BrasileirasPeloMundo.com
Bulgária Curiosidades Pelo Mundo Turismo Pelo Mundo Vinhos e Vinícolas Pelo Mundo

Rotas do Vinho na Bulgária

A produção de vinho na Bulgária, é uma tradição antiga que se iniciou na época dos Trácios (século 5 antes de Cristo) e em 1980, a Bulgária era o segundo maior país em produção de vinho, que caiu junto com o fim do comunismo. Devido, porém, a novos investimentos e inovação, eles estão de volta, e depois que a Bulgária, em 5 de janeiro desse ano, ficou em 2º lugar no Top 10 de destinos para se apreciar Vinho de 2017 (Região do Vale dos Trácios), pelo concurso mundial de Bruxelas (Bélgica), onde em 2016, 320 profissionais (enologistas, sommeliers, jornalistas especializados em vinho, clientes e importadores) de 52 países avaliaram e julgaram 9.000 vinhos de 55 países, o país ganhou 109 medalhas .

Vinícola Medi Valley – Foto: acervo pessoal

A Bulgária é divida em 5 regiões oficiais de produção de vinho, que se diferem pelo microclima, e a variedade da uva produzida.

Região Danúbio (região ao norte da Bulgária, próxima ao Rio Danúbio):

A região do Rio Danúbio, possui um clima seco e ensolarado, e é onde, fica localizado 35% das vinícolas do país, é perfeito para a produção de vinhos brancos de qualidade, como os Riesling, Sauvignon Blanc e Aligoté, e os tintos Cabernet Sauvignon, Pamid, Merlot; o vinho doce Muscar Ottonel, e o Gamza, um vinho local, assinatura dessa região. As vinícolas da região que valem a visita são: Vinicula Vimorom Rousse na cidade de Ruse (produz 40 milhões de litros de vinho por ano), produz bons vinhos brancos e o regional vinho tinto Gamza. Vinicula Lovico Suhicol, especializada no vinho Gambá, Cabernet Sauvignon, Chardonnay e Muscat, fica localizada no vilarejo de Suhindol, a 60km da cidade de Veliko Tarnovo. A Vinicula Magura produz bons vinhos frisantes, e possui um tour de degustação que vale muito conhecer.

Região do Mar Negro:

30% de todas as vinícolas do país fica nessa região, localizada por toda a costa, que vai desde a fronteira com a Romênia, até o sul, na fronteira com a Turquia. O clima, com verões longos e quentes, é mais propício para a produção de vinho branco (53% dos vinhos brancos búlgaros, vem região do Mar Negro), nessa região a produção inclui os vinhos: Dimyat, Riesling, Muscat Ottonel, Ugni blanc, Traminer, Gewürztraminer e Sauvignon blanc de ótima qualidade. As vinícolas cuja visita vale a pena são: a Chateau Euxinograde, próximo da cidade de Varna, especializada em Riesling, e a vinícola Domaine Boyar, onde o Chardonnay é o destaque, a vinícola também oferece degustação.

Região do Vale das Rosas:

Localizada ao Sul da região dos Balkans, e mais conhecida pela produção de óleo de rosas, esse perímetro é conhecido pela produção de vinhos brancos como Muscat, Riesling, Rkatsiteli, Cabernet Sauvignon e Merlot. A vinícola mais famosa da região, Vinex Slavyantsi, localizada no vale Sungurlare, é uma vinícola que vem ganhando muitos prêmios desde o século 19, e o vinho Leva blend (uma mistura de Chardonnay, Muscat e Dimyat) é um sucesso de vendas. A vinícola também reverte suas vendas para projetos sociais ligados a educação para crianças.

Região Vale do Rio Struma:

Fica localizado na região próxima a Macedônia, entre o Rio Struma a as Montanhas Pirin, é uma localidade pequena no Vilarejo de Melnik, e conhecido pela produção do vinho regional Shiroka Melnishka Loza, e com o clima árido, também é ideal para a produção dos vinhos Cabernet Sauvignon e Merlot . Vinícolas que valem uma visita são: Damianitza, especializada no vinho tipo Ruen, com blend de uvas como: Cabernet Sauvignon, Rubin, Nebbiolo e Syrah. Outra vinícola, pertinho da fronteira entre a Macedônia e a Bulgária é a Vinicula Logodaj, conhecida pelos vinhos da região, o Shiroka Melnishka Loza e o Ruen. A Vinicula Medi Valley também possui um tour na produção, e o melhor Chardonnay da vida, é o vinho que minha família faz estoque para levar para o Brasil, toda vez que eles vêm me visitar, essa vinícola fica aproximadamente a 50 minutos de carro de Sofia.

Região Vale dos Trácios:

E por último, a rota que ganhou em segundo lugar do Top 10 de rotas no mundo todo para se visitar em 2017, a Região do Vale dos Trácios, localizada ao Sul da Montanha Stara Planina, até a montanha Sakar. É a localidade que cultiva a mais famosa uva para a produção de vinho tinto, a uva Mavrud. Essa região também é famosa pela produção de Merlot, Cabernet Sauvignon, Red Muscadine e Pamid e possui registros de feitura de vinho desde o século 5, antes de Cristo, pelos Trácios. As vinícolas que merecem ser visitadas são: Bessa Valley, que tem reputação pela produção de excelentes Merlot e Cabernet Sauvignon, e do vinho Enira, uma combinação das duas uvas. O local possui tour, degustação, e eventos gourmets com mais de 7 diferentes tipos de vinho. A vinícola Terra Tangra, fica localizada perto da fronteira com a Turquia, perto da montanha Sakar, e é a primeira vinícola búlgara com vinhos orgânicos  certificados, é uma vinícola premiada, e é especializada no vinho local, Mavrud.
Os tours, e degustações nas vinícolas custam entre 10, e 60 euros, dependendo do serviço oferecido.
A cultura do vinho, está fortemente enraizada na Bulgária. Aqui, é muito comum as famílias produzirem sua própria uva e seu próprio vinho, e mesmo no mercado, é possível achar bons vinhos, custando a partir de 3 euros.

Para os amantes do vinho, a Bulgária é definitivamente uma ótima experiência. Saúde!

Leia sobre a culinária búlgara!

Related posts

A vida em Mumbai

Joice Santos

Curiosidades sobre a vida na Índia

Joice Santos

Curiosidades sobre o ambiente de trabalho na Inglaterra

Paula Ghelli

3 comentários

Regina Março 30, 2017 at 2:54 pm

Oi Aimée
Realmente , os vinhos búlgaros são deliciosos . Adorei a matéria e aprendi muito .
Não tinha idéia de que há tantos tipos de vinho , e que a produção era tão antiga.
Tomei um vinho quando estive na Bulgaria , da vinícola Mediwalley , e era excelente.
Um abraço .

Resposta
Sarah Fevereiro 21, 2018 at 2:29 pm

Obrigada pelo seu blog! Estou em processo de adocao na Franca e vou me orientar para a Bulgaria, estou procurando mais infos sobre a cultura bulgara. Gostei do seu blog, parabens!

Resposta
LUIS EDUARDO Março 23, 2019 at 12:15 pm

Você foi traída pelo corretor ortográfico: o nome da uva é “Gamza”, e no texto saiu “Gambá”.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação