BrasileirasPeloMundo.com
Austrália

Onde morar em Sydney

Eu moro onde as pessoas vem passar férias. É esse o sentimento que tenho à respeito de Sydney, a cidade na Austrália que escolhi pra morar e onde estou desde abril de 2015 vivendo em Manly Vale, nas Northern Beaches, e de onde não pretendo sair. O que eu mais gosto de lá? Estar pertinho da praia, cercada de natureza e ainda assim, conseguir ter acesso razoavelmente fácil à área central, onde trabalho.

Sim, Sydney é uma das cidades mais caras do mundo, especialmente para quem precisa pagar aluguel ou pra quem tem planos de comprar um imóvel. Os preços são realmente astronômicos e assustam quem olha de longe. Mas em compensação, o que se ganha trabalhando aqui possibilita que se mantenha um nível de vida digno e razoável, inclusive pagando moradia.

Por ser uma cidade rodeada de mar é muito fácil de se localizar. Além disso, Sydney é muito bem sinalizada e amigável e pra mim é uma das cidades mais fotogênicas do mundo. A vista da Harbour Bridge e da Opera House é de arrepiar e mesmo hoje, há mais de 2 anos morando aqui, ainda suspiro toda vez que vejo essa paisagem.

Sydney é uma cidade bem espalhada e tem bairros pra todos os gostos: bairros localizados no centro da cidade, na zona rural, na beira da praia. Tem bairro de libaneses, de indianos, de asiáticos, de portugueses e até alguns onde a grande maioria é de brasileiros. Tem bairro de gente com muito dinheiro, tem bairro descolado e bairro industrial.

O importante é escolher morar em uma área que seja facilmente acessível via transporte público e onde haja conveniências ao redor, como supermercados, farmácias, restaurantes.

Com exceção do lado norte, nas famosas Northern Beaches, todos os demais cantos da cidade são acessíveis de alguma maneira via trem. Bairros das Northern Beaches como Manly, Dee Why, Narrabeen, Frenchs Forest entre tantos outros só podem ser acessados de ferry (balsa), ônibus ou de carro. Por estarem na costa de Sydney, o estilo de vida dos moradores é bem pé na areia e descompromissado. É comum ver pessoas indo ao banco de pés descalços ou andando de traje de banho pelas ruas.

No nordeste de Sydney, entre a costa e a zona central, há subúrbios cujo acesso via trem é possível o que torna o deslocamento um pouco mais fácil. Chatswood e North Sydney além de serem bairros residenciais ainda abrigam escritórios de diversas empresas, o que possibilita morar e trabalhar sem ter que se deslocar. Outros bairros do nordeste: Lane Cove, Crows Nest, St. Leonards, Cammeray, Artarmon.

Os bairros da zona leste são famosos por abrigar gente rica e famosa. É lá que fica a praia de Bondi, um ponto muito turístico da cidade e onde há uma grande concentração de brasileiros. Outros bairros do leste (também chamados de Eastern Suburbs): Vaucluse, Rose Bay, Point Piper,Watsons Bay, Coogee, Tamarama.

O centro de Sydney também abriga zonas residenciais e não é só uma área de trabalho ou de compras. Existem muitos bairros bons ao redor e cuja principal vantagem é estar perto de tudo. Os principais são: Pyrmont, Darlinghurst, Surry Hills, Chippendale, Glebe, Annandale, Kings Cross, Woolloomooloo.

A zona sul também é banhada pelo oceano pacífico e tem a facilidade de abrigar o aeroporto doméstico e o internacional. É bem residencial e fica próxima ao Royal National Park, uma zona de mata preservada e protegida pelo Governo da Austrália e um excelente local pra acampar, passear , fazer trilhas ecológicas e apreciar a fauna e a flora australiana. Os principais bairros do sul de Sydney são: Cronulla, Kogarah, Brighton Le-Sands, Sans Souci, Maroubra, La Perouse.

No lado oeste da cidade (noroeste e sudeste) estão localizados muitos subúrbios compostos majoritariamente por imigrantes. É comum nessa área encontrar muitos bairros libaneses, indianos, iranianos e em alguns o inglês é pouco falado. Ficam mais afastados do centro da cidade e portanto, o custo da moradia tende a ser mais em conta. Destaque para: Parramatta, Ryde, Bankstown, Liverpool, Homebush.

Pra quem busca comidas ou ingredientes típicos de um determinado país, como já mencionei antes, há bairros bem específicos, tais como:

  • Petersham: fica no centroeste de Sydney, próximo a Glebe, e tem muita concentração de portugueses. Por lá você poderá achar ótimos açougues, padarias e claro, restaurantes de comida portuguesa.
  • China Town: ao lado do Darling Harbour, no coração da cidade, fica China Town que como o próprio nome diz, é o bairro chinês. Há uma infinidade de estaurantes e lojas de produtos asiáticos. Próximo dali fica o Fish Market, o mercado público onde dá pra comprar ingredientes diferenciados e peixes muito frescos.
  • Bankstown: neste subúrbio do oeste de Sydney e nos arredores, está a maior concentração de libaneses e é por la que você poderá encontrar lojas, mercados e restaurantes típicos do Líbano.

Sempre sugiro para aqueles que estão vindo morar em Sydney que pelo menos no primeiro mês por aqui, que fiquem num hotel ou num apartamento alugado no AirBnb e que aproveitem esse tempo pra fazer um tour pelos principais bairros e zonas pra ver aquele que mais combina com seu estilo de vida e principalmente, com seu bolso.

Related posts

Maternidade na Austrália

Aline Arruda

Gastronomia australiana

Luciana Rodrigues

Opções de visto na Austrália

Mariana Loureiro

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação