BrasileirasPeloMundo.com
Alugar/Comprar Imóvel Pelo Mundo Suécia

Onde morar em Estocolmo

Onde morar em Estocolmo.

Encontrar um bom lugar para morar é muito importante no processo de adaptação a uma nova cidade. A moradia é fator determinante no seu dia a dia e como você se sente em seu novo país.

A escolha da moradia depende de diversos fatores, incluindo custo, localização e outras preferências. Por exemplo, se você tem filhos, quer que o acesso à escola e trabalho seja simples e eficiente para que possa se organizar. Em algumas cidades, há localizações que queremos definitivamente evitar. O brasileiro normalmente pensa muito sobre o fator segurança, já que normalmente traz consigo experiências de cidades violentas no Brasil.

A boa novidade é que em Estocolmo há muitas opções para morar bem e com segurança. Os Jardins de Infância estão espalhados por toda a cidade e os municípios oferecem uma vaga para seu filho a partir de um ano de idade. Portanto, o Jardim será próximo da sua residência. As escolas são também bem distribuídas e você certamente vai encontrar uma que fica próxima da sua casa. Se você tem família, isso é um fator muito importante.

Estocolmo é uma cidade cosmopolita e com muitas qualidades. Recentemente escrevi sobre dez motivos que fazem de Estocolmo uma excelente cidade para se viver.

Há áreas problemáticas, principalmente onde a integração não está resolvida. Aproximadamente 27% da população de Estocolmo tem origem estrangeira. A diversidade tem crescido porém, infelizmente, a segregação também. Mas, de certa forma, eu diria que os problemas não estão no mesmo nível de algumas áreas que você precisa evitar a qualquer preço em outras cidades. O lado bom da diversidade é que você não precisa se sentir do lado de fora, pois a sociedade já está acostumada a um ambiente internacional.

O problema nosso é o alto custo da moradia. Se você quiser comprar um apartamento nas regiões mais centrais da cidade, deverá pagar em torno de 100 mil SEK o metro quadrado, ou seja, em torno de 10 mil euros! Certamente, a região mais central da cidade é uma das mais caras, mas há outros bairros bastante atraentes também. Se você deseja uma casa tem que procurar fora da cidade.

Leia também: empregos na Suécia

Região central de Estocolmo. Há muitos séculos o bairro de trabalhadores, mas hoje o bairro boêmio e atraente da cidade. Fonte: pixabay.com

Se você vier como estudante, a sua universidade provavelmente o ajudará a encontrar um apartamento de estudante. Isso também não quer dizer que ele será barato, mas pelo menos você tem por onde começar. Muitas empresas também ajudam seus novos funcionários a encontrar uma moradia para a relocação. Recentemente, várias empresas têm pressionado o governo, pois alegam que a dificuldade de encontrar moradia está dificultando a contratação de pessoas qualificadas. As empresas sabem que o funcionário qualificado hoje escolhe não apenas a empresa mas também a cidade. A moradia é sempre um fator importante nessa equação.

O mercado imobiliário de Estocolmo tem características bem peculiares. Uma delas são as regulamentações que tentam evitar segregação e especulação, embora sem muito êxito. Juntamente com os longos processos de planejamento da expansão das áreas habitacionais e o rápido crescimento demográfico das últimas décadas, os preços subiram muito nos últimos 10-15 anos. Com a crescente demanda, os apartamentos de primeira locação construídos nos últimos anos tendem a ser muito caros em qualquer parte da cidade.

De modo geral, os aluguéis são controlados. Os apartamentos que não fazem parte de associações onde esse controle é exercido são poucos e, quando você encontra um para alugar, ele é normalmente muito caro. Existe uma fila para conseguir apartamentos de aluguel mas, diante da demanda que temos no momento, você tem que esperar pelo menos uns 10 anos para conseguir um dessa forma. E isso ainda não garante que será barato. Existe grande pressão para que os aluguéis sejam liberados mas isso é politicamente difícil e vai ainda levar um bom tempo.

Saindo das regiões mais centrais, você vai encontrar diversas opções de moradia de fácil acesso ao longo do sistema de transporte público. A cidade de Estocolmo cresceu de forma planejada e, durante várias décadas, ao longo das linhas de metrô. O sistema de metrô data da década de 30 e é um dos maiores do mundo, principalmente se visto em relação ao número de habitantes. Está atualmente sendo expandido para acomodar o grande crescimento da cidade.

Os municípios da grande Estocolmo sempre tiveram amplo controle sobre o uso do solo, e por isso mesmo podem determinar as áreas para expansão das edificações. O resultado é que entre um bairro e outro, há grandes áreas verdes e essas são bem distribuídas por toda a cidade. Assim sendo, você não terá que caminhar mais do que 5 ou 10 minutos para chegar a um grande parque ou um bosque onde quer que escolha morar. Atualmente, o planejamento visa melhorar a ligação entre os bairros para que os pedestres possam “caminhar a cidade” ou então atravessá-la mais facilmente de bicicleta, não precisando usar o carro e nem mesmo o metrô. O acesso dos carros ao centro da cidade está cada vez mais restrito.

A cidade de Estocolmo fica sobre 14 ilhas, e no centro o Mar Báltico e o Lago Mälaren se encontram. Por isso você nunca está longe da água onde quer que esteja. O arquipélago de Estocolmo é constituído por umas 30 mil ilhas – algumas com comunidades estabelecidas e outras inabitadas. Algumas famílias moram nessas ilhas durante o ano todo. Mas o arquipélago fica movimentado mesmo de abril a setembro, quando muitos se mudam para suas casas de campo. O trânsito de barcos é intenso nessa época do ano. Apesar dessa geografia, o transporte público aquático não é muito desenvolvido na cidade. Mas se você gosta de velejar, essa cidade é para você!

Veja também: Onde morar em Gotemburgo

Estocolmo tem um núcleo bastante antigo e bem preservado que data do século treze. A industrialização foi tardia na Suécia e, portanto, a grande onda de urbanização só ocorreu a partir da década de 30. Por isso mesmo, a maior parte das edificações é moderna e oferece boa calefação e excelente conforto interno. Isso é um fator importante considerando que enfrentamos temperaturas baixas na maior parte do ano. Normalmente a temperatura interna das residências e escritórios fica em torno de 20°C, o que é bem confortável.

Portanto, em vista das muitas amenidades que a cidade de Estocolmo oferece, há muitas áreas boas para morar em toda a cidade, com proximidade da água, do verde, das escolas e do transporte público. Por isso mesmo, não vou tentar dar dicas sobre o melhor bairro ou a melhor região da cidade. Se você tem um emprego e tiver paciência, conseguirá encontrar o seu lugar. Se tiver uma oferta de trabalho para Estocolmo, tente sempre negociar a moradia com seu empregador, pelo menos para os primeiros tempos. Assim você pode sentir a cidade e direcionar a busca até encontrar o seu cantinho.

Related posts

10 dicas para sobreviver ao inverno na Suécia

Vânia Romão

Como comprar um imóvel em Barcelona

Marianna de Castro

Dicas para alugar imóveis em Lima

Bruna Figueiredo

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação