para você dar uma pesquisada: http://www.wwoof.org
Quem sabe você vem para a Dinamarca aprender sobre produção orgânica?
Abraços e continue nos acompanhando 🙂

Resposta
PriscilaC Julho 29, 2016 at 12:11 am

Meu Deus! Quantos significados e tradições!!! Sempre achei interessante esses chapéus! Obrigada pelo post, Cris!!! Leio todos

Resposta
Cristiane Leme Julho 29, 2016 at 2:07 pm

Oi Priscila, obrigada!

Resposta
Thiago Dantas Setembro 24, 2016 at 7:30 pm

Tenho um tio que mora na Dinamarca e possivelmente irei viajar e morar com ele ano que vem, em fevereiro. Pretendo iniciar, se possível, meus estudos por lá. Na verdade realizar alguma faculdade/universidade, mas não sei quando começa o ano letivo de 2017. Se puder me informar ou mandar algumas dicas, agradeço muito. Sempre leio seus textos quando tem algo relacionado a Dinamarca, ansiedade? Talvez kkkkk. Obrigado desde já 🙂

Resposta
Cristiane Leme Setembro 26, 2016 at 9:44 pm

Olá Thiago. Obrigada por ler os textos e por comentar.
O ano letivo na Dinamarca se inicia no mês de agosto. Para estudar aqui é preciso que você seja fluente em inglês, obtenha o visto e as certificações de equivalência com o ensino daqui. Para ler mais a respeito consulte o http://www.studyindenmark.dk, onde você poderá encontrar todos os detalhes (em inglês) a respeito de estudar no país.

Boa sorte e continue nos acompanhando! 🙂

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação