BrasileirasPeloMundo.com
Canadá

Os golpes mais comuns no Canadá

Os golpes mais comuns no Canadá.

Muita gente que vem para o Canadá carrega o sonho de viver num lugar seguro, longe de violência e de problemas que convivemos no cotidiano brasileiro, o que em parte é uma grande verdade. Porém, apesar de estar infinitamente à frente do Brasil no quesito crime,  o Canadá não é um paraíso. Um problema muito comum aqui, e particularmente bem difícil de resolver, são os “scams” – famosos golpes, fraudes.

Como no Canadá tem muito estrangeiro, e muitas vezes sem dominar a língua e as regras do país, essa é uma das formas de abordagem mais usada pelos criminosos locais. Muitos são aparentemente golpes bobos (frequentemente lembrando àqueles aplicados por presidiários no Brasil, ao telefone). Já outros são extremamente bem elaborados, tornando possível aplicar até nas pessoas mais atentas. Se é relativamente fácil se deixar levar pela emoção e cair em falcatruas no nosso próprio país e língua, imagina no exterior…

A preocupação é tanta, que as universidades frequentemente enviam e-mails aos alunos alertando sobre o assunto. Eu também já vi diversas matérias em jornais locais, além de cartazes no metrô. O governo sabe da dificuldade de desmascarar as quadrilhas, visto que muitas têm sede no exterior, mas mantém uma linha direta para denúncias, que pode ser acessada através deste site: Canadian Anti-Fraud Centre.

Vou listar abaixo alguns dos “scams” mais comuns no país e contar um pouco como cada um deles funciona:

  • GOLPE DA IMIGRAÇÃO – Esse já aconteceu com amigos e até com o meu marido e parece tão real que demora um pouco para termos noção de que realmente é uma furada! Normalmente você recebe uma ligação de alguém se dizendo do CIC (Citizenship and Immigration Canada), avisando que você está em uma situação ilegal ou que foi denunciado por alguma ação ilegal. O intuito é conseguir depósitos em dinheiro e/ou número de documentos confidenciais, como passaporte ou SIC number (espécie de CPF local).

Cair num golpe desses – certamente um dos mais frequentes no país – dá uma dor de cabeça danada, principalmente em relação aos documentos. E é triste ver que muita gente cai, dado o número massivo de imigrantes do país. No site oficial da imigração tem uma página alertando para os golpes mais comuns aplicados em nome deles. Vale ficar alerta!

  • GOLPE DO ALUGUEL – Um dos golpes que mais pega recém-chegados. Muita gente, ao decidir vir para o Canadá, opta por começar a procurar apartamento ou casa ainda no seu país de origem. Pela internet você acaba achando um lugar bem bacana para morar, tira todas as suas dúvidas pela rede com alguém que parece ser super atencioso, só que por garantia, te pede um depósito inicial. Quando o inquilino chega ao país, descobre que o imóvel não está disponível para locação e que o locador, que nem mora por ali, sumiu com o seu depósito.

Para evitar cair nessa farsa, o mais recomendado é nunca alugar sem visitar o local e por mais ansiedade que isso traga, o melhor é sempre fechar o negócio quando já estiver no país. Desconfiar de aluguéis muito baratos também é importante. Toronto, por exemplo, é uma cidade cara, então sempre vale desconfiar de algo muito abaixo do preço de mercado. E o mais importante, não pague sem antes assinar um contrato! Na dúvida, entre em contato com um corretor.

Leia também: A arte do engano em Buenos Aires

  • GOLPE DO EMPREGO – Você é novo no país e, claro, começa a procurar trabalho. É super normal as empresas canadenses entrarem em contato por e-mail para marcar a primeira entrevista (que costuma ser por telefone), mas não é nem um pouco normal pedirem dinheiro para qualquer tipo de vaga. Então, se isso acontecer, fuja!

Um outro tipo de golpe nessa linha é uma oferta de emprego para ser “personal assistant” (assistente pessoal) de alguém que mora no exterior. A pessoa entra em contato por sites normais de emprego, diz que viaja muito e quer te contratar para ser responsável por pagar contas, fazer compras e outras atividades financeiras, já que ela não tem muito tempo disponível. Para isso, diz que vai transferir dinheiro para a sua conta no Canadá, de forma que tudo seja feito da sua conta.

Nesse caso, você não perde dinheiro propriamente dito e até recebe pelo trabalho, mas estará sendo conivente com o crime de lavagem de dinheiro, pois o que essa pessoa quer é tirar o nome dela do registro desses gastos, e incluir um “laranja”: você. Parece dinheiro fácil, mas não é!

  • GOLPE DO IMPOSTO DE RENDA – Mais comum após o período de entrega do imposto (final de abril). Os golpistas entram em contato por telefone dizendo que você está devendo imposto. E quem não tem medo de dever imposto, né? Pois bem, eles se utilizam dessa máxima para ameaçar de prisão ou deportação. Já vi gente que nunca nem fez imposto de renda aqui, mas que se assustou muito com esse golpe!

Vale lembrar que o CRA (órgão que cuida do imposto de renda no Canadá) não pede confirmação de informações por telefone e, caso queira entrar em contato, manda e-mail avisando que tem mensagem para você no site deles.

Um casal de vlogueiros brasileiros bem famosos – Leon e Nilce –, que já moram no Canadá há alguns anos, postaram recentemente um vídeo contando como eles quase caíram nessa história!

  • GOLPE DAS CONSULTORIAS – Com tanta gente apostando na vida no exterior, o número de consultorias de imigração tem crescido bastante. Elas podem ajudar muito a vida de quem está pensando em mudar para outro país, mas muito cuidado na hora da  escolha! Cheque referências com quem já usou e faça todas as perguntas possíveis.

É bem comum ler relatos de gente que comprou um curso no exterior bem mais em conta do que o preço normal através da consultoria X. Pode ter certeza de que tem algo errado aí. Vir para o Canadá demanda um investimento no plano de imigração e qualquer coisa muito fora da realidade, é para desconfiar.

Outras, tentam te vender facilidades e garantias que não existem, como a certeza do visto de trabalho após o estudo, quando isso depende de diversos fatores. O mais indicado é sempre tentar conversar, antes de fechar qualquer plano, com pessoas que já passaram pelo que você está planejando. A internet está cheia de grupos específicos sobre o assunto e que dão uma bela ajuda nesse planejamento.

  • GOLPE DO CARRO – Vai comprar um carro no Canadá? Existem pesquisas pagas para saber o histórico de um veículo à venda e muita gente acaba deixando de fazê-las para economizar. Sabe o barato que sai caro? Não caia nessa e exija todas as informações do carro. Só assim para evitar multas e gastos maiores no futuro.
  • GOLPE DA LOTERIA – A alegria de receber um telefonema avisando que a sua sorte grande chegou é imensa, mas desconfie se junto com a notícia vier a necessidade de pagar uma taxa para retirar o prêmio. É “scam” e além de não ganhar nada, você pode ficar mais pobre.

Nesse texto aqui no BPM, a Gislaine Morais conta um pouco sobre outros tipos de golpes, os virtuais, praticados contra mulheres, por todo o mundo. Vale a pena conferir!

Related posts

Quebec alerta – os impactos do G7 2018

Ana Carolina Sommer

Licença maternidade pelo mundo

Ann Moeller

Cirque du Soleil, onde tudo começou – Parte I

Mirella Secassi Agarelli

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação