BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Qatar

O que é proibido fazer no Qatar

O que é proibido fazer no Qatar

A maior preocupação de quem vem para terras árabes é “o que não se pode”. Ao contrário do que muitos pensam, aqui no Qatar pode muita coisa; mulher dirige, trabalha e usa roupa normal, casais andam de mãos dadas, existe um método legal de venda e consumo de carne de porco e bebida alcoólica e também se encontra camisinha e anticoncepcional para vender na farmácia. Mas claro que, como estamos falando de um país do Oriente Médio, devemos estar atentos aos costumes e às leis locais para evitar situações desagradáveis. Listei algumas coisas que não se deve fazer enquanto estiver por essas bandas.

Não pode usar biquíni na praia

Em se tratando de praias públicas e próximas às cidades, o uso das roupas de banho está vetado. Claro que não precisa aposentar seu biquíni se você estiver vindo morar por aqui, afinal ainda tem as praias dos hotéis e as afastadas de áreas civilizadas, onde o uso é liberado e incentivado. Afinal, vivendo em um dos países com o maior índice de carência de vitamina D, um pouquinho de sol quando o tempo está bom não faz mal a ninguém. Se ficou curioso sobre as praias do Qatar, para saber mais é só clicar aqui.

biquine
Placa informativa na “porta” da praia.

Não pode fazer mágica

Nisso estão inclusos o ilusionismo e a magia de qualquer espécie: tarô, búzios, oferenda, adivinhações, vodu, etc. O assunto veio à tona na semana da estreia do espetáculo internacional “Os Ilusionistas 1903” e tentaram cancelar o evento com campanhas no Twitter, alegando que a prática fere os preceitos do Islã. Toda essa confusão entre mágica e ilusionismo se dá porque em árabe só existe uma palavra para as duas e na dúvida, acharam melhor proibir tudo.

Não pode fazer gestos obscenos

Não ouse mostrar o dedo do meio nem se alguém te irritar muito no trânsito, e acredite, vai acontecer; nessas horas mentalize um filhote bem fofinho e deixe pra lá. Fazer gestos obscenos com as mãos é crime e dá cadeia; sei de casos de pessoas que perderam o direito de dirigir, outras que foram proibidas de sair do país só por ter tido esse momento de deslize.

Não pode beijar na boca em locais públicos

Essa é, sem dúvida, uma das partes mais difíceis de viver por aqui. Não pode beijar e é bom evitar carícias mais apimentadas e abraços muito demorados. Todo mundo fica olhando e se algum local se encasquetar, pode chamar a polícia – ou os bombeiros, para apagar seu fogo!

Não pode fotografar as mulheres locais sem autorização

 É natural que as mulheres escondidas atrás das roupas pretas sejam objeto de curiosidade para nós que viemos da terra das bunda sassaricante; porém é visto com maus olhos o ato de fotografá-las sem autorização. Nas festas em que elas tiram as abayas todos os celulares são recolhidos na entrada, já para evitar as fotos indesejadas.

Não pode usar shorts ou outras roupas curtas e mostrando os ombros

Calma, gente! Ninguém é obrigado a usar burca mas por ser um país islâmico precisamos tomar cuidado para não mostrar demais e escandalizar as pessoas. É melhor seguir a regra de cobrir dos ombros até o joelho, para não queimar no mármore do inferno. Lá no meu blog deixei algumas dicas de como se vestir: para ver, clique aqui ou aqui .

Imagem usada na campanha Reflect your respect
Imagem usada na campanha Reflect your respect

Não pode caminhar com cachorro em parques, ruas ou no Corniche

Sim, você leu certinho: não pode caminhar com cachorro nos lugares onde, com certeza, você caminharia com o seu. Não é proibido ter cachorro mas como para parte dos muçulmanos eles são considerados animais impuros, andar com eles pela rua é proibido. Existem fazendas e praias afastadas onde a presença dos bichinhos é bem vinda. Para saber mais detalhes sobre os animais de estimação no Qatar clique aqui ou aqui.

Não pode fazer apresentações de dança do ventre

Quando cheguei aqui vim na esperança de aprender a dançar a famosa dança árabe que encantou Lucas e seu clone Léo, ensinada por uma árabe. Imaginem o tamanho da minha surpresa quando descobri que todas as professoras que há na região são latinas. A dança não é bem vista pelas famílias mais tradicionais e as apresentações foram ligadas à prática de prostituição e, por isso, banidas desde 2006, uma pena.

belly-dance-1436836-639x860

Não pode se estender a mão para cumprimentar uma pessoa do sexo oposto

Na minha primeira semana no país cometi diversas gafes dessa natureza, tentei abraçar e beijar as pessoas no rosto e fui repelida por alguns; outros, ficaram sem reação igual a uma estátua; até que alguém me explicou que alguns muçulmanos não encostam em pessoas do sexo oposto. Só se deve apertar a mão se a pessoa estender a mão para você, pois isso significa que ela não vê nada de errado nesse gesto. Caso contrário faça o cumprimento de cabeça igual japonês e bola pra frente.

Leia também: cinco motivos para morar no Qatar

Não pode mostrar a sola do pé

Esse gesto é extremamente ofensivo na cultura árabe. Eles acreditam que o pé é a parte mais impura do corpo, sendo a cabeça a parte mais pura. Uma vez que o pé é a parte mais suja, ao mostrar a sola do seu sapato a alguém você está dizendo que essa pessoa é pior que a sujeira dos seus pés. Parece uma coisa boba e que nunca vai acontecer porém é mais comum do que se pensa. Ao cruzar a perna às vezes apontamos a sola do pé pra alguém e sabendo do que significa, podemos arrumar uma confusão; e acredite, é sempre melhor evitar.

A gente esbarra em muitos “nãos” pelo nosso caminho, o importante é saber o que fazer com eles. Podemos parar de caminhar ou podemos achar um desvio. Eu tinha o costume de beijar meu marido em escadas rolantes, dizíamos: é para dar sorte. Hoje, por esse nosso hábito ter sido taxado de ilegal, em vez de beijar, todas as vezes que estamos em escadas rolantes, fazemos careta; contornar o não com bom humor é sempre a melhor maneira.

Related posts

Você sabia que na Holanda tem terremoto?

Roberta Veronezi Figueiredo

Tailândia- Songkran, o Ano Novo Tailandês

Dani Vidal

Entendendo alguns costumes indianos

Bárbara Oliari

13 comentários

Regina Oki Janeiro 20, 2016 at 6:15 am

Oi, Thaís! Gostei muito do seu texto. Acho importante saber sobre as regras de um país (principalmente as não ditas!) para visitar com o mínimo de intromissão possível. Conhecer lugares diferentes é muito bom, mas às vezes o turista se mete em confusão por pura falta de informação… Textos como o seu, são de utilidade pública. Abraço!

Resposta
Thais Cunha Janeiro 20, 2016 at 9:49 am

Muito obrigada pelo carinho!! Grande abraço =*

Resposta
Banjara Soul Janeiro 20, 2016 at 3:14 pm

Excelente post!!! Tudo de bom para voce ai no Qatar! Um abraco!!

Resposta
carla neves Janeiro 21, 2016 at 12:28 pm

Esse texto está excelente!

Resposta
Édima Nunes Novembro 16, 2016 at 11:49 am

Adorei esse texto. Muito bem explicativo, curioso e divertido de ler (como o beijo no camelo).
Sucesso em tua vida ai!

Resposta
Thais Cunha Novembro 21, 2016 at 1:56 pm

Obrigada Édima! Fico feliz que tenha gostado!

Resposta
Alice Santana Novembro 16, 2016 at 11:39 pm

Muito legal!

Resposta
Luiz Carlos Andrade Julho 15, 2018 at 3:14 pm

Olá Thais!
Bom dia!
Em primeiro lugar quero parabenizá-la por essa dedicação, de esclarecer com tantas informações importantes para quem pretende trabalhar, morar ou passear no Qatar.
Sou Técnico em diferentes áreas: Contabilidade, Agrimensura (Topografia) e Corretor de Imóveis.
Tenho outras capacitações: Massagem Terapêutica, prática em Quiropraxia, Alimentação Hortomolecular
Na Construção Civil: Elaboração de Pequenos Projetos, Leitura de Projetos, Execução de obras, Porcelanato Líquido, Instalações e etc.
Tenho muita vontade de trabalhar fora, e o Qatar está em um bom momento.
Foi bastante oportuno e esclarecedor, ler suas informações.
Grato
Grande Abraço

Resposta
Luiz Carlos Andrade Julho 16, 2018 at 12:03 am

Sobre a mensagem que enviei mais cedo, e esqueci de marcar as opções de permissão de publicação.
Autorizo
Abraço

Resposta
Adriana Souza Julho 16, 2018 at 11:13 pm

Excelente!!! Sempre bom sabermos o que podemos ou não fazer, principalmente em países do Oriente Médio

Resposta
Aurelio Setembro 10, 2018 at 12:06 pm

Felizmente eu li antes sua matéria Thaís. E não vou mais viajar a passeio ao Qatar (em sabe em outra encarnação). Nasci santo e quero morrer santo !

Resposta
Orlando Farias Novembro 3, 2018 at 4:33 pm

Boa tarde, Thais, podemos falar pelo skype?

Resposta
Liliane Oliveira Novembro 6, 2018 at 3:06 pm

Olá Orlando,
A Thais Cunha, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação