BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Romênia

Os parques de Bucareste

Com o fim do inverno e a primavera florescendo em todos os cantos, abril é a época em que a maioria das pessoas aqui em Bucareste começam a “sair da toca” com frequência. Árvores voltam a estar com folhas verdinhas, flores colorem a cidade, as temperaturas estão subindo… Nada melhor do que uma bela caminhada em um dos parques da cidade para podermos ver de pertinho essa beleza!

Para os que estão acostumados a ver Bucareste sendo retratada por enormes blocos de prédios da época do comunismo, trânsito caótico, a grandiosidade do prédio do Parlamento (segundo maior prédio público do mundo), saibam que Bucareste é, também, repleta de espaços verdes espalhados por aí! Na primavera, chegam diversas feiras e eventos nos parques, especialmente nos finais de semana, tornando estes uma excelente opção para todos aproveitarem ainda mais o que a cidade tem a oferecer.

Leia também: Dragobete – o dia dos namorados romeno

Praticamente toda região conta com um parque, e optei por falar sobre aqueles que considero como principais, ou os que talvez não tenham tanto destaque, mas que merecem uma visita!

Herastrau (agora Parque Rei Mihai I)

Sem dúvidas, o principal da cidade espalha-se ao redor do lago Herastrau, e aqui encontramos espaços para as mais diversas atividades: passeios de barco a vapor ou remo, parquinhos, pista de skate, jardim japonês, teatro ao ar livre, o famoso Village Museum – um dos maiores museus ao ar livre da Europa, a Beraria H – a maior cervejaria do continente, Hard Rock Cafe, ciclovias, área para cães, trenzinho, parque de diversões, restaurantes, bancas de sorvete e comidinhas rápidas (algodão-doce, churros, milho). Isso sem mencionar a área verde, em si, que permite que os visitantes tenham um espaço para relaxar e ler um livro, e os passeios dentro do parque que podem ser feitos a pé, de bicicleta, patinete, patins, skate.

Recentemente, o parque teve seu nome alterado para Rei Mihai I, em homenagem ao último rei romeno, falecido em 2017. O nome ainda não pegou, e praticamente todo mundo continua chamando de Herastrau.

Cismigiu

Não o maior, mas acho que o mais charmoso. Em região central, pertinho da famosa Calea Victoriei e do Ateneu Romano, este local é ideal para relaxantes caminhadas, ou para sentar em um dos diversos bancos para ler um livro. A atração principal é o lago: com tempo quente, uma dica é um romântico passeio a dois nos barcos de remar ou nos pedalinhos. E no inverno, vale tirar um tempo para patinar no gelo na pista que é montada no local.

Leia também: Passeio pela Calea Victoriei, em Bucareste

Tineretului + Oraselul Copiilor + Lumea Copiilor

Escrevo sobre os três de uma vez só, pois como eles são todos interligados, se visitar um, já vale esticar e visitar todos. Localizados ao sul de Bucareste, comece com o Tineretului: um parque com muito verde, parquinhos, ótimo para caminhadas, ou andar sobre rodas. Aqui fica a Sala Polivalenta, usada para shows e espetáculos teatrais ou esportivos.

Atrás da sala fica o Oraselul Copiilor, ou “Cidade das Crianças”. Como o nome diz, é o paraíso para os pequenos, contando com um parque de diversões com atrações desde os menorzinhos até adolescentes. Paga-se para ir em cada brinquedo, mas existem também opções sem custos – como os parquinhos ou a fonte de água que brota do chão e faz a festa de todos nos dias quentes. Tem, também, opções para lanches rápidos – algodão-doce, pipoca, cachorro-quente, donuts – além de bons restaurantes.

Afastando-se um pouco, há uma grande escada com acesso a uma extensão do parque: este é o terceiro parque deste tópico, o Lumea Copiilor. Acredito que aqui estão os parquinhos mais legais de toda a cidade! Tobogãs enormes e coloridos chamam a atenção assim que você chegar. Além dos parquinhos, há também quadras de tênis, basquete, pista de kart, piscina, e uma grande área para as crianças correrem ou jogarem bola.

Jardim Botânico

Não é muito grande, nem tem tantos “atrativos” quanto outros parques, mas é uma ótima opção para aqueles que gostam de caminhar na natureza, relaxar em uma área verde e observar variedades de plantas. Vale uma visita em época de primavera (quando as flores estão surgindo) ou no outono (quando as folhas nas árvores vão ficando laranjas). Eventualmente, alguns eventos acontecem aqui e valem a visita, como o Marele Picnic ShortsUp, que acontece normalmente no mês de julho. É um piquenique grande, com pessoas do bem que chegam cedo para ouvir música, conversar, jogar cartas, comer nos food trucks, e ao fim do dia assistir ao festival de filmes curta-metragem. É um dos festivais mais legais que já participei, aqui.

Titan

Originalmente “Parcul Alexandru Ioan Cuza” e também conhecido por “Parcul IOR”, este é mais conhecido por Titan por ser o nome do lago ao seu centro e também da região em que está. Além da área verde e parquinhos (que podem ser encontrados em praticamente todo parque), este tem algumas curiosidades que valem a visita:

  1. No lago, há 5 ilhas. Elas podem ser acessadas através de pontezinhas que ligam a ilha ao parque.
  2. Caminhe pelo parque até encontrar a Biserica Pogorârea Sfântului Duh Titan, uma igreja de madeira, réplica das tradicionais igrejas da região de Maramures.
  3. Cansou do parque? Ficou calor? Aproveite o acesso direto do parque até o shopping Park Lake – para mim, um dos melhores shoppings de Bucareste.

Parque Natural de Vacaresti

Também chamado de “Delta Vacaresti”, esse não é um parque tradicional como outros e dificilmente encontram-se pessoas que conhecem essa área (eu, particularmente, não conheço).

Essa enorme área era parte de grandes projetos do antigo ditador comunista Nicolae Ceausescu. Havia a intenção de construir ali um lago e grandes marcos arquitetônicos, mas todos os planos caíram por terra, em 1989, quando o ditador foi executado. Desde, então, a área ficou abandonada, mas não esquecida pela natureza: em mais de 20 anos, a área deste pântano se transformou, e a fauna e flora que se estabeleceram ali fizeram com que a área fosse declarada área de preservação ambiental, em 2016. Amantes da natureza visitam este parque puramente pela natureza, especialmente pela observação de pássaros.

Mogosoaia

Localizado nos arredores de Bucareste, em Ilfov, esta é uma ótima opção para aqueles que buscam sair da loucura da cidade. O parque é formado pelo Palácio Mogosoaia – do século XVIII, construído para o príncipe da Valáquia Constantin Brancoveanu, mausoléu da última família proprietária, igreja, lago e uma floresta com amplos corredores para caminhadas. Não vou entrar em detalhes sobre a história, mas vale uma pesquisa na Internet para conhecer um pouco mais da história desse lugar.

Além da história e apreciar a beleza arquitetônica, visitar o Mogosoaia também é uma ótima opção para piqueniques, pois conta com uma área verde plana enorme e para atividades na água – durante o verão, há uma empresa de esportes aquáticos.

Palácio de Mogosoaia. Foto: arquivo pessoal

Existem diversos outros parques na cidade que não citei. Minha dica é: se estiver aqui por um período prolongado, tire um tempo para visitar cada vez um lugar diferente. Por mais que goste de um parque específico, visite também outros e permita-se ser surpreendido. É isso que sempre faço (não apenas com parques) e é isso que me faz adorar aqui.

Related posts

Dirigindo na África do Sul

Michelle Braga

Curiosidades da vida na Eslovênia

Marta Berglez

A televisão na Argentina

Fabi Lima

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação