BrasileirasPeloMundo.com
Itália Turismo Pelo Mundo

Por que conhecer Abruzos?

Por que conhecer Abruzos?

Alguns dos motivos: natureza exuberante e paisagens de tirar o fôlego, vilarejos encantadores cheios de história e cultura, tradições arraigadas que conservam intacto seu charme, e uma ótima culinária local para aguçar o paladar.

Abruzos é uma terra para ser explorada. Seu ponto forte é a variedade de paisagens. Não é por acaso que o brasão da região é um escudo itálico subdividido em três faixas transversais: a branca representa o topo das montanhas coberto de neve, o verde simboliza as colinas e a azul, o mar.

Rocca San Giovanni Abruzzo Foto de Cathy wilson
Rocca San Giovanni Abruzzo Foto de Cathy Wilson

Localizada no centro da Itália, sua capital é Áquila. É uma região principalmente montanhosa, formada por várias colinas, e o que não falta é costa – são quilômetros de praias lindas.

Para os amantes da natureza, Abruzos é uma das regiões mais fascinantes da Itália, tem que conhecer. Decidir o que ver em Abruzos durante uma viagem não é nada fácil: a variedade de paisagens, as reservas naturais, as cidadezinhas subvalorizadas, as ruas menores e as fabulosas rochas fazem desta região italiana um destino simplesmente sensacional.

É uma região que tem muito o que oferecer ao turista, com seu mar limpo, as montanhas virgens, uma história rica em arte e, claro, sua maravilhosa culinária.

Leia também: por que conhecer a Lombardia?

As províncias de Abruzos são quatro: Teramo, Pescara, Chieti e Áquila, cada uma com seu território característico, sua história para contar e dezenas de lugares para visitar. Toda a sua extensão é uma área virgem, que merece ser explorada vale por vale. Abruzos é uma região montanhosa que manteve intactos sua fauna e seu patrimônio naturalista de primeira classe.

Para os amantes da natureza, esta região é, com certeza, ideal. Dentre as montanhas podemos ver o Gran Sasso, que é uma das montanhas mais famosa da Itália. O lugar mais conhecido por suas montanhas é Roccaraso, que tem as instalações de esqui mais equipadas do Centro da Itália.

Rocca Calascio Abruzzo
Rocca Calascio Abruzzo

O clima é diferente em cada zona; faz mais frio na parte interna das montanhas, já nas praias, a temperatura é mais mediterrânea.

Nos meses mais frios, as estações de esqui do Gran Sasso ficam lotadas de amantes de aventura – principalmente nas do Campo Imperatore, onde há mais de 60 km de pista (inclusive para cross-country). Já em Maiella, não muito distante de Sulmona, temos outra estação de esqui importante, a de Roccaraso.

Lanciano Abruzzo Foto de Cathy wilson
Lanciano Abruzzo. Foto de Cathy Wilson

A capital de cada região merece pelo menos um dia de visita. É bom lembrar que, infelizmente, Áquila foi vítima de um violento terremoto em 2009 e algumas áreas estão ainda em fase de reconstrução; fora isso, é uma das cidades mais significativas em termos artísticos. Localizada na encosta do Gran Sasso, é caracterizada por um patrimônio artístico inestimável que vai desde a magnífica Basílica de São Bernardino (em um castelo do século XVI), à Basílica de Nossa Senhora de Collemaggio, até a Fonte das 99 Torneiras (toda decorada com máscaras grotescas em pedra).

Lamentavelmente, o terremoto de 6 de abril de 2009 atingiu severamente a cidade e seus arredores, causando grandes danos em suas preciosas relíquias artísticas. Ainda assim, os aquilanos são um povo de muita dignidade e souberam se recuperar e recomeçar do zero depois de uma tremenda tragédia como essa.

Lanciano, Abruzzo
Lanciano, Abruzzo.

Cheias de encanto, temos as cidadezinhas do interior, com habitantes que mantêm viva sua tradição através do folclore e do artesanato local. Sem falar dos mosteiros e castelos, com vários itinerários na região mais verde da Itália, atraindo muitos turistas.

Um dos lugares mais característicos é Scanno. Com suas ruas estreitas, os portais barrocos e os antigos palácios, Scanno é uma cidadezinha típica do vale do Sangro, que fica perto de um lindo lago. Cheia de história e tradições está Sulmona, terra natal do poeta Ovídio, que abriga relíquias de grande valor e também o famoso eremitério do Papa Celestino V.

Descendo as montanhas em direção ao mar, aconselho uma parada em Torre dei Passeri, onde é possível admirar uma abadia românica de grande valor, a Basílica de São Clemente, em Causaria. Não muito distante dali, a cidadezinha de Manoppello conserva uma relíquia que atrai vários visitantes: o Santo Véu, conhecido também como “Verônica”. Ainda falando de arte e religião, entrando na província de Chieti, encontramos Lanciano, muito agradável de passear e conhecer; assim como Vasto que, além da história e dos monumentos, oferece um litoral lindo, onde fica uma praia muito bonita com águas cristalinas.

Abruzzo
Abruzzo

A Costa Adriática de Abruzos é bastante renomada, tanto pelas diversas praias como pela culinária local, que é cheia de sabores e aromas, um par perfeito para os grandes vinhos de Abruzos (com certeza entre os melhores da Itália, começando pelo famoso Montepulciano). Além disso, com tanta receptividade sincera do povo, vai ser difícil deixar este lugar repleto de cores e perfumes envolventes.

Outra coisa importante são os sítios arqueológicos da região do Vale do Fucino. Lá está um lago que nunca seca, na cidade satélite da Roma imperial, onde ficam as ruínas de Alba Fucens (cidade romana no declive do Monte Velino, a poucos quilômetros de Avezzano) e as relíquias das antigas domus romanas e das necrópoles autóctones.

Leia também: por que conhecer a Lombardia

São vários os roteiros religiosos para os lugares de devoção em meio à mata virgem, dentre eles o já mencionado eremitério de Celestino V (construído em uma parede rochosa), a igreja românico-gótica de Nossa Senhora dos Pobres (no vale do Vomano) e ainda a igreja de Nossa Senhora do Vale Porclaneta (na cidade Magliano de’ Marsi, na província de Áquila).

Abruzos é uma região que irá surpreender você de forma positiva, lá há lugares imperdíveis com natureza, história, cultura e gastronomia. Qualquer que seja a sua escolha dentre esses lindos destinos, a viagem valerá a pena. Se não tiver pressa, considere ficar em Abruzos pelo menos uma semana – leva tempo para conhecer todas as diversas paisagens. Você não vai se arrepender.

Como chegar

É simples chegar a Abruzos de grande parte da Itália. Durante muito tempo a região ficou em segundo plano, isolada, mas finalmente começou a ser valorizada.

De trem: A infraestrutura das ferrovias em Abruzos se estende por cerca de 500 km de linhas, com oitenta e cinco estações. A principal rede na região é constituída pela linha da Zona Adriática (direção Bolonha-Ancona) e Porto d’Ascoli-Pescara-Vasto San Salvo (direção Bari-Lecce), que atravessa todo o litoral da região. As redes complementares são a linha Roma Oricola Sulmona-Pescara (importante ligação entre o Tirreno e o Adriático, através do Apenino Central), a linha Avezzano-Balsorano (Roccasecca), a linha Terni Sella di Corno L’Aquila-Castel di Sangro (Isernia) e a linha Giulianova-Teramo.

Aeroportos em Abruzos: Em Abruzos há dois aeroportos de uso civil: o de Pescara e o de Áquila (Preturo).

Boa leitura e até o próximo mês!

 

Related posts

Dicas de viagens perto da Cidade do México

Ana Paula Almeida

Turismo no Quênia- Parte 1

Daniela Milani

Turismo em Zagreb

Nathália Nascimento

3 comentários

Por que conhecer a região de Abruzos na Itália? | Touristico Março 4, 2016 at 12:34 pm

[…] Para continuar lendo vai diretamente no post no blog Brasileiras pelo mundo!! […]

Resposta
Ubirajara Penteado Agosto 23, 2016 at 2:19 pm

Bom dia Ana Patrícia! Seus comentários serão muito úteis para mim, já que visitarei a região de Abruzzo início de outubro. Obrigado.

Resposta
Teresina Mammarella Novembro 26, 2017 at 4:37 pm

Pessoal, realmente vale a pena a visita. Estive lá agora em setembro/17 e os lugares que visitamos são encantadores. Ótima culinária. Unico lugar da Italia que tem o Traboco ( restaurantes praticamente no mar ) . Vale muito a pena.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação