BrasileirasPeloMundo.com
Rússia

Rússia – Cinco dicas para quem chega em Moscou

Mudança é sempre algo complicado. Não importa de onde saímos ou para onde vamos. Sempre chega aquela avalanche de dúvidas na cabeça de quem está começando tudo de novo em um novo país. Neste texto vou dar cinco dicas para quem chega em Moscou.

Eu acabo de me mudar de Nairóbi, no Quênia, para Moscou, na Rússia. Uma mudança um tanto drástica – não tanto no clima, como vocês podem estar pensando, já que, pasmem, não faz calor em Nairóbi, mas culturalmente.

Obviamente, antes da chegada, eu ouvi muitos comentários e lendas sobre como poderia ser complicada a mudança e como poderia ser problemática adaptação em um país com uma língua exótica. Mas a chegada foi muito tranquila e adaptação está sendo ótima, graças às muitas facilidades e também aos muitos amigos que se dispõem a ajudar.

Sabendo como a insegurança é grande na chegada à nova cidade, vou listar, nesse artigo, as cinco primeiras dicas para quem vai chegar de mudança a Moscou.

1. Onde morar: escolher o local onde morar é uma decisão a ser tomada com cuidado e paciência. Moscou é uma cidade imensa, com trânsito complicado, portanto é muito importante procurar algo perto do trabalho ou da escola e/ou ter em mente qual meio de transporte será utilizado no dia-a-dia. Para que seja possível procurar uma moradia definitiva com calma, é interessante alugar algo temporário. A cidade oferece vários serviços de aluguel temporário do tipo “serviced apartments” com preços acessíveis e boas localizações. Minha mãe, que mora comigo, e eu passamos quinze dias em um pequeno apartamento perto do trabalho, com limpeza semanal, internet, TV a cabo e tudo que precisávamos para nossas primeiras semanas de buscas pelo apartamento definitivo. Particularmente, acho que os apartamentos por temporada são mais interessantes tanto por terem uma diária mais barata que os hotéis, quanto pelo conforto de estar em uma casa um pouco maior e ter mais privacidade.

2. Como se comunicar: ficar acessível é uma das coisas mais importantes na nova cidade, tanto para segurança quanto para a tranquilidade de quem está longe. A telefonia móvel em Moscou é bastante boa e barata. Para ter acesso, basta ir a alguma loja das várias empresas telefônicas da cidade e comprar um cartão SIM com o pacote que preferir. Um exemplo de pacote médio oferece ligações grátis para a mesma operadora, 500 minutos de ligações para outras operadoras, 500 SMS e 3G de internet. O valor mensal é RUB450,00 mensais (em torno de US$7,00 ou R$26,00).

3. Como se locomover: o transporte público moscovita é bastante eficiente. Temos à nossa disposição ônibus, ônibus elétricos, metrô, bondes. Com um só cartão é possível utilizar todos os transportes e os preços são baixos. A passagem de ônibus custa RUB50,00 (US$0,75 ou R$2,90) e a passagem de metrô custa RUB30,00 (US$0,45 ou R$1,72). Destaque para o metrô que, além de muito pontual, tem um tempo mínimo de espera entre os trens (em torno de um minuto) e possui estações que são verdadeiros museus de arte e história da capital russa. O ponto complicado é que, por enquanto, a grande maioria das estações de metrô tem placas apenas em russo. Portanto é bom, enquanto não se aprende o cirílico, estudar previamente o itinerário e ter anotados os nomes das linhas e estações necessárias para não se perder no caminho.

Mapa do metrô em Moscou
Mapa do metrô em Moscou

4. Onde comprar: pequenas compras de supermercado para os primeiros dias são imprescindíveis. O recém-chegado tem várias opções de locais para comprar seus itens de primeira necessidade. Para uma compra maior, ou mais variedades de produtos e preços melhores, a cidade conta com grandes supermercados espalhados por todas as vizinhanças. Alguns supermercados oferecem compras online, nas quais os clientes adicionam produtos aos seus carrinhos virtuais e escolhem a data e o horário para receberem a mercadoria. As empresas seguem a pontualidade russa e podemos sempre esperar que as compras estarão na nossa porta exatamente na hora marcada. Outra possibilidade são os vários mercadinhos espalhados pela cidade, chamados Продукты (produkti). Neles é possível encontrar praticamente todo tipo de produto, mas com menos variedade. São sempre de grande ajuda, pois estão em todo canto (com certeza você terá um bem perto) e muitos ficam abertos 24 horas.

5. Onde comer: não é difícil encontrar restaurantes bons em Moscou. Uma caminhada pelos arredores pode levar a descobertas gastronômicas das mais variadas. Encontramos, na cidade, todos os grandes restaurantes de fast food, restaurantes de culinárias internacionais e de culinária russa. Os preços são os mais variados. Para quem precisa comer fora todos os dias, a cidade oferece várias opções de restaurantes estilo self-service ou que servem almoço executivo durante a semana. Nos restaurantes self-service é possível montar seu prato para levar para casa ou para o trabalho, no melhor estilo marmita que já conhecemos bem.

Todas essas facilidades, aliadas à solicitude dos russos em sempre ajudar, tornam a chegada à Moscou muito mais leve e interessante. E deixa uma sensação de que a estada será, no mínimo, incrível.

Related posts

Comemorando o Aniversário de Moscou

Renata Rossi

Custo de vida em Moscou

Renata Rossi

10 motivos para morar em Moscou

Renata Rossi

6 comentários

Aline Arruda Dezembro 3, 2015 at 8:10 am

Renata, que choque cultural. Adorei ler seu post, acho a Russia um pa’is fascinante. Aqui na Austr’alia tem muito russo e eu adoro conhecer mais da cultura deles.
Quem sabe um dia nao rola uma visitinha? Esta na minha bucket list.
Beijos, bem-vinda ao time 🙂

Resposta
Renata Rossi Janeiro 23, 2016 at 8:09 pm

Que ótimo que gostou do post, Aline! Obrigada! A Rússia é realmente fascinante! Vamos combinar uma visitinha sim. Eu também preciso conhecer a Austrália! Beijos!

Resposta
MAURO VILAS Março 16, 2016 at 12:02 pm

Olá Renata, gostei dos seus comentários, iremos em Maio/16 (10 pessoas) para visitar Países Bálticos e Russia,
estaremos do dia 13/05 a 18/05 em San Petesburgo e dia 18/05 a 22/05 em Moscou.
Gostaria se possível a gentileza de nos informar, se para a Russia é necessário contratar um guia que fale Português ou da para se virar sem o mesmo? ou voce conhece algum?
Em Moscou quais os locais que voce acha mais importante para visitarmos nestes dias que iremos ficar?
Desde já agradeço sua atenção.

Resposta
Renata Rossi Março 21, 2016 at 7:40 am

Olá, Mauro! Obrigada!
Dá para se virar aqui sim, mas se quiser contratar um guia para organizar melhor os passeios e explicar tudo (eu, pessoalmente, prefiro explicações, já que tudo fica mais interessante se a gente entende o que está vendo) é uma boa ideia.
Posso te dar umas dicas e indicações por e-mail, que tal? Manda suas dúvidas para [email protected] que eu dou uma mão na programação!
Abraços!

Resposta
EDIVAN LUIZ CARDOSO DO NASCIMENTO Junho 13, 2018 at 7:55 pm

Irei em agosto. Ficarei de 2 a 9. Nao falo ingles. A sra poderia me ajudar indicando algum guia nao muito caro e me indicando locais para conhecer….comer…..se divertir? Ficarei no hotel budapest. Sei que fica a 1.1km da praca vermelha e 450m do teatro bolshoi. Meu whats, caso queira me ajudar, (51)992775594. Obrigado tchê.

Resposta
Luiz Santos Dezembro 22, 2019 at 12:29 am

Adoro Moscou.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação