BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha

Por dentro de uma casa no interior da Baviera

Por dentro de uma casa no interior da Baviera, na Alemanha.

“Uma casa é uma coisa que está em muitos lugares, uma coisa que se encontra. Os lugares são bons e ai de quem não tenha o seu, congênito e natural. Mas os lugares nos aprisionam, são raízes que amarram a vontade da casa”.

Esta frase do escritor moçambicano Mia Couto, no livro Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra expressa exatamente a minha motivação ao vir morar na Alemanha: achar mais uma casa no mundo.

Uma casa totalmente diferente da que eu tinha no Brasil, pelo fato de as necessidades serem diferentes em cada lugar. Sempre fui muito curiosa para ver como as pessoas realmente viviam, quero dizer, a vida doméstica nos lugares que visitei ou morei. Tive a oportunidade de conhecer casas em diversos países e acho que, a partir daí, entendi também melhor os habitantes daquele lugar.

Meu marido é alemão e quando morávamos em São Paulo tínhamos sérios problemas com espaço, pois ele queria guardar tudo fazendo uma grande bagunça enquanto eu sempre fui um pouco desapegada com as minhas coisas e preferia manter apenas o que era importante.

Nosso apartamento não era pequeno, considerando os padrões de uma grande cidade, mas totalmente diferente da casa onde ele cresceu.

Leia também: quanto custa fazer supermercado em Berlim

Do apartamento brasileiro para a casa alemã

Vivemos agora no vilarejo natal dele, na Baviera. Aqui tem apenas casas, todas exatamente com a aparência que esperamos ver na Alemanha. No entanto, entrando nelas é que realmente percebemos como é a vida e a rotina das pessoas. Spoiler: a maioria guarda milhões de coisas, assim como o meu marido.

Primeiro passo: tire seus sapatos (lembre-se de ter meias apresentáveis se for visitar alguém). Se estiver frio, pode remover também a jaqueta, pois nos espaços internos estará aquecido (haverá cabides para pendurar).

Você verá provavelmente um corredor com várias portas e escadas para cima e para baixo. Comecemos pelas escadas que vão para baixo: o porão. Tão temido por causa de todos os filmes de terror que já assistimos, para os alemães é o local onde eles vão várias vezes ao dia, inclusive porque a amada cerveja está lá embaixo (isso dá uma animada para descer, sem dúvida).

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Alemanha

Quando amigos chegam em casa, é comum perguntar-lhes se querem cerveja gelada da geladeira ou fria do porão (sim, lá embaixo faz bastante frio). A maioria
vai preferir a segunda.

A escada para o porão (e a cerveja)! Foto: Arquivo pessoal

Lá também armazenam outras bebidas, pode ter uma geladeira extra onde colocam
produtos congelados, a lavanderia e muitas outras coisas (praticamente tudo que você imaginar).

As escadas para cima podem ser outra casa, já que os alemães frequentemente constroem casas para duas ou três famílias, ou levar ao sótão, onde guardam mais coisas (meu marido tem todos os brinquedos e roupas de quando ele era criança no sótão).

Banheiros separados, camas juntas

Agora vamos às portas! Os banheiros são separados: um para tomar banho, que provavelmente terá uma banheira, e outro para utilizar o vaso sanitário (uma espécie de lavabo). Mesmo casas grandes, normalmente, contam com apenas um banheiro, então essa divisão acaba otimizando o uso.

Os quartos apresentam uma particularidade, muitas vezes o casal dorme em duas camas de solteiros colocadas juntas. Cada um tem seu espaço e diferentes cobertores (o bom é que não acontecem as clássicas brigas por roubo de lençol).

Os alemães utilizam apenas o lençol de elástico para forrar o colchão, mas não se cobrem com lençol e sim com cobertor. Neste são colocadas capas que combinam com as fronhas dos travesseiros e que podem ser removidas para lavagem (edredons).

No inverno, eles também gostam de dormir com uma bolsa de agua quente próxima ao corpo para se aquecerem (como as que utilizamos para amenizar dores no Brasil).

A sala é o local para relaxar depois do jantar e assistir televisão, portanto eles valorizam bastante o sofá e, geralmente, investem um bom valor na compra de um. A mesa é utilizada em ocasiões especiais, já que a maior parte das refeições é feita na cozinha.

Muitas vezes, este ambiente é decorado com diversos porta-retratos da família, pois é comum ganhar fotos de presente, seja de crianças ou de um casal próximo que se casou.

A cozinha é um espaço de convivência, com suas tradicionais mesas com canto alemão, na qual algumas pessoas sentam em cadeiras e outras em bancos. Muitas vezes, os amigos mais próximos tomam cerveja ao redor da mesa da cozinha.

As casas tradicionais da Baviera costumam ter um crucifixo grande exatamente na junção das duas paredes próximas a mesa.

Leia também: como alugar imóvel na Alemanha

Recebendo a família e os amigos

Quando familiares ou amigos fazem uma visita após a mudança para ou se sabem que você comprou um móvel novo, frequentemente pedem para ver a casa.

Também não se sentem inibidos em testar o recém-chegado sofá, ou olhar cuidadosamente a televisão e emitir opiniões sobre as suas aquisições, além de muitas vezes perguntarem quanto você pagou por elas.

Por fim, existe uma grande chance de ser convidado para tomar um “Schnaps“ quando estiver em uma casa na Baviera. Trata-se de uma dose de licor ou digestivo, geralmente bem forte.

Todas as casas contam com várias opções e, para a minha surpresa, nas primeiras vezes em que estive aqui, notei que até senhoras idosas tomavam essa bebida. Ao invés de um cafezinho, é oferecido para os convidados um Schnaps e, ao brindar, não se esqueça de olhar diretamente nos olhos de todos. Willkommen!

Related posts

Guarda de filho compartilhada na Alemanha

Larissa Da Costa

Da cerveja ao Lassi

Marcela Vieira

Licença paternidade na Alemanha

Karina Finke

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação